Arquivo da tag: Cine+cultura

Programa “Cine Mais Cultura”, do MinC, paralisado há 1 ano

Priscila Caldas*

cult01-13-08-13A administração nacional do programa ‘Cine Mais Cultura’, criado pelo Ministério da Cultura (MinC), está paralisada há 1 ano. Apesar das mudanças, os quatro cineclubes vinculados ao Conselho Nacional de Cineclubes (CNC) existentes no Estado, dois deles em Manaus, dão andamento às atividades.

De acordo com o cineclubista e ex-secretário-geral do CNC, Gilvan Veiga, o projeto deixou de ter a atenção por parte da Presidência da República a partir da gestão da antiga ministra da Cultura, Anna de Hollanda (ela saiu do ministério em setembro de 2012). Veiga afirma que o conselho tem lutado junto à presidente Dilma Rousseff pela retomada das ações propostas pelo programa audiovisual.

“Após um período de paralisação, esse projeto volta a ser debatido na administração de Marta Suplicy. A ideia é que ele cumpra os editais previstos anteriormente”, comenta.

O cineclubista informa que até o mês de março o Amazonas contava com as seguintes locações voltadas às exibições cinematográficas: Alto Rio Negro, em São Gabriel da Cachoeira; Encontro das Águas, no município de Iranduba; e os cineclubes Baré e Canoa, em Manaus. Essa lista contempla somente os projetos filiados ao CNC. “Até aquele período todos estavam em funcionamento”, expressa.

A produtora e cineclubista Angelita Feijó é responsável pelo Cineclube Baré e foi representante regional do CNC até o início do ano. Ela afirma que mesmo após a retenção dos trâmites nacionais os grupos amazonenses deram continuidade aos encontros, com exibição de filmes e realização de debates. As sessões acontecem sempre às sextas-feiras, a partir de 18h30, em dois lugares: na Escola Municipal Valdir Garcia e na área externa da comunidade católica Cristo Rei. Os dois espaços estão localizados no bairro São Geraldo, Zona Centro-Sul. “Os trabalhos acontecem há 4 anos e há 2 anos resolvemos investir na temática infantil, que vem acompanhada da questão ‘meio ambiente’. Vemos isso como um estímulo aos estudantes, que passam a conhecer o conceito de produção cinematográfica, criação de roteiro e outros assuntos  culturais”, disse.

Semanalmente, as sessões contam com um público mirim estimado entre 30 e 40 estudantes. Enquanto a plateia adulta é composta, geralmente, por dez pessoas. Segundo Feijó, os cineclubistas amazonenses devem se reunir ainda este mês para uma eleição, onde vão escolher um representante regional e o seu suplente. A reunião, que será transmitida por meio eletrônico, contará com a participação da diretoria do conselho nacional. “Neste ano acontece a jornada nacional de cineclubes e precisamos ter nossos representantes. Permaneci à frente das ações até alguns meses, mas depois nem avisaram nada sobre o desligamento”, informa.

Outro cineclube que está vinculado ao CNC é o Canoa, que é coordenado por Darlan Guedes. As sessões são transmitidas há 3 anos, sempre, às terças-feiras, no período de 17h às 20h. Os filmes são exibidos na rua José Clemente, no edifício Rio Mar, sala 314, no terceiro andar.

O cineclubista conta que tem o propósito de expandir as atividades ao levar os filmes para as áreas periféricas da capital. Porém, a ideia ainda não foi implementada por falta de recursos e apoio financeiro. Ele solicita a ajuda dos empresários. “Temos interesse em transmitir informações ao público mais carente. Mas essa logística demanda custos. Aceitamos ajuda por parte de empresas e comércios”, solicita. “O cineclube não é somente um agregador de pessoas, mas formador de opiniões e de diálogos por meio de ficcionais e documentários”, defende.

Outro projeto conduzido por Guedes é a formação de um acervo. Atualmente ele conta com mais de 280 filmes divididos entre produções nacionais e internacionais.

