Arquivo da tag: Ceará

Fórum de Mídias e Audiovisual da UECE

O I Fórum de Mídias e Audiovisual da UECE é o evento que o Grupo de  Produção e Divulgação de Audiovisual vai realizar de 4 a 7 de maio de 2010, a partir das 14h, na Casa Amarela Eusélio Oliveira, localizada na Avenida da Universidade, 2591, Benfica. O Fórum fará parte das atividades da VII Semana de Humanidades UECE/UFC, em que as atividades se realizarão nos Centros de Humanidades (CH) da Universidade Estadual do Ceará, bem como da Universidade Federal do Ceará.

O Fórum será aberto à comunidade acadêmica cearense e aos demais  interessados. O evento contará com a mostra “Deixe a América voltar a ser América“, com a exibição de filmes acompanhados de debates, acerca de temáticas latino-americanas. A intenção da mostra é reunir os grupos cineclubistas da UECE, produtores e pensadores das questões de audiovisual. Na ocasião, será aberto um debate para discutir as perspectivas e dificuldades, no sentido de estruturar uma proposta para o audiovisual da UECE, envolvendo os princípios acadêmicos ensino, pesquisa e extensão.

O Grupo de Produção e Divulgação do Audiovisual da UECE é uma iniciativa do LAMIA/GPDU, em parceria com o Filovídeo, Pró-Reitoria de Políticas Estudantis (PRAE), Literacine, Coletivo Braços Dados e Cetros. A coordenação do grupo diz que aceita contribuições para o debate.

Assessoria de Comunicação da UECE

Encontro Nacional dos Pontos de Cultura em Fortaleza

Evento é realizado pela Comissão Nacional dos Pontos de Cultura, representado pelo Instituto da Cidade, em parceria com o Ministério da Cultura

Um emaranhado de manifestações culturais de diversas regiões e em várias linguagens. Nos dias 25 e 31 deste mês, o Dragão do Mar, em Fortaleza (CE), ficará repleto de poesia e tomado pela convivência coletiva de todas as tribos do Brasil, com o Encontro Nacional dos Pontos de Cultura, que pela primeira vez ocorre no Nordeste.

A partir de quinta-feira, Fortaleza sediará a “Teia 2010 – Tambores Digitais”. O evento é realizado pela Comissão Nacional dos Pontos de Cultura, representado pelo Instituto da Cidade, em parceria com o Ministério da Cultura, o Governo do Ceará e com o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (IACC).

Como o nome já diz, a Teia é um emaranhado de manifestações culturais de diversas regiões e em várias linguagens, uma oportunidade de revelar os diversos Brasis por meio da descentralização da produção.

Mas o encontro vai além. Nele será realizado o “III Fórum Nacional de Pontos de Cultura”, com seminários, painéis, debates, exposições, uma feira de economia solidária e apresentações artísticas. As atividades contarão com a presença de convidados do Brasil, da África, Europa e América Latina, e com a participação de representantes de 2.500 Pontos de Cultura. A idéia destas discussões é consolidar a Teia como um espaço político e cultural destes Pontos e discutir a gestão compartilhada do Programa Cultura Viva.

Programa – O Programa Nacional de Cultura, Educação e Cidadania (Cultura Viva), do Ministério da Cultura, seleciona, por meio de edital público, projetos que promovam as artes, a cultura, a cidadania e a economia solidária em comunidades por todo o país. Desta parceria entre sociedade civil e poder público nascem os Pontos de Cultura, por meio de convênio com a Secretaria de Cidadania Cultural (SCC-MinC) e governos estaduais. No total, R$180 mil são repassados para cada Ponto, em três anos de convênio.

Esta é a quarta edição da Teia e a terceira do Fórum Nacional de Pontos de Cultura. Os eventos anteriores ocorreram nos anos de 2006, em São Paulo; 2007, em Belo Horizonte; e 2008, em Brasília. A cada ano são escolhidos diferentes temas para o evento. A “Teia 2010 – Tambores Digitais” vai focar a comunicação e a cultura digital.

Cineclube Vila das Artes / Fortaleza, CE

Em todas as quartas do mês de março o Cineclube Vila das Artes traz uma seleção de filmes que vai do espanhol Luiz Buñuel ao mestre do western americano John Ford. As sessões acontecem às 18h30, na Vila das Artes. A entrada é gratuita.

