Arquivo da tag: Editais

Laboratórios de Desenvolvimento de Projetos

labANCINE credencia empresas para realização de laboratórios de desenvolvimento de projetos em ficção e animação

Empresas especializadas na prestação de serviço de desenvolvimento de projetos podem se inscrever no Edital de Credenciamento da ANCINE

O Edital de Credenciamento nº 03/2014 da ANCINE, para seleção de empresas especializadas na prestação de serviço de desenvolvimento de projetos, teve primeira demanda das empresas selecionadas já apresentada, com o resultado do PRODAV 04/2013 (http://ancine.gov.br/sala-imprensa/noticias/programa-brasil-de-todas-telas-investe-r-41-milh-es-em-desenvolvimento-de-pro), no último dia 18 de novembro. Essa primeira demanda implica a realização de laboratórios para  projetos de longas-metragens e obras seriadas de ficção e animação. Cada laboratório terá duração máxima de 18 meses, com dinâmica de encontros presenciais e supervisão à distância.

08_Centro de formacao desenvolvimento e inovacao para aplicativos moveis_24Foram selecionados pelo PRODAV 04/2013 44 projetos de seis estados e do Distrito Federal para recebimento de recursos a serem aplicados em sua fase de desenvolvimento. O investimento da linha totaliza R$ 4,01 milhões. As empresas especializadas na prestação de serviço de desenvolvimento de projetos devem atender às condições propostas pelo edital para estar habilitadas a realizar laboratórios dirigidos a projetos contemplados nessa linha e nas demais chamadas públicas do Programa Brasil de Todas as Telas que apresentem essa demanda.

Dentre as condições para a inscrição no Edital de Credenciamento destacam-se a indicação da metodologia, da estruturação dos laboratórios e supervisão a distância, bem como da equipe técnica, e a comprovação da experiência pela empresa proponente e pelo profissional designado como gestor. Estas informações devem guardar coerência com a indicação do perfil de laboratório, dentre as opções ‘obra seriada de ficção’, ‘obra seriada de animação’, ‘obra seriada de documentário’, ‘obra não seriada de ficção’, ‘obra não seriada de animação’ e ‘formato de obra audiovisual’.

As propostas de credenciamento poderão ser encaminhadas durante todo o prazo de vigência do edital, que é de 24 meses, contatos a partir do dia 13 de novembro de 2014. Uma vez credenciadas, as empresas estarão aptas a participar de sorteio que definirá o prestador de serviço selecionado na modalidade específica de desenvolvimento, para a qual houver demanda. As empresas firmarão contrato com o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) (http://www.brde.com.br/fsa/). O valor global do contrato será de R$ 400 mil para cada serviço, acrescidos de R$ 10 mil por cada projeto participante, incluídas todas as despesas necessárias para a sua execução integral.

Para mais informações, clique aqui e consulte o Edital de Credenciamento nº 03/2014 e seus anexos.

EBC divulga resultado do Banco de Projetos 2013/2014 e reabre inscrições para a edição 2014/2015

imagesA Empresa Brasil de Comunicação – EBC divulgou nesta terça-feira (15/7) o resultado do Banco de Projetos 2013/2014. Foram contemplados sete projetos, entre animações infantis, dramaturgia, séries documentais, além de uma série com foco em cidadania. Cada projeto vai receber da EBC um valor que corresponde a até 25% das propostas originais.

Para a seleção das propostas foram avaliados critérios como adequação à missão da empresa, modelo de negócios, possibilidades multiplataforma, caráter independente da obra, foco temático (sustentabilidade e cidadania, infanto-juvenil e História do Brasil), adequação do orçamento à proposta, ineditismo, parcerias e currículo da produtora. No total, a EBC vai investir R$ 2.640.000,00 nos sete projetos. As obras audiovisuais são: SOS Fada Madrinha (Animação), Plano B (Documentário), Vida de Estagiário (Ficção), Guerras do Brasil.doc (Documentário), O Oráculo das Borboletas Amarelas (Ficção), Brasil Ancestral (Documentário) e O Baú do Lu (Animação).

O Banco de Projetos é um sistema online para o cadastro de propostas de conteúdos audiovisuais, radiofônicas ou multimídia para as plataformas da EBC. É uma forma simples e democrática de poder investir na produção independente para a realização de conteúdos artísticos, educativos, culturais ou jornalísticos a serem vinculados na TV Brasil, da TV Brasil Internacional, TV Brasil Web, Rede Nacional de Comunicação Pública – RNCP, Portal EBC e Sistema Público de Rádios .

