Lances

agosto 20th, 2019

Duas vezes presidente só não foi ainda a terceira por conta de um golpe judiciário
O Supremo não pode ainda acobertar mais um golpe contra a nação
Anula a fraude eleitoral
Açodadas com seus pequenos ganhos é uma pena que as autoridades não pensem na história
Não sei se há ou nunca houve alguma novidade no que se diz
Ouvi dizer que ela disse que é hora de nossa geração passar o bastão
O país no topo é um desastre mas na base a tudo resiste
Se eu fosse o velho botava um pijama e ia jogar gamão na praça
Nada contra as forças armadas
Mas se forças pra que armadas
Vem de antes vem de muito tempo
As sociedades nenhuma consegue abater seu caráter repressor
E aí não tem graça
Armadas pela sociedade é no entanto contra ela que seus mandantes conspiram
É uma pena
Carreiras rigorosas exigem de seus militares mais que aos cidadãos comuns
Formam especialistas de várias áreas notáveis
Ainda assim sob o rigor das casernas
Preparados para superar os problemas que lhes põem
Por que de repente se voltam conta a sociedade desarmada?
E querem mandar
Aí e então desmandam-se
Por serem força admiram-na
Nem perguntam de onde vem
Admiram a força
Submeteram-se a ela
E acham que devem portanto submeter-nos a todos
Assim desmandam-se
Desde a abertura nunca mais se viu militar mandando no pedaço
Ou me engano?
Foi preciso agora
Na revolta do baixo clero que a praga voltou
Sai pra lá tempo ruim
Ordem unida é carma da civilização
O véio escapou de ser peão no campo para ser peão na fábrica
E nisto a elite burguesa morre de inveja
Não porque quisesse ela ser peão no campo ou na fábrica
Mas por ser incapaz de conduzir o país a dias melhores como fez o peão
E o peão é imbatível
Porque nunca perde a peãozice

Perguntas

agosto 13th, 2019

Pra se enturmar com o U.S.A. entrega o nosso
Se não puder ser antes é preciso derrotar a direita nas eleições municipais em todo o pais
O excluído quer vingar sua expulsão incluindo agora comandante os militares atuais que lá não estavam nos crimes do passado
O ex-capitão encontrou o seu major
O cara parece uma fantasia de d.Maria I que condenou Tiradentes
A seus pés seu neto talvez ali aprendeu a usurpar a Independência
De usurpação em usurpação chegamos aos dias de hoje
Um anônimo juiz de província move ou inventa mundos e fundos para incriminar o peão
Se realmente instruísse a apuração e comprovação da causa então não poderia por óbvio julgá-la
E não havendo provas passou a inventá-las
Pífias ridículas ilações nada provam
Assim mesmo o condena
Como a calúnia e a infâmia de um juiz de província prevalece sobre o duas vezes chefe do poder executivo eleito pelo voto direto
O executivo só por eleição ou golpe o judiciário não
Ali ninguém é eleito
Um ex-chefe do poder executivo só pode ser julgado se fôr o caso pela chefia do outro poder o judiciário
E não por seus bedéis
Uma comarca anônima com péssimos antecedentes avoca a si sequestrar o país inteiro
Apura julga e condena na orquestração de delações e prisões sob torturas explícitas ou implícitas
A começar por um doleiro seu antigo parceiro em outras estripulias
E descobre-se uma operação falcatrua na área comercial da maior e emblemática empresa nacional
Como em qualquer operação comercial capitalista quem vende e quem compra garante-se um bônus de desempenho
Na compra de um carro ou de um apê sempre rola uma comissão aqui e ali
É crime?
Comprovado?
Puna-se
Por mim pode destruir a burguesia inteira
Mas daí a querer envolver o chefe de estado duas vezes eleito e cumpridor de suas gestões nos malfeitos de apenas uma de suas centenas de áreas de atuação no país e no mundo é pretensão demais
No desenrolar do golpe em 16 invoca-se como culpa o conjunto da obra
Pois avalie-se o conjunto da obra de um presidente ameaçado pelo baixo clero de uma comarca anônima
E sem encontrar-se o que em quarenta anos se apurou de favorecimento pessoal debalde o bedel começa a fabricar falsas evidências no jogo das falsas delações
Assim mesmo na mais inacreditável sentença declaradamente sem uma única prova condena quem certamente fêz mais pelo país que o seu acusador
E de surpresa em surpresa já não é só um anônimo de província
Seus colegas locais igualmente anônimos os regionais sem ao menos ler sufragam e agravam a barbárie jurídica
Só faltava prendê-lo para impedi-lo de vencer as eleições
Não faltou mais nada no atropelo de prazos e agora na cobertura dos colegas federais eleitorais mais um golpe se completa
Abertamente às escâncaras fraudam-se as eleições gerais
E num misto de surpresa e horror o pior acontece
Mas se for para prendê-lo numa sala de estado maior
Que o presidente do poder judiciário ofereça a sua para o duas vezes presidente do poder executivo