O Cineclube tem o objetivo de criar um espaço de debate sobre filmes de arte de conceituados cineastas. A cada semana, a Vila traz um pesquisador, cineasta ou professor para conduzir o bate papo com o público. O Cineclube também é uma atividade do Curso de Realização em Audiovisual da Vila das Artes. O Vila fica na Rua 24 de Maio, 1221, Centro, é espaço de formação, produção, pesquisa e reflexão em arte.

Programação:

> Dia 10
M – O Vampiro de Dusseldorf. Direção de Fritz Lang (1931).
No final da década de 20, um assassino de crianças aterroriza uma cidade alemã. As ruas ficam cheias de policiais e isso ameaça as atividades criminosas que aconteciam na cidade. Os bandidos organizam-se e capturam o assassino, levando-o para um julgamento conduzido por eles.

> Dia 17
Cidadão Kane. Direção de Orson Welles (1941).
Conta a vida de um magnata da imprensa, visivelmente inspirado em William Randolph Hearst. Welles usou velhos recursos cinematográficos como flashbacks e incorporou inovações impressionantes para a época, como a narrativa não linear e ângulos de câmera inusitados. Este filme ainda é um ponto de referência para a evolução da linguagem cinematográfica.

> Dia 24
No Tempo das Diligências. Direção de John Ford (1939). 97 min.
Atravessando o Arizona numa diligência, um grupo se envolve um diversas lutas e aventuras – inclusive enfrentando índios guerreiros. John Ford é considerado o pioneiro dos western americano.

Serviço:
Cineclube Vila das Artes, todas as quartas de março na Vila das Artes, rua 24 de Maio, 1221, Centro.
Informações pelo telefone: (85) 3252-1444.
Grátis.

Cineclube Vila das Artes / Fortaleza, CE

Em todas as quartas do mês de março o Cineclube Vila das Artes traz uma seleção de filmes que vai do espanhol Luiz Buñuel ao mestre do western americano John Ford. As sessões acontecem às 18h30, na Vila das Artes. A entrada é gratuita.

O Cineclube tem o objetivo de criar um espaço de debate sobre filmes de arte de conceituados cineastas. A cada semana, a Vila traz um pesquisador, cineasta ou professor para conduzir o bate papo com o público. O Cineclube também é uma atividade do Curso de Realização em Audiovisual da Vila das Artes. O Vila fica na Rua 24 de Maio, 1221, Centro, é espaço de formação, produção, pesquisa e reflexão em arte.

Programação:

> Dia 10
M – O Vampiro de Dusseldorf. Direção de Fritz Lang (1931).
No final da década de 20, um assassino de crianças aterroriza uma cidade alemã. As ruas ficam cheias de policiais e isso ameaça as atividades criminosas que aconteciam na cidade. Os bandidos organizam-se e capturam o assassino, levando-o para um julgamento conduzido por eles.

> Dia 17
Cidadão Kane. Direção de Orson Welles (1941).
Conta a vida de um magnata da imprensa, visivelmente inspirado em William Randolph Hearst. Welles usou velhos recursos cinematográficos como flashbacks e incorporou inovações impressionantes para a época, como a narrativa não linear e ângulos de câmera inusitados. Este filme ainda é um ponto de referência para a evolução da linguagem cinematográfica.

> Dia 24
No Tempo das Diligências. Direção de John Ford (1939). 97 min.
Atravessando o Arizona numa diligência, um grupo se envolve um diversas lutas e aventuras – inclusive enfrentando índios guerreiros. John Ford é considerado o pioneiro dos western americano.

Serviço:
Cineclube Vila das Artes, todas as quartas de março na Vila das Artes, rua 24 de Maio, 1221, Centro.
Informações pelo telefone: (85) 3252-1444.
Grátis.

É tempo de animação no Ceará

Antecipando as comemorações do Dia Internacional da Animação, profissionais e amantes se mobilizam para mostrar e discutir a produção recente

Está tudo combinado: às 19h30min da próxima quarta-feira (dia 28), mais de 400 cidades no Brasil e outras tantas em 40 países mundo afora vão apertar o play para as cores, figuras e sentimentos animados. É o Dia Internacional da Animação (DIA). Por aqui, os horários puderam ser sintonizados, o que não aconteceu no resto do mundo & detalhe que o fuso horário não permitiu. Mas isso não quer dizer menor interação. No DIA, todos esses lugares vão exibir os mesmos curtas. Nove filmes nacionais (locais), 12 internacionais e uma mostra infantil. A ressaltar: tem cearense na lista da produção nacional.