Seleção 2014/2015

Já estão abertas as inscrições para os projetos da edição 2014/2015. Os produtores independentes devem criar um login e senha no sistema online para cadastro de propostas, inserir os dados nos campos de identificação solicitados e submeter um arquivo em “.pdf” contendo as informações requeridas para análise de proposta.

gecom_banner_banco_de_projetos_agosto2013Banco de Projetos 2014/2015 ficará aberto até o dia 31 de dezembro de 2014, quando será encerrado para o início do processo de avaliação das propostas cadastradas. O resultado da seleção 2014/2015 será divulgado ainda no primeiro semestre de 2015. Entre os critérios 2014/2015 foram acrescentados aos já utilizados na avaliação da seleção anterior os focos temáticos Olimpíada e Paralimpíada.

Podem cadastrar projetos as pessoas jurídicas de direito privado, com ou sem fins lucrativos; as pessoas jurídicas de direito público; e as pessoas físicas ou jurídicas identificadas como produtoras independentes. Serão aceitas propostas para coprodução de obras audiovisuais, radiofônicas e/ou interativas digitais multimídia. As propostas serão avaliadas pelas áreas internas da EBC e encaminhadas para análise de deliberação do Comitê de Programação e Rede da EBC. 

BNDES divulga resutado final do Edital de Cinema 2013

bndesO Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) divulgou o resultado final do Edital de Cinema 2013, que premiará 16 projetos de produção e finalização de longas-metragens de produtoras independentes brasileiras. O total investido será de R$ 14 milhões.

Os projetos foram divididos em cinco grupos: Animação, Ficção Grupo 1 (filmes que busquem resultados econômicos) Ficção Grupo 2 (produções com ênfase no reconhecimento artístico no mercado internacional), Documentário e Finalização.

Vencedores

Na categoria Animação, foram selecionados os projetos “Lino”, apresentado pela Start Desenhos, com direção de Walbercy Ribas, e “Bob Cuspe”, da Coala Filmes, que será dirigido por Anália Tahara.

No Grupo 1 da categoria Ficção, os aprovados foram “Qualquer Gato Vira Lata 2”, de Tomás Portella, apresentado pela Tietê Produções, e “Juízo Final”, da Conspiração, dirigido por Andrucha Waddington.

Quatro projetos receberão, cada um, R$ 1 milhão, na categoria Ficção Grupo 2: “Objetos perdidos ou a historia das duas únicas pessoas do planeta terra”, da Academia de Filmes, dirigido por Luiz Fernando Carvalho; “Piedade”, produzido pela República Pureza Filmes, com direção de Claudio Assis; “Aquarius”, de Kleber Mendonça Filho com produção da Cinemascópio Produções; e “Aos olhos de Ernesto”, de Ana Luiza Azevedo, pela Casa de Cinema de Porto Alegre.

Já na categoria Documentário, foram selecionados os projetos “Há muitas noites na noite”, de Sílvio Tendler, produzido pela Caliban Produções; “Raízes de Aninha”, com produção da Asacine e direção de Márcio Cavalcanti; “9 passos para destruição de Bernadet, da Paleoteve, com direção de Cláudia Priscila; “Pitanga”, de Beto Brant, pela Drama Filmes; “Meu amigo Fela”, de Joel Zito, com produção da Casa de Criação; e “Fluxos – Praieira do mar sem fim”, da B7 Filmes, dirigido por Anny Fernandes.

“Tim Maia”, apresentado pela RT Features, e “Toquei todas as suas coisas”, da Primo Filmes, foram selecionados para o apoio à finalização.

Editais impulsionam a produção do cinema gaúcho

Cinema GaúchoDez longas-metragens chegaram às salas de cinema nos últimos 12 meses graças ao edital de Finalização para Longas-Metragens Rio Grande do Sul Polo Audiovisual, lançado em 2011 pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria da Cultura (Sedac). Na noite deste domingo, 11, durante o Festival de Cinema de Gramado, será anunciado um segundo edital neste formato.

Com isto o Rio Grande do Sul terá, até 2014, cerca de 20 longas finalizados com recursos públicos. Numa iniciativa de valorização da produção cinematográfica gaúcha pelo Governo estadual, a execução destes editais é uma forma inédita de apoio público à realização audiovisual no Brasil.

Da mesma forma que a premiação realizada em 2011, o novo edital também terá um valor máximo (neste ano será de R$ 1 milhão), dividido entre dez projetos. O regulamento será publicado nas próximas semanas.

