Redobras

janeiro 21st, 2020

O mundo é diversidade
O mundo é pluralidade
E como faz pra desplastificar o planeta?
A sociedade domestica as pessoas
E como sempre suscita a rebeldia
Raramente bem sucedida
Rebeldes são geralmente massacrados
As pessoas só falam o que querem ouvir
A culpa não é do sol
Cristo é uma lenda
Cada povo tem a sua
Ou um mito de origem de judeus anti-imperialistas
Deus é a maior prova da ignorância humana
Senta na poltrona
A resistência é um princípio não é uma estratégia
A missão do século é voltar à natureza
Não há como acelerar o destino
O flagelo nosso e do mundo é a barbárie
A terra arredonda os lunáticos planam
O país está maduro para crescer
E se não está precisa ficar
O futuro aos pósteros pertence
Sujar a água é sujeira
A ciência constrói
A política destrói
Por que não se boicota um país que boicota?
Se o pão tá difícil capricha no circo
No balanço do golpe o país encolhe
Encalha
Na minha época chamava-se juiz de instrução
Garantido ao que saiba é um dos bois de Parintins
A memória da matéria é a matéria da memória?
A arte não é arma é alma
A vida é mistério vou por aqui não vou por ali
Não importa que vença já é dilmais estar lá
A fic inventa o doc testemunha
A tenacidade é a marca do autor
A maioria da população desarmada tem mesmo que se submeter à sanha dessa minoria armada?
Desalmada
Mal amada
Amor
E paz

Manobras

janeiro 14th, 2020

Tudo que acontece o povo converte a seu favor
Isso na democracia
No golpismo a coisa é mais complicada
Por ilegítimos espalham a ilegitimidade país afora
E assim proliferam as milícias
Necessariamente expressões de seus espaços de origem
São alçadas em escala nacional
E conseguem fraudulentamente eleger o seu presidente da república
Assim age o imperialismo aqui prenderam lá mataram
Lideranças nacionais populares são perseguidas nos quatro cantos do mundo
Têm a seu favor o direito natural à terra em que nasceram
Não são o invasor
Liberdade para os povos
Os que se sintam irmanados com os seus
Cada humano tem a sua identidade pessoal
Distinta de todos os demais
Mas compartilhada no âmbito de suas relações sociais
Desde a família se não houver a de sangue haverá a de adoção
E a adoção até inconsciente dos valores em que nascem e crescem
A partir do epicentro que é o seu torrão natal
O povo de sua terra e a terra de seu povo
E as terras na Terra estão sendo exauridas
Pela avassaladora praga do comércio mundial
O que a uns falta e aos outros sobeja?
E com o passar dos séculos
Fabrica-se o gosto que interessa ao mercado
Impõem-se os valores uniformizados para o consumo
Desrespeita-se e agride-se os valores de cada povo
Reduzem o mundo a uma massa de consumidores
Atuando em desfavor da maioria dos povos
Os povos sobrevivem os que sobreviveram até aqui
Sobreviverão
Conseguirão recuperar a terra devastada?
É só banir os produtos de consumo elitista
Viverás do que plantares e colheres
Antes que os fascistas de plantão apertem o botão
Quem detém tamanho poder?
Milhões de assassinados pela impostura brutal de dirigentes
Maldição!

Guerras

janeiro 10th, 2020

Os povos não são guerreadores
Os povos são pacíficos
Ou teriam se extinguido
Cada um vive seu tempo
Não se pode viver o do outro
São bilhões que vivem cada um por si e se agregam em sua família
E as famílias agregam-se em sua etnia
Brasileiro pra gringo se vende barato
Devia manda-los pastar
Se nós não eles sim
O drama de cada um não é do seu local é planetário
O que não fôr melhor para todos não deve ser melhor para ninguém
Um painel de 108 curtas atestam o nascimento do filme e do cinema pelos Lumière
Mas a busca do real virou mentiras
E desde que viraram dinheiro viraram dinheiro
Violência e crueldade é o que então disseminam
Neles se vê o que não se vê na vida
E o que se vê na vida neles não se vê
Bestialidade
Esforçam-se deliberadamente para iludir o público
Artistas tornam-se atletas
Os filmes variações sobre os mesmos temas
Nem todos claro nem todos
Os temas talvez sejam os mesmos
Mas o tratamento é diverso
Nenhum filme pode ser igual a outro
E nenhum pode ser diferente de todos
Em toda a minha vida nunca vi acontecer o que acontece nos filmes
E você?
Nunca vi ninguém ser baleado ou balear
É instantâneo não demora
É como cair
Você mal se dá conta de quando caiu
Só dois dias merecem ser socialmente festejados o Ano Novo e o Dia do Trabalho
E cada um comemore o seu aniversário como quiser
O comércio quer que todo dia seja dia do consumo
Não há conflito que não se possa mediar
Em favor da vida de todos
O governo ianque praticamente declarou guerra ao Irã
E ao mundo