Além da Capital, o dia 28 vai ser comemorado em outras nove cidades no Ceará: Canindé, Aracati, Guaramiranga, Icó, Itaitinga, Jijoca, Maracanaú, Pacatuba e Quixadá. Outra novidade é que em Fortaleza a animação dá o ar da graça uma semana antes, numa intensa programação que tem início amanhã (22). E como começo é começo, o primeiro dia está reservado para uma mostra de filmes cearenses feitos em super-8, da década de 1980, quando a animação passou a ser experimentada no Estado. Material raro, coletado especialmente para o evento. A sala de vídeos na Vila das Artes, a partir das 19 horas, não só recebe a produção como também os diretores, que ao final conversam com o público sobre o que foi passado. Os bate-papos, aliás, são parte fundamental da programação.

“Um dos objetivos do encontro é estimular a troca de ideias, a conversa entre os diretores, veteranos e mais novos, com o público“, conta Diego Akel, um dos coordenadores da mostra e articulador do DIA em Fortaleza. É dele o filme a ser exibido nacionalmente e internacionalmente: Linhas e Espirais. “Para as conversas, a gente pensou em fazer algo que englobasse um maior período de tempo da produção. Queríamos também aproveitar o pessoal local. Muita gente nem sabe o tipo de animação feito aqui. E estamos vivendo um cenário propício para essa discussão“, acredita Akel. Na lista de debatedores, Márcio Ramos, diretor de Vida Maria, curta-metragem que ganhou prêmios nacionais e internacionais, como um concedido pela Unicef Venezuela pela contribuição em assuntos relacionados aos direitos da criança.

Marcos Zartur, Diego José, Felipe Foz, Júlia Manta e J. Cambé completam as tardes de conversa com realizadores. “Cada um deles tem um perfil em técnicas e temas. Pensamos nessa diversidade, para não ficar só na animação digital, por exemplo“, explica Akel. Impossível, nos debates, é se esquivar do problema que toda a produção de audiovisual sofre: divulgação. “Assim como os curtas, as animações ficam restritas a festivais. Mas hoje existe a internet, que é muito legal e fácil de utilizar. Tanto para fazer como para divulgar“, aponta J. Cambé, que trabalha com a integração de técnicas tradicionais como a rotoscopia e os modernos processos digitais.

A internet acaba sendo aliada em diversos processos para a animação. Luciana Druzina, coordenadora do DIA, conta que a escolha pelos filmes do dia 28 foi feita em reunião por skype. “A Associação Brasileira de Cinema de Animação (ABCA), indica um grupo de jurados qualificados, que tem que ter no mínimo cinco anos de profissão. São pessoas de qualquer lugar do mundo, e elas passam um mês com os filmes. Ao final desse período, acontece a reunião“. Luciana comemora o fértil momento em que a área se encontra, lembrando que em 92 anos da história da animação, o Brasil apresentou apenas 22 filmes. “Três foram lançados nos último quatro anos. Mas boas notícias: mais treze estão em fase de finalização. A gente cresceu vendo animação estrangeira. Agora é a vez da nacional. É o momento das pessoas se reconhecerem no que veem“.

A classe reconhece que a televisão, agora, entrou para o time. “Por que essa fácil adaptação à TV? Porque ela já é dublada. As televisões daqui estão buscando produtos brasileiros, até por causa da demanda da internet. TV Brasil, TV Cultura e as TVs abertas não estão de fora“, lista. E não só: o Ministério da Cultura (MinC) está investindo no desenvolvimento da área. Segundo Luciana, “existem agora políticas públicas para a animação, como a Política para o Desenvolvimento da Animação Brasileira (Proanimação). E vai ser feita uma pesquisa setorial e mercadológica, encomendado pelo Ministério“. Como muita gente pensava, animação é coisa de criança. E pelo que a gente vê, de adulto também.

Júlia Lopes
julialopes@opovo.com.br
21 Out 2009 – 01h55min

CONTEÚDO EXTRA
Confira a programação completa da I Semana da Animação no www.opovo.com.br/conteudoextra

E-Mais

> Segundo a edição de agosto da revista Exame, a animação movimenta U$ 158 bilhões ao ano. O BNDES criou uma linha de financiamento específica para o setor audiovisual, e o Ministério da Cultura e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex) passaram a apoiar o setor.