* Priscila Caldas, do Em Tempo – Manaus, AM

Coordenador da SAv garante que Programa Cine+Cultura será retomado ainda neste ano

cine-mais-culturaConfirmando as previsões deste Observatório, conforme relato divulgado pela Diretoria da FEPEC – Federação Pernanbucana de Cineclubes a dívida do Ministério da Cultura, através da Secretaria do Audiovisual, com os cineclubes inscritos no programa Cine Mais Cultura deverá ser solucionada antes da realização da Jornada Nacional de Cineclubes que acontecerá em novembro, na Bahia, garante o Coordenador de Inovações e Plataformas Audiovisuais (MinC/SAv), Leonardo Rossato, em palestra realizada na última sexta-feira (26), no Recife.

A presença do representante do MinC na cidade fez parte de uma série de encontros promovidos pela unidade regional do Ministério no Nordeste, entre os dias 26 e 29 de julho. Durante a palestra “As políticas da SAv para o setor do Audiovisual”, Rossato falou sobre a atual situação do convênio Cine Mais Cultura com a Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), responsável até então pela entrega dos equipamentos aos cineclubes no estado; como também tratou de temas como as novas políticas para o Centro Técnico Audiovisual (CTAv), o Núcleo de Produção Digital (NPD) e a Programadora Brasil, além do Vale Cultura e os editais de fomento.

Em relação ao Cine Mais Cultura, Rossato explicou que atualmente os estados de Pernambuco, Paraíba e São Paulo são a prioridade do governo para solucionar o problema. Os três estados juntos somam 470 cineclubes, em Pernambuco foram 46 contemplados, destes, 43 deram continuidade ao convênio e permanecem aguardando os equipamentos para dar início às atividades cineclubistas. O edital do convênio Cine Mais Cultura em Pernambuco foi lançado em 2009.

No caso de Pernambuco, o ministério está em negociação com a Fundarpe e até o fim de agosto, segundo Rossato, o contrato será finalizado. O ministério repassará o dinheiro, já em caixa, via Fundo Nacional de Cultura (FNC), à Fundarpe, para a compra dos 43 kits com equipamentos. A distribuição para os contemplados e outras demandas relacionadas irão compor parte da contrapartida, não finalizada, mas já em estudo pela fundação regional.

1143010948_teia_final_450De acordo com o representante do MinC, a nova equipe que compõe a SAv – alguns vindos originariamente do movimento cineclubista, a exemplo de Rossato – busca tratar os cineclubes como uma cadeia exibidora, reconhecendo o valor destes espaços para a disseminação e fortalecimento da cultura audiovisual brasileira. Para isso está em estudo um redesenho das atividades da Programadora Brasil. A ideia é criar plataformas de acesso virtual do conteúdo disponível na Programadora.

Por outro lado, a política de formação será ampliada com a criação de mais cinco NPDs, agora voltados para os cursos online. Hoje existem 13 NPDs no Brasil. A ampliação dos NPDs garantirá uma retomada da função do CTAv. A SAv também pretende multiplicar a política de preservação que já existe na Cinemateca Brasileira. “As casas da SAv são o CTAv e a Cinemateca Brasileira. O que pretendemos é encontrar uma forma de acessar os financiamentos via Fundo Setorial do Audiovisual para melhorar as políticas voltadas para os cineclubes e os pontos de cultura audiovisual”, declarou Rossato.

O representante do MinC destacou ainda a importância da discussão sobre o Vale Cultura no momento atual. E sugeriu ao movimento cineclubista e aos pontos de cultura, maior articulação e debate sobre o assunto para que a demanda chegue ao Ministério de maneira mais efetiva e consolidada. Sobre os editais de fomento serão mantidos apenas três: o DOCTv, o Curta Criança e o Curta Animação, todos via Empresa Brasileira de Comunicação (EBC).

Participaram da palestra cineclubistas e realizadores, entre eles, os membros da diretoria da FEPEC, Gê Carvalho (Presidente), Gabriela Saldanha (Coordenadora de Comunicação) e Marcone Alves (Conselheiro Fiscal)

Cine Mais Cultura: selecionados em Pernambuco serão anunciados na segunda-feira (12/04) » CNC Brasil

A coordenadora executiva do Programa Mais Cultura, Silvana Meireles, e a presidente da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), Luciana Azevedo, divulgam, na próxima segunda-feira (12), os projetos aprovados no edital estadual do Cine Mais Cultura. O anúncio será às 10h, no Cinema São Luiz, no Recife.