A produção audiovisual do Rio Grande do Sul recebe ainda recursos para a realização de minisséries, documentários e videoclipes. Em 2012, o investimento foi de R$ 1,2 milhão e agora, também em Gramado, mais um edital do mesmo valor será anunciado. Os recursos vêm do Fundo de Apoio à Cultura (FAC) e, por meio de acordo de cooperação técnica entre a Sedac e a Fundação Cultural Piratini Rádio e TV, as produções serão exibidas na TVE.

Estes editais, a exemplo dos outros já realizados, vêm suprindo demandas de cineastas e das entidades do audiovisual gaúcho. Para o secretário de Estado da Cultura, Assis Brasil, “os editais nos propiciam a condição de vermos o quanto se produz cinema no Rio Grande do Sul e ao mesmo tempo o quanto este cinema precisa ser apoiado”.

O Governo do Estado tem no desenvolvimento do audiovisual parte do seu plano de Governo. Os editais contribuem para o RS voltar a ocupar um lugar importante no cenário da produção nacional e internacional. “Também acabamos de divulgar os 5 vencedores de mais um prêmio Iecine, que teve 37 inscritos. É uma demonstração da capacidade de produção do nosso cinema” comenta o diretor do Instituto Estadual de Cinema (Iecine-RS), Luiz Alberto Cassol.

Para o secretário Adjunto da Cultura, Jéferson Assumção, a importância dos editais é compor mais uma forma de financiamento à cultura, e a circulação é fundamental para garantir os direitos culturais.” A diretora de economia da Cultura da Sedac, Denise Pereira, diz que apresentar justamente em Gramado essa segunda edição dos dois editais já oferecidos pelo FAC, “significa confirmar nossa responsabilidade para além do fomento à produção, também com a circulação e a exibição do nosso audiovisual. Nos dois editais e nas próprias reconquistas de espaços para a exibição da produção do sul no Festival, estão expressas essas preocupações: nossa criatividade e nossos filmes precisam de espaços, precisam ser vistos e valorizados.”

Festival valoriza o cinema produzido do Estado

41º-Festival-de-Cinema-de-GramadoO Festival de Cinema de Gramado dá continuidade, na edição de 2013, à Mostra Não Competitiva de Longas-Metragens Gaúchos, que será realizada de 12 a 16 de agosto, sempre às 16h, com entrada franca e curadoria do Iecine. São filmes de ficção e documentários produzidos no Rio Grande do Sul recentemente e que atestam o bom momento que vive a cinematografia gaúcha, principalmente por conta do incentivo que veio com o edital de Finalização para Longas-Metragens Rio Grande do Sul Polo Audiovisual.

Um destes filmes, Até que a Sbórnia nos Separe, da Otto Desenhos Animados, concorre na edição deste ano ao Kikito de melhor filme brasileiro. Simone, de Juan Zapata, também foi um projeto contemplado pelo edital de finalização. Alguns títulos já foram exibidos nos cinemas, mas alguns são inéditos e muito aguardados pelo público.

Os filmes da mostra neste ano são: Cinco Maneiras de Fechar os Olhos, de Abel Roland, Amanda Cosptein, Emiliano Cunha, Filipe Matzembacher e Gabriel Motta Ferreira; Danúbio, de Henrique de Freitas Lima; Dyonélio de Jaime Lerner; Mais Uma Canção, de René Goya Filho e Alexandre Derlam; Porto dos Mortos, de Davi de Oliveira Pinheiro; Sobre Sete Ondas Verdes Espumantes, de Bruno Polidoro e Cacá Nazário; e Simone, de Juan Zapata.

Lançamento histórico

Em 2012, o Festival de Gramado sediou a primeira edição da Mostra Não Competitiva de Longas-Metragens Gaúchos, apresentando principalmente os filmes contemplados no primeiro edital de Finalização para Longas-Metragens Rio Grande do Sul Polo Audiovisual. Os títulos exibidos foram: “A Casa Elétrica”, de Gustavo Fogaça; “Da Lua”, de Rodrigo Pesavento, Tiago de Castro e Fernanda Krumel; “Espia Só”, de Saturnino Rocha; “Referendo”, de Jaime Lerner; e “Xico Stockinger”, de Frederico Mendina.