Freios

agosto 7th, 2019

As autoridades democráticas deviam conferir a ele a condição de cidadão honorário em seus países ou cidades
Usurpado o governo só pode ser promíscuo
Não é por isso ou aquilo é pelo conjunto da obra do golpe
Por mais que a gente se esforce a vida é que toma o rumo
É difícil comparar
Cada um nasce a seu jeito
E vai buscando caber no mundo feito à nossa revelia
O que cada um fizer sozinho em nada altera sua vida ou o mundo
É preciso saber operar o conceito de luta de classes
Havendo classes a disputa é inevitável
E já não são os recursos escassos o que as opõe
O que as opõe é o acesso ao usufruto dos recursos sociais
Quem irá prescrever os meandros por que passam as sociedades
Com o extraordinário avanço da sociedade tecnológica não há mais carência objetiva de recursos
O que há é sua perversa distribuição planetária
Em que o progresso tecnológico que é produção coletiva ao invés de libertar aprisiona melhores condições de vida para todos
Não é mais um sonho é fato
Convertida a gestão dos recursos para o uso de todos
Que motivo haverá para disputas pessoais ou sociais
E se já podemos quicar na lua para ir a marte
Como não poderíamos partilhar o pão e o teto
De tal forma que eliminem-se a guerra e a violência
E permutem-se os bens e serviços entre todos
A incalculável fortuna que se gasta com guerra e violência basta para alimentar a todos os povos
Não sei quando para a humanidade surgiu a situação de uma minoria dominar a maioria
Situação inaceitável pois todos nascemos iguais e nus
Despojados de qualquer adereço pessoal
Mas já o que nos distingue vem a ser o berço
É de ouro é de prata ou é de lata
Qualquer revestimento no entanto não determina o conteúdo
O corpo não determina o espírito
O espírito não determina o corpo
Convivem quando sobrepujam-se nem sempre dá certo
Se for numa corrida até dá
Mas se for briga não tem como
É de quem sacar primeiro
É de quem tem arma maior
Não se aprisione nem o espírito e nem o corpo
E solta o velho
#LulaLivre!

(em 20 de julho).

Apenas

agosto 6th, 2019

É vermelho porque é ruivo não é por política
E acessar o acessível é crime?
Se alguém vazou tá vazado
Todo mundo pode usar
Pra chegar onde quiseres passarás onde não queres
A pequena burguesia é pior do que a própria burguesia
E como aqui só grassa ela
Como o BRICS tolera a criminosa prisão de um de seus criadores?
Faz como os USA bloqueia!
O maior inimigo da sociedade é a violência
Quem protagoniza agoniza?
Há os que tanto fazem e eu não faço nada
A não ser tontas palavras pra entender o mundo em que nasci
Alguém do mal inventou que países podem intervir invadir e dominar outros países
O desenho mesmo dos países é determinado pelos interesses mundiais dominantes
Deveriam ser povos e suas terras tradicionais
Pode haver trocas mas não supremacia
É indigno algum país invadir e dominar um outro
Ao que se imagina uma terceira guerra mundial é improvável porque seria o fim do mundo
Restaram então as incessantes guerras locais do mais forte
Bombardeiam e dizimam populações inteiras sem sequer chegar perto
E a céu aberto e de cara aberta
E de repente a nós nos coube participar dessa tragédia em que o país se abate
O que fazer?
Unidade ou nada!
Venham de onde vierem tragam o que quiserem
Mas organizem-se
Não venham com querelas ou disputas internas de poder
O que vale é o voto
Fomos surpreendidos pelo surgimento de partidos e candidatos nunca vistos
E vitoriosos nas urnas
Mais que a fraude na presidência é de assustar o sem número de eleitos nos estados saídos do nada
No panorama geral avizinha-se a disputa municipal sem unidade vai enterrar a resistência
E antes disso e acima de tudo anulem-se os processos fraudulentos contra os governos legítimos
Fossem fáceis as discussões não existiriam
Todos morrem mas enquanto se vive era bom um tanto de dignidade
O mundo e nós de volta a 68?
Explosões de violência
Unidade ou derrota de novo?
Ainda é tempo