Parceria entre o Ministério da Cultura, por meio do Programa Mais Cultura, e Fundarpe, o Cine Mais Cultura viabilizará a criação de espaços gratuitos para a exibição de filmes em municípios com pouco acesso à produção audiovisual brasileira, sobretudo no semiárido pernambucano. As instituições selecionadas receberão equipamentos de projeção audiovisual, filmes da Programadora Brasil e participarão de oficinas de capacitação sobre programação, história do cinema, direitos autorais, dentre outros temas voltados à formação de platéia.

Atualmente, Pernambuco conta com sete projetos aprovados pelo edital nacional do Cine Mais Cultura de 2008, sendo seis ligados a Pontos de Cultura: Coco de Umbigada, Maracatu Estrela Brilhante de Igarassu, Centro Cultural Farol da Vila, Escola Pernambucana de Circo, Associação dos Filhos e Amigos de Vicência (Afav), e Associação dos Artesãos em Barro e Moradores do Alto do Moura (Abmam).

Itajuípe já tem cineclube

Diretoria da Associação dos Filhos e Amigos de Itajuípe (Afai) comunica a inauguração do cineclube da cidade, no mês passado. Veja mais no texto enviado pela entidade e publicado abaixo na íntegra.

A cidade de Itajuípe está localizada no Sul do Estado da Bahia, próxima à Itabuna, e possui cerca de 20 mil habitantes. É, atualmente, uma cidade pobre porque sua base econômica, o cacau, há muitos anos foi vitimada pela praga da   “vassoura de bruxa” e a cada ano a produção sofre um progressivo declínio. No auge da cultura do cacau, o município chegou a figurar como o quarto maior produtor do fruto, experimentou algum crescimento social e teve até três casas para a exibição de filmes.

Hoje, a cidade luta para sair do estado de penúria econômica e social em que se encontra. É uma missão dificílima e muitos apostam que a economia do cacau jamais voltará a ser o que foi no passado. Existem esforços de produtores isolados, mas ninguém arrisca assegurar que triunfarão.

Diante desse quadro de arruinamento socioeconômico, um grupo de pessoas – a maioria filho da terra -, residentes em Salvador e Itajuípe, criou, há dez anos, a Afai (Associação dos Filhos e Amigos de Itajuípe) com o objetivo de ajudar a cidade nas áreas das saúde, cultura, educação, gestão ambiental e do trabalho/renda.  A Afai não tem o apoio de nenhum órgão público e, também, não quer competir com as ações da prefeitura municipal. Faz um trabalho independente, lutando e bancando financeiramente todas as suas iniciativas.

A última e grandiosa realização da Afai foi a fundação de um cineclube, no dia 12 do mês passado. A cidade não tinha um cinema há mais de 40 anos. Muitos itajuipenses viam filmes somente pela TV e nunca assistiram a uma película numa tela grande. Até aí, nenhuma novidade porque 90% das cidades brasileiras estão na mesma situação.   Mas, agora, graças ao esforço da Afai, especialmente das professoras Maria da Luz Pinto Leite e Silmara Santos Oliveira, do engenheiro Itatelino Leite e do médico João Crisóstomo Lucas Neto,  Itajuípe passou a ter um cineclube.

Não podemos deixar de registrar o papel de suma importância para o retorno do cinema a nossa cidade e o grande amor pelo cinema que tem o itajuipense Cícero Bathomarco, diretor de cinema, que já foi premiado nessa arte e hoje é um grande entusiasta do crescimento cultural e econômico da nossa terrinha.

O sucesso de público está sendo grandioso. As sessões gratuitas acontecem nas noites de todas as sextas-feiras com a casa lotada. O Cineclube Afai funciona com o apoio do Ministério da Cultura, projeto Cine + Cultura, e prioriza a exibição da produção nacional de filmes.

Valendo-se de obras de grande valor estético e conteudista do passado e presente do cinema, o Cineclube AFAI tem como objetivo contribuir para o crescimento cultural das pessoas da cidade de Itajuípe. Só serão selecionados para exibição filmes de alto nível e que possam engrandecer a vida intelectual da cidade.

Sem dúvida, o Cineclube Afai irá despertar nos itajuipenses a chama de amor pelo cinema, essa arte moderna, capaz de fazer, como nenhuma outra arte, o retrato inteiro do homem contemporâneo. Cinema é um lugar único em que você se desgarra das coisas normais do cotidiano, como celulares, barulhos externos e outros, recebendo uma gama de informações novas e prazer cultural enorme, viajando em terra e histórias imagináveis.  É você e a tela, você e a historia contada, você e a pipoca, muitas vezes!