Revelando os Brasis 2013

revelando-os-brasis-2013Estão abertas as inscrições para o Concurso Nacional de Histórias do Revelando os Brasis – Ano V. O projeto seleciona histórias criadas para produções audiovisuais e oferece suporte para a realização dos projetos. Podem ser inscritas histórias criadas por pessoas com mais de 18 anos e que morem cidades com até 20 mil habitantes.

As histórias podem ser verdadeiras ou inventadas. Os autores selecionados participarão de oficinas preparatórias de roteiro, direção, produção, direção de arte, fotografia, som, edição, mobilização comunitária e direitos autorais, no Rio de Janeiro, com todas as despesas pagas pelo projeto. Na etapa seguinte, os diretores contarão com o apoio da estrutura de produção oferecida pelo Revelando os Brasis para gravar os vídeos com até 15 minutos nos pequenos municípios.

Criado em 2004, o Revelando os Brasis tem por objetivo geral promover inclusão e formação audiovisuais através do estímulo à produção de vídeos digitais. O projeto é uma realização do Instituto Marlin Azul, com parceria do Canal Futura, parceria estratégica da Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura e patrocínio da Petrobras, por meio da Lei Rouanet.

Nas quatro primeiras edições do projeto foram produzidas 160 obras, entre ficções e documentários. Os vídeos são lançados em DVD com distribuição gratuita entre organizações sociais e culturais, bibliotecas, universidades e cineclubes de todo o Brasil, além disso, participam de festivais e mostras audiovisuais de âmbito local e nacional.

Serviço

revelando os brasisRevelando os Brasis – Ano V
Concurso Nacional de Histórias

Inscrições: 22 de julho a 30 de setembro de 2013
Público: Pessoas acima de 18 anos moradoras de municípios com até 20 mil habitantes.
Ficha de inscrição e regulamento através do www.revelandoosbrasis.com.br / revelando@imazul.org

Cláudio Assis critica edital de BO da SAv, Leopoldo Nunes rebate

Claudio AssisContemplado no mês passado com o edital de apoio a filmes de baixo orçamento (B.O.) do Ministério da Cultura (MinC), o cineasta pernambucano Cláudio Assis vai abrir mão da verba que utilizaria para rodar seu novo longa-metragem, “Big Jato”, baseado em livro homônimo de Xico Sá. Pelas regras do fomento, que concede até R$ 1,2 milhão por projeto, os cineastas selecionados só podem somar mais R$ 300 mil ao montante concedido, para poderem recebê-lo na íntegra, totalizando no máximo R$ 1,5 milhão de recursos públicos.

Mas o diretor de “Amarelo manga” (2002) tem outros R$ 467 mil a receber do Programa de Fomento à Produção Audiovisual de Pernambuco. Para poder utilizar os dois recursos, R$ 167 mil teriam que ser abatidos do total oferecido pelo MinC, fazendo valer as diretrizes do concurso. Mas Assis enxerga essa subtração como arbitrariedade.

— Quando o edital de B.O. surgiu, ele representava a ideia de que filmes de qualidade pudessem ser feitos com pouco dinheiro. Mas continuar preso a esse conceito é um retrocesso. Eu não posso agregar valores de diferentes fontes. Eu tenho que trabalhar com esmola. Esmola eu não quero. Adiei “Big Jato”, que filmaria em novembro, e vou recomeçar do zero. A política de cultura da Marta (Suplicy) é o que há de mais retrógrado — reclama Assis.

Secretário do Audiovisual do MinC, Leopoldo Nunes rebate:

Leopoldo Nunes— O edital é transparente: as regras estavam lá. E o Cláudio assinou sabendo delas. Se agora, por interesses pessoais, ele não concorda mais, ele pode devolver o dinheiro, se quiser. Há um suplente para recebê-lo.

Lançado em dezembro de 2011 e consolidado em julho de 2012, quando dez ganhadores (Assis entre eles) foram anunciados, o referido edital teve seu resultado anulado e seu processo de seleção retomado em fevereiro deste ano, sob protestos da classe cinematográfica. Em fevereiro, o MinC anunciou que “falhas processuais inviabilizariam o repasse de recursos”, referindo-se a uma cláusula de regionalidade. A norma estabelecia que cada região do país teria no máximo dois projetos aprovados. O Nordeste, no entanto, teve três, e o Sul, um. Refeita a seleção, “Big Jato” e outros nove projetos foram contemplados —entre eles, o também pernambucano “Valeu boi!”, de Gabriel Mascaro, e o carioca “A estrada”, de André Moraes. Outras produtoras contempladas alegam dificuldades frente às normas do edital.