Amanhãs

dezembro 31st, 2019

Ocêis tá comemoranu u quê?
Fôsse bom não seria remédio seria rebom
Esse tal de “Guerra nas Estrêlas” é só uma paródia do “Deus e o Diabo na Terra do Sol”
E o Darth Vader um descarado plágio do Antonio das Mortes
Como o Zé Carioca que o Disney roubou do J.Carlos
O cinema brasileiro é pobre mas é rico o americano é rico mas é pobre
O brasileiro é cordial se não é cordial não é brasileiro
A Klã no poder
Se a esquerda não consegue fazer sua frente a direita faz a dela
100 canais doutrinando a população com o pior que há no mundo
O império nas imagens são as imagens do império
A nossa vida não passa nas tevês só as deles
E assim naturaliza-se a submissão
Inventam um mundo de imagens delirantes avassaladoras que nos fazem de vassalos
Espalhadas mundo afora implantam modos de vida e de consumo a favorecer suas transações comerciais
Siga o dinheiro
Os mercados cativos seguem cativados no falso brilho dos captores
Falso por que?
Imagens são falsas
Ilusórias
O mundo deles não é melhor que o nosso
Para nós é pior porque não é o nosso
E quando tampouco o nosso é nosso?
Acabamos reproduzindo a tática dos colonizadores contra os nativos
Ficassem eles lá na terra deles desenvolvendo-se sem precisar escravizar o mundo inteiro
Os povos atacados resistem sobrevivem e criam seu modo de vida suas imagens seus desejos ainda que sob o bombardeio do inimigo
O bombardeio no entanto é severo a cada minuto e em toda parte
E nem saem de lá
A guerra agora é missilista
Destroem o mundo sem sair de casa
Bombas máquinas e imagens
Deliberadas construídas aprimoradas com o intuito de dominar e avassalar
Nenhum povo pode ser vassalo de outro
Os povos resistem
Os povos constroem-se
Enigma como a base ascender na pirâmide?
Já estivemos pior
Para tantos quase todos povos ainda estamos
Deixa o povo andar ninguém vai perder com isso
Sobreviver amanhã e todas as manhãs

Vanglórias

dezembro 24th, 2019

O que precisa é excluir a ilicitude no poder
Convidar pra vice é genial
Que estômago tem esses militares para engolir um tenente banido como comandante em chefe das forças armadas
O militar é um defensor da pátria contra um invasor estrangeiro
Não é para usar a arma por nós socialmente concedida contra os nativos
A sociedade reconhece-lhe o monopólio das armas
Para defende-la no todo ou em parte e não para ataca-la
A rigor ninguém mais pode ter armas a não ser o estado
Por isso mesmo não lhe é dado sair atirando a êsmo
Onde houver um tiro há a mão ativa ou passiva do estado
Há como fazer outramente?
E os bandidos armados faz como?
Quem mandou dar golpe?
Fraudar a fraidei
Se voltar não pode ser igual
A serviço dos ricos soldados pobres matam pobres
Ninguém merece ganhar mais que uma vida
O mal é que as pessoas de bem rejeitam a política
Nascemos no passado vivemos no presente morremos no futuro
Para desiludir-se é preciso iludir-se
Aqui não se fala português aqui se fala brasilianês
Já sabemos do caos instalado no país
Só não descobrimos ainda como nos livrar dele
Para haver corrupção é preciso o enriquecimento ilícito
Em havendo o enriquecimento ilícito há corrupção
Talvez como em 68 os povos rebelam-se contra os governos
Como em 68 os governos reagem com violentas repressões
Mais à frente os povos retomam seu crescimento
Ninguém se opõe à ação do estado
Protesta-se contra governos
É soldado porque vive soldado à sua arma?
Ou porque vive de seu sôldo?
E não vivemos todos de soldos?
Mas não estamos às armas soldados somos civis
O povo civil e trabalhador é maioria
Por que vivemos atrelados à minoria burguesa?
Não é jargão é realidade
E aí entregam a todos à barbárie
E agora chegamos de fato ao condomínio do fato
Fatal