Ressalte-se, por fim,  o mais importante: o árduo trabalho da Afai tem como marca a voluntariedade.

Parabéns a todos que ajudaram em mais uma vitória!

Texto enviado pela diretoria da Afai

Cine+Cultura amplia rede de exibidores da Mostra do Filme Livre

A 9a Mostra do Filme Livre – MFL (de 23 de março a 08 de abril, no Centro Cultural do Banco do Brasil, Rio de Janeiro), contará com uma importante parceria para ampliar sua atuação. A Associação de Cineclubes do Rio de Janeiro – ASCINE-RJ articulou a exibição dos filmes da Mostra em uma rede de cineclubes, atendendo aos estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo.

A parceria com a MFL, que já funciona há alguns anos com os cineclubes filiados à ASCINE-RJ, foi ampliada nesta edição, através da articulação com as instituições beneficiadas pelos editais da ação Cine Mais Cultura, os chamados Cines. O circuito de exibição da Mostra do Filme Livre contará com 17 cineclubes, dentre eles 12 contemplados pelo Cine Mais Cultura, que realizarão 27 sessões.

A ação Cine Mais Cultura disponibiliza equipamento audiovisual de projeção digital, obras brasileiras do catálogo da Programadora Brasil e oficina de capacitação cineclubista. Assim, a ação vêm incrementando a exibição não comercial de filmes em todo o país. Até o momento, o Cine Mais Cultura disponibilizou 401 kits de equipamentos para projeção audiovisual, sendo 25 a instituições sem fins lucrativos fluminenses e outros 10 a instituições capixabas. Esse incremento possibilita o surgimento de novas ações em rede, como este circuito de exibição da Mostra do Filme Livre.

No Rio de Janeiro, onde há uma boa diversidade regional entre os Cines participantes da atividade em rede, haverá sessões em vários bairros da capital e cidades da Baixada Fluminense e em outras regiões, inclusive Porciúncula, no extremo norte do estado, e Nova Friburgo, na região serrana. O Espírito Santo, nesta edição, contará com apenas um cineclube, o Maguerê, em Vitória, realizando 4 sessões com os filmes da Mostra, que pela primeira vez chegará ao estado.

Os Cines que participam da atividade cursaram a oficina do Cine Mais Cultura, coordenada pelo Conselho Nacional de Cineclubes e ministrada pela ASCINE-RJ. A Associação também ficou responsável por monitorar os Cines formados durante os três meses iniciais de exibições. Como parte da monitoria, a Associação propôs a ampliação da parceria que já tinha com a Mostra do Filme Livre. Como se pode ver, uma articulação acolhida com entusiasmo pelos Cines.

Entre março e maio deste ano, 239 Cines recém-formados pela ação Cine Mais Cultura em todo o Brasil passam pelo processo de monitoria, sempre com o apoio do Conselho Nacional de Cineclubes. Nos demais estados, articulações similares poderão ocasionar novas ações em rede, contribuindo para a difusão da produção cinematográfica nacional e também estimulando a exibição de conteúdos regionais.

Mais informações e a programação completa no site da Mostra:

www.mostradofilmelivre.com

http://ascinerj.blogspot.com

Sinpro Minas inicia o projeto Cine Mais Cultura

Sinpro MG04/03/2010

http://www.sinprominas.org.br/conteudos/detalhes.aspx?IdCanal=123&IdMateria=1450

O Sindicato dos Professores de Minas Gerais (Sinpro Minas) iniciou, nessa quinta-feira (4/3), o projeto Cine Mais Cultura, com a exibição gratuita do filme Divã, às 18h30, na sede da entidade (Rua Jaime Gomes, 198 – Floresta – BH).

A iniciativa faz parte das ações cineclubistas do Sinpro Minas e foi viabilizada pela parceria com o Ministério da Cultura (Minc), que ofereceu ao sindicato – por meio do programa Cine Mais Cultura – oficinas de capacitação cineclubista, dvds de filmes nacionais e equipamentos de exibição audiovisual. Conforme prevê o programa, 60% das sessões deverão ter filmes nacionais.

