Dia 15:43

  • Centro de Convergência de Novas Mídias

    Últimas do CCNM: http://www.livestream.com/tvle


    O Centro de Convergência de Novas Mídias (CCNM) é um grupo de pesquisa da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) que atua também na extensão e ensino. O grupo foi selecionado no primeiro edital com o projeto Rede de Inclusão e Letramento Digital – Rede.Lê, que já estava em andamento desde 2002 devido a uma parceria coma Secretaria Municipal de Educação de BH.

    Em 2005 o grupo também aprovou o Pontão de Cultura da UFMG, cujo objetivo era o de criar ambientes virtuais “que auxiliassem os diversos grupos sociais a trocarem experiências entre si” (site CCNM). Sua área de atuação é ampla e por conjugar pesquisa e extensão o grupo destaca-se na produção de metodologias aplicadas. Atualmente, o CCNM é o Ponto representante de Minas Gerais na Comissão Nacional dos Pontos de Cultura. A seguir contamos um pouco do histórico do projeto e seus atuais trabalhos.
    Quando a sede do projeto ainda era o Centro Cultural da UFMG o grupo foi procurado para colaborar no projeto das Bases de Apoio a Cultura (BACs), que reformulado tornou-se o Cultura Viva. O Centro de Cultural era referência na época, pois contava com um telecentro metareciclado, aberto ao público diverso do centro da cidade, abrigava projetos de dança afro e shows de artistas locais nas sextas a noite, além de ter um cineclube ativo com mostras semanais. Nesta época a Prof. Regina Helena era diretora do Centro Cultural da UFMG e por lá também começou a desenvolver a Rede de Inclusão e Letramento Digital – (Rede.Lê). (mais…)

    continue lendo
  • II Encontro de Casas Brasil da Região Metropolitana de Belo Horizonte

    Fonte: Adriana Veloso de Blog Ação Cultura Digital em Minas Gerais

    II Encontro Metropolitano Casas Brasil

    II Encontro Metropolitano Casas Brasil

    Na segunda 30/03, vistamos a Casa Brasil Obra Kolping com o TIC Pedro Otoni, localizada na região noroeste da cidade, próxima aos bairros Coqueiros e São Salvador, divisa com o município de Contagem. Estavam presentes os bolsistas Juliana, da coordenação geral da Casa, Cleiton, do Metarec, Polly, do multimídia e Elias e Daniel, ambos do telecentro e o objetivo da conversa era sinergizar os projetos em um II Encontro da Região Metropolitana. A idéia é convidar também os Pontos de Cultura para participarem das atividades, que vão incluir oficinas multimídia, entre outras. De início foram apresentados ambos os projetos – Casa Brasil e Pontos de Cultura – além da proposta de integração de ambos.

    A Casa Brasil tem ampla participação da comunidade do entorno, seja nos cursos oferecidos pela instituição Kolping, seja pela Casa Brasil. No momento, acabaram de adquiri os equipamentos multimídia e já deram início a algumas atividades de áudio e de gráfico. O espaço é amplo e conta com um auditório. Os bolsistas estão insitgados para dar início às atividades multimídia e ampliar o contato com os Pontos de Cultura, principalmente os da Fundação Municipal de Cultura, que tem o pontinho do Centro Cultural Pampulha, próximo à região.

    Oficinas multimídia no II Encontro das Casas Brasil

    Oficinas multimídia no II Encontro das Casas Brasil

    A conversa girou em torno dos preparativos para o segundo encontro das Casas Brasil, ocorrido nos dias 07 e 08 de maio, englobando módulos de capacitação em Comunicação Comunitária, ProgramaçãoWeb, Acessibilidade para deficientes Físicos, Economia Popular Solidária, Restauração de Livros e multimídia. Na abertura do II Encontro, o TIC Pedro Ottoni ressaltou a necessidade de convergirmos as experiências dos Pontos de Cultura com a área cutural e de produção multimidia, e a das Casas Brasil com experiência em conselhos gestores e articulação com as comunidades. Foi apresentado por Denísia Martins, representante de Minas Gerais na Comissão Nacional de Pontos de Cultura, a atual situação da comissão e dos Pontos de Cultura, além da atuação da Rede.Lê no estado. Além dessas apresentações, foram dadas as boas vindas pela Julinana, Coordenadora da Unidade, e a apresentação da Obra Kolping pelo Gerson, Coordenador da Obra Kolping no estado. Seguida essas etapas foi feita, dentro de uma dinâmica, a apresentação de todos os participantes, totalizando 35 pessoas, a maioria pertencentes às 04 Unidades Casa Brasil e 05 Pontos de Cultura presentes.

    Os articuladores Adriana Veloso e José Paulo Neto promoveram, junto ao Fábio Belotte do Pontão de Cultura CCNM, a oficina de multimídia apresentando softwares de modelagem 3D, edição de vídeo e imagens. Além do pessoal do CCNM, estiveram presentes os pontos Ti Vi no Morro, de Sabará, Casa da Juventude de Congonhas, Associação Imagem Comunitária (AIC) e o Grupo Negros da Unidade Consciente (NUC).

    Ao fim do Encontro foi feita sua avaliação e a confirmação do próximo encontro, com data proposta para dias 06 e 07 de Agosto na Unidade Casa Brasil Nova Contagem. O encontro pretende envolver mais Pontos de Cultura, e para a escolha do local, foi levado em conta o início das atividades dos 09 Pontos de Cultura da Rede de Pontos de Cultura que deve se iniciar neste ano. Também foi intencionados a construção de um projeto de Economia Popular Solidária na ocnstrução de uma Incubadora Tecnológica e o envolvimento das casas Brasil no Programa “A tela e o texto”.

    continue lendo
Pular para a barra de ferramentas