Pragas

julho 16th, 2019

O sertão do Paraná a destruir um país inteiro
O que eles querem é vencer o peão
E o que queremos é o peão vencê-los
Era bom que quem defendesse o Brasil no jogo também defendesse na real
Por que a polícia é truculenta?
Como pode um ex-comandante ser afrontado por seus ex-comandados
A realidade é totalmente dinâmica
Ela se movimenta sempre em todas as direções
O que predomina?
Em cada direção e no conjunto
Parece que é no ensaio e erro
Erro e ensaio
Não é toma lá dá cá
É dá cá e toma lá
A vida é assim
Quem escreve continua escrevendo
Quem nada faz
Continua não fazendo
Quem algo faz
Continua algo fazendo
Só dá pra fazer o que se sabe
O que não sabe tem que aprender
O que já sabe deve ensinar
O bom é que todos saibam o que fazer
E façam
E quererão os USA? Os USA quererão?
E quem virá pra cá?
Um país inteiro caiu no golpe de 16
É a pirâmide assentada sobre o formigueiro
Que é como as pessoas vivem
Azafamadas
Pelo de comer e de morar
E vive-se
Menos mal que bem
Afora os que não tem o de comer e nem onde morar
Nas calçadas dormem à noite pessoas e famílias até
E faz frio e chuva
E tantos e tantos prédios públicos vazios e acesos
Se são públicos por que não abrigar os da rua
Pelo menos à noite quando ninguém os ocupa

Armas

julho 9th, 2019

Sem elas como enfrentá-las
O Brasil o país o estado é responsável pela vida e sobrevivência de seus 210 milhões de habitantes
Cruzes mais que isso!
Enquanto haja um único ser humano espoliado o resto não faz sentido
Premissa errada compromete a conclusão
Já vivemos momentos terríveis mas pelo visto vamos viver muitos mais
O mundo de perna virada e cara no chão
A maioria relativa dos votantes mundiais está votando no pior
É seu direito votar no que quiser
Sem dúvida com efeito
E como se conserta se vier com defeito
Espera a próxima rodada
A vontade da maioria é sagrada
Mas o que fazer se fôr como foi fraudada
Cada região brasileira podia ser um país
O imperialismo não tolera estados nacionais
E os pró-populares então!
Até que de novo chegar a vez do povo?
Parece que essa praga é cíclica
De vinte em vinte anos a rota entorta
E vem surgindo uma maré de fulanos vindos do nada
Vão se infiltrando cavando caminho
E vão se juntando daqui e dali
Para impedir o governo pró-popular
E entregar de vêz o país ao jugo imperialista
É o que está acontecendo
E não há nada o que fazer?
A maioria é povo
O povo é maioria
Como botar o estado contra o povo?
É o que está acontecendo
Como aceitar uma eleição fraudada?
Este governo é fruto da mais escandalosa fraude eleitoral é ilegítimo
E tudo o que nêle ocorre e desde o golpe de 16
Todo mundo é igual
Todo mundo é diferente
Depende
De quem olha
E como olha
E quando