> De acordo com Diego Akel, coordenador da Semana da Animação em Fortaleza, a temática tratada nos filmes de animação se alargou. “A gente passou muito tempo, boa parte da década de 1990, com filmes muito voltados para a questão da seca, da região árida. Do problemas do sertanejo, do cangaço“.

> O Núcleo de Cinema de Animação Casa Amarela Eusélio de Oliveira – Nuca é uma importante parceira do evento. O curso de animação existe desde 1986, quando Telmo Carvalho e Zé Rodrigues, concludentes do curso de cinema de animação, realizado no Centro Técnico do Audiovisual – CTAV (Rio de Janeiro), vieram para Fortaleza através de um convênio entre a National Film Board of Canadá e a Embrafilme Brasil.

SERVIÇO
I SEMANA DA ANIMAÇÃO EM FORTALEZA – Evento dedicado à produção de cinema de animação. Começa amanhã, 22, às 19h, com exibição de filmes em Super-8 na Vila das Artes. No Dia Internacional da Animação, 28, às 19h, na Casa Amarela Eusélio de Oliveira, exibições de curtas de animação. A mesma exibição acontece em mais nove cidades do Ceará, no mesmo horário: Canindé, Aracati, Guaramiranga, Icó, Itaitinga, Jijoca, Maracanaú, Pacatuba e Quixadá.


Carolinne Vieira
Suplente de Diretoria Regional do Conselho Nacional de Cineclubes Brasileiros (CE, MA, PI e RN)
Fortaleza – CE

Fones:
(85) 3497-79995 (residencial)
(85) 8779.7116 (esse funciona!!!)

Skype: carolinne.vieira
MSN: carolinne_vieira@hotmail.com

Cineclube Darcy Costa inicia atividades em Fortaleza

A Associação Cearense de Cinema e Vídeo – ACCV, juntamente com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado do Ceará – IFCE, tem a honra de convidá-los para a inauguração do Cineclube Darcy Costa. O evento ocorrerá no dia 14 de outubro, às 19:30 hs, no Auditório Iran Raupp, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia – IFCE (Avenida 13 de maio,  2081  – Benfica – Fortaleza/CE).

Viabilizado pelo convênio firmado entre a Associação Brasileira de Documentaristas e Curta-Metragistas – ABD Nacional, e o Ministério da Cultura – através do Programa Cine Mais Cultura – o Cineclube Darcy Costa, da Associação Cearense de Cinema e Vídeo – ACCV/ABD-CE, é uma justa homenagem a Darcy Xavier da Costa, pioneiro do cineclubismo cearense e um dos principais responsáveis pela criação e estímulo de toda uma geração de realizadores, críticos e amantes do cinema no Estado do Ceará.

Na inauguração do Cineclube Darcy Costa serão exibidos os filmes “Lampião, o Rei do Cangaço” – produção histórica dirigida pelo libanês Benjamin Abrãao em 1936 – e “Patativa do Assaré – Ave Poesia”, do cineasta cearense Rosemberg Cariry, filme que compõe, juntamente com o documentário “Verequete: o Rei dos Tambores”, o circuito de exibição cineclubista realizado pelo CNC e apoiado pela ABDN, CBDC e CBC.

A programação de estréia do Cineclube Darcy Costa continuará no dia 15 de outubro – Dia do Audiovisual Cearense – com a exibição de filmes cearenses entre as 16:00hs e 18:30hs, no Auditório  Iran Raupp. Dessa forma, iniciam-se as programações comemorativas em torno dos 85 anos de existência do audiovisual cearense, que deve seu primeiro filme ao cineasta Adhemar Albuquerque, fundador da ABA Filme e produtor de Benjamin Abrãao no documentário que este realizou sobre Lampião em 1936.

Localmente a iniciativa da ACCV/ABD-CE e do IFCE conta com o apoio do Fórum Cearense de Audiovisual, do Sindicato de Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões do Ceará – SATED-CE, da Associação Cearense de Imprensa – ACI, da Associação Cearense de Cinema de Animação – ACCA, do Diretório de Estudantes do IFCE e do Grupo Miraira. Nacionalmente, o apoio vem da Associação Brasileira de Documentaristas e Curta-Metragistas – ABD Nacional, e do Conselho Nacional de Cineclubes – CNC.

Associação Cearense de Cinema e Vídeo – ACCV/ABD-CE (www.accv.org.br)

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado do Ceará – IFCE  (http://www.etfce.br/ )