Em certo sentido, a bicicleta é um meio de transporte perfeito, notadamente, nestes tempos em que alguns dos grandes problemas que nos afetam podem ser equacionados ou resolvidos, com o uso de um recurso tão eficiente como prazeroso.

Primeiro, o problema da mobilidade, mesmo, nas grandes cidades com o excesso de veículos; a questão do meio ambiente com emissões de gases de efeito estufa dos veículos e a falta ou pouca mobilidade das pessoas que, associada a hábitos alimentares pouco saudáveis, vem trazendo o sobrepeso e doenças associadas como o diabetes e doenças cardiovasculares.

Mesmo ficando somente nestes exemplos e vantagens, é de estranhar que as administrações municipais continuem  privilegiando o automóvel, o que deixa a bicicleta, literalmente, inviável, já que não cria ou desenvolve uma infraestrutura adequada, como ciclovias por exemplo, que permita o seu uso sem riscos para a população que mesmo como opção de lazer, continua uma pratica de risco.

Mais pela qualidade de vida nas cidades e de seu habitantes, o uso da bicicleta vem crescendo em todo o mundo, principalmente nas grandes cidades, com a criação de infrestrutura e legislação adequadas, além do sistema de bicicletas publicas gratuitas e de aluguel, o que ainda não se vê em nenhuma cidade brasileira de medio e grande porte.

Leia artigos relacionados:

* Bicicleta contra o aquecimento global, o ganho de peso e pelo meio ambiente;
* Paris, a cidade das bicicletas;
* Como começar a reduzir a sua pegada ecológica.