Vexames

dezembro 17th, 2019

E assistir no Supremo mais um espetáculo de blindagem do governo
O primeiro voto levou quatro horas
O Supremo em conluio com a milícia no poder
E vem aí coisa pior
Cultura é tudo o que os humanos fazem excluída a natureza que se faz ela mesma
A natureza se disputa pela sobrevivência
A cultura se disputa pela sobrevivência
Podemos apenas ser fruto de uma enzima cósmica que chocou-se com a terra
Ih! Pode?
Em todo o mundo o povo rebela-se contra os governos
Deve ser fraude não é possível que essa montanha de anônimos tenha tido tanto voto
Se o USA reclama de invasão virtual russa na eleição deles imagina a deles aqui na nossa
Libertadores da América é só no futebol
Não há povo há povos
O povo que vota na direita é um o que vota na esquerda é outro
Nem precisa ser de direita ou de esquerda é só o voto
Que autoriza o vencedor a empolgar o poder
Mas fraude não pode
O celerado ameaça invadir o campo Canudos?
Esporte é esporte e política é política
O curta é uma espécie de salário mínimo
Um três ou cinco juízes o condenaram 50 milhões o aplaudem
Quanto custa e quem paga as massacrantes propagandas nas tevês?
Um país inteiro a mercê de fanáticos
E o que mais surpreende é a quantidade de mestiço perdido no tiroteio
Nem neoliberal é
É fascista
Não seria um AI-5 seria um AI-13
Velho com gripe não deve ir além da esquina
A vida é o que se faz dela
O cara só atende no balcão
E aí vem os foca ganhar sardinha pro jornal
O Supremo ou se redime ou se enterra
Devia anular o golpe e convocar diretas já
Suprema-se ou suprima-se
Seus colegas militares ainda não perceberam que ele está só se vingando da caserna expondo as armadas ao ridículo e à morte
O militarismo é uma fantasia de um império que precisa ocupar o mundo inteiro
Aqui só temos um pedaço
Não temos o mundo inteiro
Vai militar no quê?

Remos

dezembro 10th, 2019

A próxima meta é ganhar nos municípios
Prefeituras e vereanças
Maiorias e opositores
A questão democrática é a busca de uma maioria que não discrimine as minorias
Até parece que a história é cíclica
O executivo que é transitório não pode nomear alguém que é vitalício
Precisa é de uma reforma no judiciário
Não é possível que tenham tamanho poder
Mandar prender ou mandar soltar a seu talante
Assim como aprisionaram é preciso desemprisionar em massa
Exceto crimes violentos a serem no entanto devidamente tratados
Sem contra eles cometer crimes igualmente violentos
Um só juiz pode reter um processo o quanto queira
E o presidente da corte ou do legislativo só pautá-lo quando quiser
O Supremo rebola para blindar o govêrno
As elites mestiças e as nem tanto querem exterminar os outros
A humanidade precisa caminhar para a paz as guerras são um terrível desastre
Diz-se que o humano nasceu africano e espalhou-se pela terra
A origem comum seria a garantia de não haver supremacia entre os humanos
Indivíduos fazem a história um indivíduo não faz nada
O indivíduo por mais que bilhões é apenas objeto da história
O que são os indivíduos que a fazem?
Não um sozinho mas pode ser um que a cavalgue
Em que direção a cavalgue mas será um só
O humano é gregário
Mas convive com outros gregários como ele
Guerra Paz Sobrevivência
O que é melhor para todos?
Gregários em torno a quê?
Até que surjam líderes de variada extração
São os chefes da guerra contra outros gregários que julgam ameaça-los
É possível o convívio ente gregários diversos?
Até hoje sai milênio entra milênio ainda continuamos na mesma
Acatamos a dominação e morte de alguns por outros gregários
Não é possível haver um mútuo respeito entre os diversos gregários?
Mas em terras até pouco ricas e até muito pobres vivem gregários em convívio entre si
Não seria esta a condição universal?
Todos os gregários convivendo entre si e a enorme terra que nos serve de abrigo
O Brasil não é Brasília
O artista é um caçador não é um inventor de significados
Em todo o mundo revoltas populares

Saúvas

dezembro 3rd, 2019

As milícias no poder
Tem milícia pra todo gosto
Foi-se o tempo da permanência individual no poder
Lideranças individuais são alvo fácil de ataque porque individuais
Barbas e até bigodes de molho
Aos estrangeiros tudo é permitido aos nativos nem o trabalho
Ninguém quer a barbárie só uns poucos mas ela se implanta
Como é fácil aflorar a guerra entre os humanos
Ninguém pode chamar a si as dores nacionais
E alastra-se o golpentecostal
Por que a Sexta Preta?
O exógeno contra o endógeno
Ao expandir-se o endógeno atrai a fúria a cobiça o ódio do exógeno a invadi-lo
Infiltra-se e enquista-se como um vírus
A regra de ouro é não ceder a provocações
A resistência tem que ser permanente e pacífica
O inimigo tem mais armas e menos escrúpulos
Como por acaso e de repente uniram-se as forças do mal
Pentecostais baixos cleros milicianos traficantes
Quereis enfrenta-los com a força das palavras apenas?
Precisa do convencimento amplo das bases populares
Contra os invasores externos e internos
O mundo já foi pior
Mas está pra lá de ruim
O que esperar de quem louva a tortura
Desde o louvor à tortura mais um crime de responsabilidade permitir a invasão de uma embaixada
Por que não invade a da Rússia?
Eleito federal o príncipe jurou a constituição da República?
Por que não se autoproclama imperador?
Quem enfrentou a cana dura tem mais moral do que quem viaja de avião
Nem quando é atacado o Supremo reage?
Quando vai descolar da milícia no poder?
Em todo o mundo o que há é ódio ao povo
Não há como evitar o que acontece
Já houve todo tipo de enfrentamento na história com perdas irreparáveis para todos
É preciso abolir os enfrentamentos
É possível construir um bem para todos
E os que forem contra?
Vão continuar nos arrastando pras desgraças
Nem uma morte a mais