As exibições serão sempre às quintas-feiras, às 18h30, no auditório do sindicato.

A diretora do Sinpro Minas Terezinha Avelar explica que a parceria, voltada para o estímulo aos cineclubes no país, vai viabilizar também a execução do projeto Uma tela no meu bairro, que levará exibições para bairros da capital. “Trata-se de ações importantes para a divulgação das produções cinematográficas, nacionais e estrangeiras, uma vez que, no Brasil, há uma concentração de salas comerciais de cinema em apenas 8% do território nacional”, afirma a diretora.

O cineclube Joaquim Pedro de Andrade é outra iniciativa cineclubista do Sinpro Minas. Fundado em 1997, o espaço, localizado no Centro de Belo Horizonte (Rua Tupinambás, 179 – 14º andar), exibe filmes gratuitamente, às terças-feiras, sempre acompanhados de debates com especialistas. A cada mês, uma temática diferente é escolhida.

<!–Data: março 8th, 2010 @ 11:26

Autor: flavia

Categorias: Na Mídia

–>Tags: , , ,

Cine+Cultura: Em Alagoas inscrições vão até dia 6

A Secretaria de Estado da Cultura (Secult) lançou o edital Cine Mais Cultura, ação do Programa Mais Cultura, do Governo Federal. O Edital visa apoiar a difusão da produção audiovisual brasileira, principalmente em áreas de vulnerabilidade social, rurais e urbanas, que não possuem salas de cinema.

Assim, o Cine Mais Cultura contribuirá para a formação intelectual, social e cultural dos brasileiros. Serão selecionadas 15 projetos, que receberão kit com telão (4m x 3m), aparelho de DVD player, projetor digital, mesa de som de quatro canais, quatro caixas de som, amplificador, dois microfones sem fio, dentre outros equipamentos. O investimento é de R$ 225 mil, sendo 66% advindos de recursos federais e 33% do governo estadual.

Para ajudar na democratização do acesso a essa produção, o Cine Mais Cultura irá disponibilizar o acervo cedido pela Programadora Brasil, com cerca de 500 obras, entre elas filmes de ficção, documentário e animação em curta, média e longa metragens. Além de fornecer equipamentos e acervo, o Cine Mais Cultura realiza oficinas de capacitação cineclubista com a finalidade de qualificar os participantes para a realização de programação, divulgação e debates das sessões.

As inscrições para o Cine Mais Cultura estarão abertas até o dia 6 de março. Podem participar pessoas jurídicas sem fins lucrativos (Ong´s, associações, pontos de cultura, cineclubes, companhias de teatro, etc). As fichas de inscrição e o edital estão disponíveis nas páginas eletrônicas do Ministério da Cultura (www.cultura.gov.br), do Programa Mais Cultura (www.mais.cultura.gov.br) e da Secretaria de Estado da Cultura (www.secult.al.gov.br). O preenchimento é simples, não deixe de se inscrever e repassar a informação!

Fonte: Assessoria

Oficina de capacitação para edital de Cine+Cultura no Piauí

1143010948_teia_final_450Além de promover a aproximação e o intercâmbio entre os 112 Pontos de Cultura do Estado, a Teia Piauí 2010, que acontece esta semana em Teresina, no período de 04 a 06 de março, promoverá uma oficina, especialmente voltada para os representantes de Pontos de Cultura do interior do estado que não tenham sido contemplados com as ações do Cine Mais Cultura.

A oficina será realizada nesta quinta-feira (04/03), a partir das 14 horas, na Sala Torquato Neto/Clube dos Diários e será ministrada pelo coordenador do Programa Mais Cultura no estado e assessor técnico da Fundação Cultural do Piauí (FUNDAC), Jairo Araújo e pela assessora técnica, Dilma Andrade.

“Percebemos a necessidade de incluir essa oficina na programação como forma de capacitar os representantes dos municípios que virão para a Teia Piauí 2010 que tenham interesse em incluir seus projetos em editais como o do Cine Mais Cultura que fica com inscrições abertas até dia 12 de março”, explicou Jairo Araújo.

