adhemar gonzaga

Ademar Gonzaga (19011978) foi um cineastajornalista brasileiro. Nasceu no Rio de Janeiro, cidade onde, nos anos 1920, formou o primeiro clube de cinema do país, o Paredão[desambiguação necessária]. Criou a prestigiada revistaCinearte (1926-1942), que defendia para o cinema brasileiro padrões estéticos semelhantes aos dos filmes norte-americanos.

Fez estágios em Hollywood e fundou, em 1930, os estúdios da Cinédia, primeira tentativa de industrializar a produção cinematográfica no país.

Produziu mais de 50 filmes de diretores como Humberto MauroGilda de AbreuLuís de Barros. Dirigiu, entre outros, o drama “Barro Humano” (1929) e quatro comédias musicais que inspirariam as chanchadas dos anos 50, com destaque para o clássico “Alô, Alô Carnaval” (1936), estrelado por Carmen Miranda e sua irmã Aurora Miranda, onde elas cantam o clássico “Cantoras do Rádio” e outros ídolos do rádio.

A Cinédia sobreviveu até os dias atuais, servindo principalmente à televisão e abrigando precioso arquivo sobre o cinema no Brasil.

[editar]Ver também

[editar]Notas e referências
[editar]Ligações externas

Imagens: http://www.google.com.br/search?q=adhemar+gonzaga&hl=pt-BR&prmd=imvnso&tbm=isch&tbo=u&source=univ&sa=X&ei=D3UTT5jeH-HZ0QGynMWEAw&sqi=2&ved=0CDwQsAQ&biw=1280&bih=685

Ademar Gonzaga
Nascimento 26 de agosto de 1901
Rio de Janeiro
Morte 1978
Nacionalidade Brasil
Cônjuge Didi Viana
Ocupação cineasta
crítico de cinema
jornalista
Magnum opus Barro Humano” (1929)
Alô, Alô, Carnaval” (1936)
O Ébrio” (1946) (produção)
  1. Nenhum comentário ainda.
(não será publicado)
*