Pioras

novembro 26th, 2019

O país da biomassa perdendo pro fóssil
Os da armada não são exemplos a serem seguidos
Na vida social não se mova uma palha sem a análise de conjuntura e da correlação de forças
O governo comemora a deflação?
E se prevê sucesso da economia com o aumento do pib porque não investe no salário mínimo para cada brasileiro mais consumir
Frente à dominação ideológica do cinema estrangeiro todo filme brasileiro é revolucionário
A pré-prisão na 2ª. entrância consagra a ditadura judiciária
O que fará o anti-petismo ante o PT?
O pior é o ilegítimo com o seu Delfim!
É preciso criar um governo no exílio
A direita até se separa mas não se divide
Um celerado a reboque de um fanático
O pior da humanidade é ser sempre dominada pela pior minoria que massacra a maioria
Um tchuca atrapalha muita gente dois tchuca atrapalha muito mais
Sou fã da língua pátria o brasilianês
A política não é um objeto do consumo popular
O problema é que a Ancine onerou a cessão
O consôlo é quando os mais velhos valem mais que os mais novos
A porca torce o rabo e o rabo torce a porca
Qual doido no congresso vai ser contra a presunção de inocência vai que …
Sem o “devido processo legal” todas as prisões são ilegais
Cuidado com os golpes gospel
O mal veio de fora
O mal maior o mal do mal
Certo que sempre deve ter havido o mal aqui
Será que é da humana natureza?
É comum haver rixas e disputas entre os próximos
Há até lutas e guerras
Geralmente é questão de terra
Primeiramente a dos ancestrais é sagrada
Mas há povos nômades há caçadores e pescadores e coletores e agricultores
Via de regra evitam-se é o melhor
Às vezes no entanto enfrentam-se
Há os que ganham e há os que perdem
Mesmo assim algum acordo há de haver ou se exterminariam mutuamente
As civilizações pré-colombianas foram capazes de feitos incríveis de engenharia e irrigação para sobreviverem
Destruídas pelo ataque insano de invasores vindos de outras remotas terras
As naus insensatas vêem surgir uma nova força no leme
Não é mais esquerda e direita é democratas contra milicianos
Que queres com ódio ou sem ódio?

Agudas

novembro 19th, 2019

Não adianta espelhar-se em outros povos e histórias igualmente conturbados
Na verdade temos um encontro marcado nas muito próximas eleições municipais
Não é recomendável queimar etapas quem se queima são os queimados
É preciso anular a fraude de 18 com os milhões de votos democráticos nas urnas
A história não é pessoal
Então o que acontece para que surjam sujeitos providenciais
Toda a questão é a ação
A alguém se reconhece o dom da liderança
A linha não é reta
Ainda não caiu a ficha?
Ao não captar a mensagem o capitão capotou
Que dia cantaremos adeus às tiranias
Não sei porque não se planta árvores frutíferas ruas afora
Somos todos iguais todos diferentes
A cortina se esfumaça
Que há pilantras no pedaço é mais que consabido
Agora sim Supremo vai com tudo
As sociedades são piramidais
A vida é uma pirâmide
Faço o pouco que posso
Cadê a República?
Previdência castrense aos comandantes o máximo aos comandados a matar e morrer o mínimo
Caçar o caçador
Se apologia à tortura não dá em nada imagina o AI-5
Golpe militar vai ter que convencer sargentos e praças a bancar a previdência milionária dos generais
E generais nem dão nem levam tiro
Causídicos anônimos fazem carreira nas tevês
Esse óleo vai até o polo
Prisões arbitrárias por juízes ávidos de estrelato não são toleráveis
A malévola platinada inventou um BBB do jurídico quem vai pro paredão?
O país refém do exibicionismo
A arte replica a vida
Faz perícia na perícia
Faz perícia na icterícia
Eu se me desculpo
Um ameaça o outro executa
Os sobrinhos e as sobras do capitão
O né nem
Não é “a democratização do acesso ao cinema brasileiro” e sim às salas de exibição em enorme maioria exibindo filmes estrangeiros e sem cumprir a lei do curta
E por que não “a democratização do acesso à educação no Brasil”?