Edital do Cine Mais Cultura

Para quem não conhece, o Cine Mais Cultura é uma ação do Ministério da Cultura – MinC desenvolvida em parceira com o Governo do Estado, através da Fundação Cultural do Piauí – FUNDAC e que tem como objetivo principal a democratização do acesso às salas de cinema no território nacional, além do estímulo à exibição de filmes brasileiros.

Podem concorrer ao edital entidades privadas sem fins lucrativos que desenvolvam ou queiram desenvolver ações de exibição de obras audiovisuais e contribuir para a formação de platéias e o fomento do pensamento crítico, tendo como principal base obras audiovisuais brasileiras.

Serão selecionadas 40 (quarenta) propostas que receberão um kit com telão (4mx3m), aparelho de DVD player, projetor digital, mesa de som de quatro canais, quatro caixas de som, amplificador, dois microfones sem fio, dentre outros equipamentos.

As proposta contempladas poderão escolher um conjunto de até 104 DVDs de obras brasileiras do catálogo da Programadora Brasil (filmes de ficção, documentário e animação em curta, média e longa metragens de todas as épocas, para todos os públicos). O acervo completo reúne cerca de 500 obras organizadas em 154 programas (DVDs).

A inscrição é gratuita e todos os documentos deverão ser enviados pelos correios para a Fundação Cultural do Piauí, Praça Marechal Deodoro, 818, centro, Teresina – PI, CEP 64000-160. Vale lembrar que cada proponente poderá inscrever somente uma única proposta.

Para outras informações entrar em contato com a Coordenação do Programa Mais Cultura através do (86) 3223-8664.

PROGRAMAÇÃO

DIA 04/03/10 (Quinta-feira)

14:00h – Sala Torquato Neto: Oficina do Edital Cine-Mais Cultura – Jairo Araújo e Dilma Andrade (Coordenação Programa Mais Cultura / Piauí)

19h00h – Theatro 4 de Setembro – Solenidade oficial de abertura com falas de autoridades.

21h00 – Teatro 4 de Setembro – Apresentações culturais – Dupla de Violeiros (Ponto de Cultura Casa do Cantador) e Teófilo Lima (Ponto de Cultura Ilha Grande).

DIA 05/03/10 (Sexta-feira)

08:30h – Teatro 4 de Setembro – Mesa 1 – Programa Cultura Viva: Conceito e Práxis – Tetê Catalão (Secretaria de Políticas Culturais/MinC) e Tarciana Portela (Chefe Regional Nordeste/MinC);

09:30h – Teatro 4 de Setembro – Mesa 2 – Teias 2010 – Representante da Co ordenação Nacional dos Pontos de Cultura e Jairo Araújo (Coordenador do Programa Mais Cultura/PI – FundaC);

10:30h – Teatro 4 de Setembro – Mesa 3 –  Propostas dos Pontões de Cultura do Piauí – Francisco Pellé (Pontão Harém de Interações Estéticas), César Crispim (Pontão Cultura Viva ao Alcance de Todos), Marcelo Evelin (Pontão Núcleo do Dirceu), Washington Gabriel – WG (Pontão Preto Goez Vive);

11:30h – Teatro 4 de Setembro – Mesa 4 – Comunicação e Cultura Digital: Possibilidades em Rede – Achilles Costa (Profº. Ms. Dep. Comunicação da UFPI) e Representante da CCOM.

12:30h – Almoço

13:30h – Teatro 4 de Setembro – Mostra de Audiovisual Pontos – PI;

14:00h – Teatro 4 de Setembro – Oficina 01: Elaboração de Projetos e Captação de Recursos  – César Crispim  (Ponto de Cultura Resgate das Raízes Nordestinas – Floriano);

– Sala Torquato Neto – Oficina 02 – Execução Orçamentária e Prestação  de Contas – Francisco Pellé (Assessoria Técnica – FundaC);

19:00h – Palco Osório Júnior – Mostra de Artes: Pontos – PI (Audiovisual, Exposição Fotográfica, Teatro, Música, Performances Poéticas);

DIA 06/03/10 (Sábado):

08:30h – Teatro 4 de Setembro – Mesa 5 – Software Livre – Francisco Júnior (Movimento de Software Livre do Piauí), Richardson Santos (Analista da Agência de Tecnologia da Informação – ATI);

08:30h – Auditório IFECT – Oficina 03 – Identidade, Alteridade e Solidariedade – Dione Moraes (Profª. Drª. Dep. Ciências Sociais da UFPI);