— Tenho gente interessada em investir no projeto “A estrada”, podendo chegar a até R$ 600 mil de apoio, mas eu não posso aceitar, pois a regra do edital proíbe — diz o produtor Leonardo Edde, da Urca Filmes. — Se está escrito no edital, não podemos mudar. Mas podemos pleitear mudanças para o próximo.

“Big Jato”, que teria Irandhir Santos e Matheus Nachtergaele, fica suspenso.

— No cinema, baixo orçamento não pode ser miséria — diz Assis.

Revelando os Brasis: Inscrições prorrogadas

Rio de Janeiro – A Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura e o Instituto Marlin Azul decidiram prorrogar até o dia 16 de agosto o prazo para a inscrição de projetos na quarta edição do concurso de inclusão audiovisual Revelando os Brasis, que se encerraria hoje (30).

Patrocinado pela Petrobras, o prêmio vai selecionar 40 histórias, contadas ou vividas pela população do interior do Brasil, para serem transformadas em filmes pelos próprios habitantes.

Podem concorrer brasileiros maiores de 18 anos, moradores de municípios com até 20 mil habitantes. Os autores das melhores histórias participarão, durante 12 dias, de oficinas de capacitação em cinema no Rio de Janeiro, onde aprenderão como desenvolver um roteiro, recebendo também noções de fotografia, direção de arte, produção e edição, entre as várias etapas de uma filmagem.

A coordenadora do projeto e presidente do Instituto Marlin Azul, Beatriz Lindemberg, disse que o concurso é importante pelo seu efeito multiplicador nas comunidades onde os projetos sem executados. Segundo ela, os vencedores acabam mobilizando outras pessoas do município, que participam da produção do audiovisual, trabalhando como atores nos vídeos e documentários..

A terceira etapa do concurso Revelando os Brasis envolve a exibição dos filmes nos municípios onde moram os novos cineastas. Três caminhões percorrem as regiões contempladas, auxiliando nesse processo, carregando a infraestrutura necessária para a montagem dos cinemas ao ar livre onde são exibidos os documentários.

Após a exibição dos filmes, o Instituto Marlin Azul continua acompanhando as pessoas selecionadas. Dos primeiros 80 escolhidos, 50 já escreveram novos roteiros, sete abriram suas próprias produtoras, cinco decidiram fazer cursos superiores de cinema e 24 realizaram novos vídeos, informou Beatriz. A primeira edição do Revelando os Brasis foi realizada em 2004, na cidade baiana de Milagres.

Correios publica edital para patrocinar projetos culturais

Inscrições dos projetos poderão ser feitas até 31/8/2010 e as datas previstas para o resultado são 8/11/2010

No dia 26 de julho, foram lançados os editais para Seleção de Projetos da área Cultural a serem patrocinados pelos Correios entre janeiro de 2011 e setembro de 2012, nos seguintes segmentos: Artes Cênicas, Dança, Artes Cênicas, Teatro, Artes Visuais, Artes Integradas, Humanidades, obra literária, Humanidades – evento literário e programa de incentivo à leitura, Audiovisual e Música.

Na área cultural, os Correios priorizam projetos que sejam compatíveis com o foco definido para cada segmento, preservem a cultura regional, sejam genuinamente brasileiros, possibilitem o acesso de qualquer cidadão e estejam inscritos na Lei Federal de incentivo (Lei Rouanet).

As inscrições dos projetos poderão ser feitas até 31/8/2010 e as datas previstas para o resultado são 8/11/2010, para os editais dos Centros e Espaços Culturais, e 13/12/2010 para o Edital Cultural.

Mais informações no site: (www.correios.com.br).

Cine Mais Cultura: selecionados em Pernambuco serão anunciados na segunda-feira (12/04) » CNC Brasil

A coordenadora executiva do Programa Mais Cultura, Silvana Meireles, e a presidente da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), Luciana Azevedo, divulgam, na próxima segunda-feira (12), os projetos aprovados no edital estadual do Cine Mais Cultura. O anúncio será às 10h, no Cinema São Luiz, no Recife.

Parceria entre o Ministério da Cultura, por meio do Programa Mais Cultura, e Fundarpe, o Cine Mais Cultura viabilizará a criação de espaços gratuitos para a exibição de filmes em municípios com pouco acesso à produção audiovisual brasileira, sobretudo no semiárido pernambucano. As instituições selecionadas receberão equipamentos de projeção audiovisual, filmes da Programadora Brasil e participarão de oficinas de capacitação sobre programação, história do cinema, direitos autorais, dentre outros temas voltados à formação de platéia.