Pontes

julho 2nd, 2019

Bom é ser bem recebido no entorno de sua casa
Mas é claro que não é de graça
O ex é refém do cel do Dalla?
Confessada e comprovada a fraude até quando vão manter o velho prêso?
Por que a minoria burguesa domina a maioria que é o povo?
O nordeste devia recriar a sudene e desfederalizar-se
É preciso acabar com o estado-nação
Pela autodeterminação de cada povo em sua terra natal
Não existe imperialismo do bem imperialismo bonzinho
Se lhe der na telha ataca o Irã
Mas se periga perder a reeleição não ataca
O país não morre espera a praga passar e renasce mais forte
Um governo se avalia por suas ações concretas
E não por intrigas palacianas
E fraudes forjadas
Embora já sabidas finalmente se revelam a olhos vistos
Já houve capitães dignos
Toda atividade capitalista é comercial
No comércio é de praxe remunerar a compra e a venda
Ontem e hoje o imperialismo e seus lacaios locais
Se cada um fôr resolver seus problemas à bala isso aqui fica mais furado que queijo das suissas
Quanto mais tardar a justiça se enlameia
Quanto mais tardar mais vai se enlamear
Não se dê chance ao acaso
Realmente nos devem uma autocrítica como foram nomear essa gentalha?
Todo mundo é sempre único
Como mantê-lo prêso apesar da evidência da escandalosa farsa jurídica?
Nem o óbvio quanto mais nióbio
A polícia federal é uma força civil para-militar?
O flagelo do mundo é o culto à brutalidade
Os invasores acolhidos cordialmente pelos nativos respondem com a violência
A violência com a supremacia das armas permite a minorias dominarem as maiorias
E aí reside o drama da humanidade
Poucos exploram muitos
Porque tudo é pirâmide
Talvez aprendeu-se a caçar
Mas não se aprendeu a ser caçado
O ensino não é para aprender o ensinado
É para ensinar a aprender
A vida é perpétua até mais não ser

Travas

março 5th, 2019

O problema com os ais é que são em geral ainda mais de pijama
Se os militares não querem os políticos não querem os jurídicos não querem os trabalhadores não querem quem são os idiotas que querem essa deforma da previdência
Não é possível que um só maluco tenha o poder de nos ameaçar a todos
Será que os generais que cumpriram sua missão ao longo de suas vidas irão agora velhos acobertar essas máfias de doleiros e milicianos no poder?
Quem são os senadores e deputados que vão fraudar as votações no congresso?
Quem mandou deixar o imperialismo nazista invadir a Polônia
Quem mandou deixar o imperialismo belga massacrar o Congo
Vão esperar que a Gestapo invada suas casas
No que pensaram que daria o casamento das ícias com os ostais
Mais que nunca #LulaLivre! Pra recomeçar de novo
E o caos aumenta o caldo
Pés na cova
Pra quem queria finalmente chegou a anarquia
Só ficaram as barragens e as crateras os minérios se foram
Tantos brasileiros nem pensam em política
Acham que é torcida de igreja futebol ou carnaval
Os que pensam dela se aproveitam para o bem ou para o mal
Esse é um país de faz de conta vamos ganhar o prejuízo no poder
Mais que entendo como a condição do brasileiro é cordial
Não é o confronto é o acordo
Não é a guerra é a paz
Tô nem aí o meu barato é estar aqui
É difícil viver livremente
Impossível?
Via de regra o militar obedece a quem ele reconhece a hierarquia
Deixaram os nazistas invadir a Europa depois num reclama
Ao que se vê nas ruas e nos campos quem precisa de ajuda humanitária é o brasileiro
Grupo de lima laranja e limão
140 anos depois da última guerra em um mês o idiota resolveu começar uma
Brasileiro vai ser bucha de canhão da CIA?
Capitão já é bondade o cara é um demente alucinado
Os idiotas agregam-se por natureza
Os não idiotas fácilmente desagregam-se
Caraca! Tem neguinho devastando a mata da chacrinha que é área militar será que é treino?
Não conseguiu explodir o Guandu e quer explodir o país
Autoproclamado? Que qué isso?
Será que vou passar o resto da vida a protestar contra o que se passa em Brasília?
Brasileiro reclamando dos militares em zuela
Tá de sacanagem?
Macaco olha o teu rabo