12:30h – Almoço;

13:30h – Teatro 4 de Setembro – Mostra de Audiovisual Pontos – PI;

14:00h – Teatro 4 de Setembro – Mesa 6: Pontos de Cultura do Piauí – Experiências, Perspectivas, Desafios – Marleide Lins (Coordenadora da Rede de Pontos de Cultura do Piauí / P+C – FUNDAC) e Dilma Andrade (Coordenadora de Planejamento e Monitoria / P+C – FUNDAC);

Encaminhamentos

17:00h – Apresentação do Regimento e Eleição da Coordenação do Fórum Estadual dos Pontos de Cultura do Piauí – Coordenação: Severino Santos (Gerente Técnico da FUNDAC), Jairo Araújo (Coordenação Programa Mais Cultura/PI – FundaC);

18:00h – Encerramento: Sônia Terra (Presidente da FUNDAC), Chagas Vale (Diretor Ação Cultural da FUNDAC), Jairo Araújo (Coordenador Programa Mais Cultura/PI), Marleide Lins (Coordenadora da Rede Pontos de Cultura/PI), Dilma Andrade (Coordenadora de Planejamento e Monitoria/P+C/FUNDAC), Coordenação dos Pontos de Cultura do Piauí.

19:00h – Palco Osório Júnior – Mostra de Artes: Pontos.PI (Audiovisual, Exposição Fotográfica, Teatro, Música, Performances Poéticas).

ASCOM
04/03/2010 02:49h

Oficina de capacitação para edital de Cine+Cultura no Piauí

1143010948_teia_final_450Além de promover a aproximação e o intercâmbio entre os 112 Pontos de Cultura do Estado, a Teia Piauí 2010, que acontece esta semana em Teresina, no período de 04 a 06 de março, promoverá uma oficina, especialmente voltada para os representantes de Pontos de Cultura do interior do estado que não tenham sido contemplados com as ações do Cine Mais Cultura.

A oficina será realizada nesta quinta-feira (04/03), a partir das 14 horas, na Sala Torquato Neto/Clube dos Diários e será ministrada pelo coordenador do Programa Mais Cultura no estado e assessor técnico da Fundação Cultural do Piauí (FUNDAC), Jairo Araújo e pela assessora técnica, Dilma Andrade.

“Percebemos a necessidade de incluir essa oficina na programação como forma de capacitar os representantes dos municípios que virão para a Teia Piauí 2010 que tenham interesse em incluir seus projetos em editais como o do Cine Mais Cultura que fica com inscrições abertas até dia 12 de março”, explicou Jairo Araújo.

Edital do Cine Mais Cultura

Para quem não conhece, o Cine Mais Cultura é uma ação do Ministério da Cultura – MinC desenvolvida em parceira com o Governo do Estado, através da Fundação Cultural do Piauí – FUNDAC e que tem como objetivo principal a democratização do acesso às salas de cinema no território nacional, além do estímulo à exibição de filmes brasileiros.

Podem concorrer ao edital entidades privadas sem fins lucrativos que desenvolvam ou queiram desenvolver ações de exibição de obras audiovisuais e contribuir para a formação de platéias e o fomento do pensamento crítico, tendo como principal base obras audiovisuais brasileiras.

Serão selecionadas 40 (quarenta) propostas que receberão um kit com telão (4mx3m), aparelho de DVD player, projetor digital, mesa de som de quatro canais, quatro caixas de som, amplificador, dois microfones sem fio, dentre outros equipamentos.

As proposta contempladas poderão escolher um conjunto de até 104 DVDs de obras brasileiras do catálogo da Programadora Brasil (filmes de ficção, documentário e animação em curta, média e longa metragens de todas as épocas, para todos os públicos). O acervo completo reúne cerca de 500 obras organizadas em 154 programas (DVDs).

A inscrição é gratuita e todos os documentos deverão ser enviados pelos correios para a Fundação Cultural do Piauí, Praça Marechal Deodoro, 818, centro, Teresina – PI, CEP 64000-160. Vale lembrar que cada proponente poderá inscrever somente uma única proposta.

Para outras informações entrar em contato com a Coordenação do Programa Mais Cultura através do (86) 3223-8664.