Atualmente, Pernambuco conta com sete projetos aprovados pelo edital nacional do Cine Mais Cultura de 2008, sendo seis ligados a Pontos de Cultura: Coco de Umbigada, Maracatu Estrela Brilhante de Igarassu, Centro Cultural Farol da Vila, Escola Pernambucana de Circo, Associação dos Filhos e Amigos de Vicência (Afav), e Associação dos Artesãos em Barro e Moradores do Alto do Moura (Abmam).

Petrobras abre inscrições para patrocínio a projetos sociais

Estão abertas as inscrições para a Seleção Pública 2010 do Programa Desenvolvimento & Cidadania Petrobras. Por meio do edital de seleção pública, a Petrobras vai investir R$ 110 milhões no período de dois anos em projetos sociais em todo o país.

Através do Desenvolvimento & Cidadania, a Petrobras investe em projetos voltados para geração de renda e oportunidade de trabalho, educação para a qualificação profissional e garantia dos direitos das crianças e dos adolescentes.

As inscrições podem ser feitas gratuitamente até o dia 21 de maio, no site do Programa (www.petrobras.com.br/desenvolvimentoecidadania). Durante o período de inscrições, a Petrobras vai promover caravanas em todos os estados brasileiros para divulgar o programa, o regulamento e capacitar as organizações sociais para a elaboração de projetos. A data de realização da caravana no Espírito Santo será informada posteriormente no site.

Serão aceitos projetos sob responsabilidade de organismos governamentais, não governamentais e comunitários, legalmente constituídos no país, que atuem no Terceiro Setor. Cada organização poderá inscrever até três projetos, mas só um poderá ser contemplado. Poderão concorrer projetos em andamento, ou em fase de planejamento, que tenham como foco uma das linhas de atuação do programa.
A divulgação pública dos resultados do processo seletivo será feita até setembro de 2010, pela imprensa e pela internet, no mesmo endereço eletrônico. Mais informações podem ser obtidas em: www.petrobras.com.br/desenvolvimentoecidadania.

Avaliação de projetos inscritos
Todas as propostas de patrocínio social são avaliadas segundo critérios previamente divulgados. Os projetos passarão por quatro etapas de seleção: triagem administrativa, triagem técnica, Comissão de Seleção e Conselho Deliberativo. Especialistas da Petrobras e representantes do governo, da academia, da sociedade civil e da imprensa analisarão os projetos segundo os critérios divulgados no regulamento do edital. Entre os critérios gerais do Programa destacam-se a participação da comunidade; viabilidade técnica, financeira e operacional do projeto; potencial de desempenho de acordo com as metas estabelecidas para o programa; estratégias de divulgação do projeto e da marca Petrobras.

Para garantir a abrangência nacional das ações sociais, a Petrobras estabelece que entre os aprovados haja pelo menos um projeto de cada estado. Além disso, para a região do semi-árido, onde se concentram os maiores bolsões de pobreza, deverão ser escolhidos, no mínimo, dois projetos por estado. A juventude, faixa etária com maior densidade populacional e sujeita a maiores riscos sociais, será priorizada, com a garantia de projetos aprovados que atendam pessoas entre 15 e 29 anos.

Caravanas esclarecem dúvidas sobre Seleção Pública de projetos sociais da Petrobras

Durante o período de inscrições, a Petrobras vai realizar em todos os estados brasileiros as Caravanas Sociais, com o objetivo de divulgar o programa e seus critérios, permitindo assim a igualdade de acesso aos interessados. Livres e gratuitas, as Caravanas são oficinas presenciais que vão capacitar as organizações sociais para a elaboração de projetos.

Além das caravanas presenciais, a Petrobras começa, no dia 25 de março, o atendimento online às instituições interessadas em inscrever projetos sociais na seleção pública do Desenvolvimento & Cidadania. Todos os dias, até 21 de maio, das 9 às 21 horas, a equipe técnica do Programa ficará à disposição para prestar esclarecimentos às instituições interessadas. O acesso deve ser feito pelo site do Programa.

O atendimento virtual complementa as visitas das Caravanas Sociais, que serão realizadas nos 26 estados brasileiros e no Distrito Federal. No site do Programa, serão divulgadas as datas e os locais de realização das oficinas, onde a equipe técnica da Petrobras esclarecerá as dúvidas das instituições. As visitas serão encerradas no dia 5 de maio.