Trastes

fevereiro 26th, 2019

E o agro hem? Perdeu carne perdeu frango e quase perdeu o leite
À parte o resto o vice é índio?
Por que não assume como sua a questão indígena?
Acho que devia assumir a defesa dos parentes
E deixar o resto com os manés da bolsa
Precisamos trazê-lo para o nosso lado
O golpe de 64 convocado pela direita política foi assumido pelo estado maior
Virando o que virou uma perseguição dantesca pela milícia do estado
E isto vai repetir-se?
Os de agora apesar da fraude chegaram pelo voto
Irão submeter-se ao comando das milícias no poder?
O Brasil é uma piada desde candidato o impostor “eleito” governa no leito
A melhor medalha é a memória
O melhor não afrontou a elite nem precisava porque promoveu o povo
É preciso dar consciência a quem não tem
Por que o atual “governo” tanto se empenha na previdência do impostor passado
Espíritos guerreiros precisam acautelar-se
Principalmente se a maré não é piscosa
A contribuição dos anos 60 o sexo sem barreiras veladamente exercido desde o início dos tempos
Autores retratam seu tempo e não suas preferências
Há que entendê-los ou somos melhores que eles?
De onde vieram os invasores na América do Norte vieram de um cisma protestante na metrópole
De onde vem o cisma evangélico que se quer impor à nossa terra
Não é só o que se perde é o que se deixa de ganhar
Demita-se o sofá
Não hesitem exilem-se
Estão a nos roubar um país
Descer é fácil o difícil é subir
O que significa o olhar condescendente com que olho o bêbado da esquina
Não sou cúmplice da miséria humana
E nem a hostilizo nessa triste comédia em que estamos metidos
A coisa subiu à cabeça
Não houve eleições houve ilações do futuro ministro
Sou muito atento às pedras
Quem sabe não viemos grudados nelas
A vida inteira protegidos pelo poder civil ao envelhecer querem tomá-lo de assalto
Um aro chateia muita gente e quatro chateiam muito mais
E é assim porque sempre foi?
A quantidade de riquezas exportadas faria de cada brasileiro um milionário
E haja acordo pra manter em ordem a desordem

Centavos

fevereiro 19th, 2019

O país sofreu o sequestro do estado pelo imperialismo
Convivi com centenas de jovens como estudante e como professor não me lembro de nenhum bandido
Alguns são pra mim um mistério de como se tornaram
Apareceu fantoche de tudo que é estrebaria
E o senado hem?! e o filho do “presidente” hem?!
E venceu o candidato do voto aberto pelo filho do “presidente” no inicio da segunda votação
Já que a primeira foi fraudada por qual senador?
Cada pessoa é fruto do seu lugar e de sua hora
De onde veio essa chusma de anônimos no país
Engordando os baixos cleros
O mal do país é o personalismo
Se és azul sou rosa se és rosa sou azul
Quem lava dinheiro a jato é o doleiro
A mando do sinistro rábula
E quem leva é o mala
Antes de meio mandato é direta de novo
Os tamanhos se perdem
Repito o que aprendi
Só pode ser piada diz que tem um seriado aí em que os mortos andam
Nem precisa Nobel #LulaLivre!
Prefiro a ONU e o Supremo
Não há porque isentá-los de suas obrigações
A década a cadência a decadência
Considerando que a vaca foi pro brejo melhor é irmos todos também
Seja por que for o país desinteressou-se de sua representação política
E aí surgiu essa legião de idiotas a assaltar o poder
Sobreviverá o país da bravata?
Um humanista não pode aceitar que ninguém se mantenha pela força
A única alternativa é #LulaLivre! O resto é golpe
A direita precisa entender que precisa negociar a libertação
O supremo precisa reunir e anular os processos e as condenações
A questão nem é se antes era melhor
A questão é que agora é muito pior
O que acontece quando se perde a conta
Infringindo os limites da decência
No respeito ao próximo
Aonde essa bagaça de país vai dar
Sabemos que a história não é a dos países mas a dos povos
O que acontece quando se autoriza a violência?
A morte