PROGRAMAÇÃO

DIA 04/03/10 (Quinta-feira)

14:00h – Sala Torquato Neto: Oficina do Edital Cine-Mais Cultura – Jairo Araújo e Dilma Andrade (Coordenação Programa Mais Cultura / Piauí)

19h00h – Theatro 4 de Setembro – Solenidade oficial de abertura com falas de autoridades.

21h00 – Teatro 4 de Setembro – Apresentações culturais – Dupla de Violeiros (Ponto de Cultura Casa do Cantador) e Teófilo Lima (Ponto de Cultura Ilha Grande).

DIA 05/03/10 (Sexta-feira)

08:30h – Teatro 4 de Setembro – Mesa 1 – Programa Cultura Viva: Conceito e Práxis – Tetê Catalão (Secretaria de Políticas Culturais/MinC) e Tarciana Portela (Chefe Regional Nordeste/MinC);

09:30h – Teatro 4 de Setembro – Mesa 2 – Teias 2010 – Representante da Co ordenação Nacional dos Pontos de Cultura e Jairo Araújo (Coordenador do Programa Mais Cultura/PI – FundaC);

10:30h – Teatro 4 de Setembro – Mesa 3 –  Propostas dos Pontões de Cultura do Piauí – Francisco Pellé (Pontão Harém de Interações Estéticas), César Crispim (Pontão Cultura Viva ao Alcance de Todos), Marcelo Evelin (Pontão Núcleo do Dirceu), Washington Gabriel – WG (Pontão Preto Goez Vive);

11:30h – Teatro 4 de Setembro – Mesa 4 – Comunicação e Cultura Digital: Possibilidades em Rede – Achilles Costa (Profº. Ms. Dep. Comunicação da UFPI) e Representante da CCOM.

12:30h – Almoço

13:30h – Teatro 4 de Setembro – Mostra de Audiovisual Pontos – PI;

14:00h – Teatro 4 de Setembro – Oficina 01: Elaboração de Projetos e Captação de Recursos  – César Crispim  (Ponto de Cultura Resgate das Raízes Nordestinas – Floriano);

– Sala Torquato Neto – Oficina 02 – Execução Orçamentária e Prestação  de Contas – Francisco Pellé (Assessoria Técnica – FundaC);

19:00h – Palco Osório Júnior – Mostra de Artes: Pontos – PI (Audiovisual, Exposição Fotográfica, Teatro, Música, Performances Poéticas);

DIA 06/03/10 (Sábado):

08:30h – Teatro 4 de Setembro – Mesa 5 – Software Livre – Francisco Júnior (Movimento de Software Livre do Piauí), Richardson Santos (Analista da Agência de Tecnologia da Informação – ATI);

08:30h – Auditório IFECT – Oficina 03 – Identidade, Alteridade e Solidariedade – Dione Moraes (Profª. Drª. Dep. Ciências Sociais da UFPI);

12:30h – Almoço;

13:30h – Teatro 4 de Setembro – Mostra de Audiovisual Pontos – PI;

14:00h – Teatro 4 de Setembro – Mesa 6: Pontos de Cultura do Piauí – Experiências, Perspectivas, Desafios – Marleide Lins (Coordenadora da Rede de Pontos de Cultura do Piauí / P+C – FUNDAC) e Dilma Andrade (Coordenadora de Planejamento e Monitoria / P+C – FUNDAC);

Encaminhamentos

17:00h – Apresentação do Regimento e Eleição da Coordenação do Fórum Estadual dos Pontos de Cultura do Piauí – Coordenação: Severino Santos (Gerente Técnico da FUNDAC), Jairo Araújo (Coordenação Programa Mais Cultura/PI – FundaC);

18:00h – Encerramento: Sônia Terra (Presidente da FUNDAC), Chagas Vale (Diretor Ação Cultural da FUNDAC), Jairo Araújo (Coordenador Programa Mais Cultura/PI), Marleide Lins (Coordenadora da Rede Pontos de Cultura/PI), Dilma Andrade (Coordenadora de Planejamento e Monitoria/P+C/FUNDAC), Coordenação dos Pontos de Cultura do Piauí.

19:00h – Palco Osório Júnior – Mostra de Artes: Pontos.PI (Audiovisual, Exposição Fotográfica, Teatro, Música, Performances Poéticas).

ASCOM
04/03/2010 02:49h