Aldeias

dezembro 11th, 2018

O cinema é uma aldeia
Desde o início o cinema é um modo de olhar
O que está na frente da câmera
Que é um só olho
É o plano que é o intervalo entre um corte da cena e o próximo
E que a cada vez é único
Não pode ser outro
Na sucessão dos planos é que se monta o contar o que se vê
E cada contar também é único não há dois iguais
O cineasta com seu modo de ver
Expõe a quem assiste o seu modo de contar
Quem assiste procura criar o seu modo de ver
Procurando identidades entre o que vê no filme
E o que vê na vida
Só se pode ver se pode filmar se pode assistir o que se tem diante dos olhos
E como os rolos de filme se desenrolam
Podem ir pra qualquer lugar até para onde não foi filmado
Sempre buscando-se as identidades entre uns e outros
As imagens de onde foi filmado
As imagens de sua aldeia são determinantes
E como todo mundo vivem em aldeias
Tais imagens podem ser identificadas em todos os lugares universalmente
Seja no natural seja no posado
O cinema não tem como se construir sem as imagens do lugar
As imagens da aldeia por mais ou menos fantasiosas que sejam
Um humano não tem como criar imagens que não sejam humanas
E menos ainda querer que os humanos se identifiquem com o que não é humano
Por mais fantasiosos que sejam
O cinema é como um rito de aldeia ao redor do fogo
Que ilumina a cena ao ser filmada e a tela ao ser projetado
Procuremos identificar-nos
Mas o nosso cinema precisou disputar o nosso espaço de nossa aldeia natal
Invadido por aldeias estrangeiras
Ao forçar-se a se identificar com as imagens aqui não filmadas
O estranho é que o nosso cinema acaba por parecer estranho aos nossos aldeões
E o mundo brasileiro acha normal não ver-se no espelho?
E como vai viver sem ver a sua aldeia em que vive?
E nessa ilusão de imagens que não são as nossas
Uma armação insidiosa há décadas infiltrou-se no país
E de sete em sete três vez sete vinte e um golpes quebram nosso espelho

Ativos

novembro 27th, 2018

A primeira bêsta roubou o mais querido a segunda roubou as eleições
Não sei se é bêsta bosta ou basta
O que mata o Brasil é o complexo de vira lata e acabaram elegendo um
Isso é um vira lata
Se não fôr elogio
Nem o povo nem o país elegeram o fascismo
Foi só um terço do eleitorado que é metade da população na fraude eleitoral por todos confessada
Por que a esquerda unida não se empenha desde já em conquistar nas eleições todos os municípios do país
Quem se acha líder vai ter que vencer as próximas eleições municipais
E pelo visto o novo golpista ilegítimo vai ser legitimado
Retirado e devolvido à solitária o mais querido e um dos maiores líderes políticos mundiais enfrenta mais uma farsa e agora de uma juíza
Se em quase meio século de expressão máxima do trabalhismo e melhor governante na história do país gerindo um orçamento de trilhões sua corrupção são reformas fraudadas pelos acusadores em imóveis que não são seus?
O que dizer do auxílio-moradia de quem o condena?
O país desmorona sob o assédio imperialista
O anti-petismo ganha ponto na carreira magistral
Quem pode estar a salvo desses carreiristas traiçoeiros
Vamos ter que invocar o estatuto do idoso
Não podem esses moleques tripudiar sobre o mais velho
Apura mas não tortura
O golpe só vence no atropelo
Parte do mundo vai bloquear o governo fascista a outra parte vai deitar e rolar
As armadas precisam entender que estão sendo empurradas para a ilegalidade
Vão virar capacho de burguês
Não há provas não é uma questão de política é de justiça
Se consumado o golpe eleitoral esse país vai ser devastado pedra a pedra
O sobrinho de tio Sam
Vamos ser governados por uma fraude eleitoral evidente comprovada e confessada?
Governadores e parlamentares eleitos rebelem-se
Não é possível que as armadas não se dêem conta que estão sendo usadas na maior fraude eleitoral da história?
Todos são iguais perante a lei e inocentes até prova em contrário
Cadê a prova?
Extorquir delações e forjar documentos não é prova é crime
Com Lula é o preconceito contra o pobre
Com Dilma é o preconceito contra a mulher
O ilegítimo sucede o ilegítimo
Os legítimos superaram a crise os ilegítimos só querem agravá-la
A melhor vida que ansiamos não é para todos?
O mal do mundo é a desigualdade
É a causa dos conflitos
Não é possível que as armadas achem bom atirar contra a população

Atrozes

novembro 20th, 2018

Quem antecede precede
Confiar no fiado dá pra desconfiar
Vice é vício
General manda soldado como bucha de canhão para matar civil
O comandante vale mais que os comandados?
Manda o filhote do Conde d’Eu invadir a Venezuela
A polícia federal que custa uma grana tá só catando propina de até 1 real
Lá como cá ignorância há
Sinistras manobras palacianas caem sobre o país
A praga é o imperialismo
Muitas vozes valem mais que qualquer voz
Anula!
Por que as armadas ou seu comando ao que parece são anti-PT?
Quem lhes deu força e prestígio nos governos legítimos?
Cairam no conto global da mídia golpista?
Quem lhes reconheceu o mérito na defesa do patrimônio nacional?
E vão usá-lo na impostura de uma confessada fraude eleitoral vergonhosa
Abertamente manipulada pelo inimigo comum o invasor estrangeiro?
A favor de um renegado de suas próprias fileiras
Afastado por desequilíbrio mental e atentado público como um segundo Riocentro
Até vocês vão se arrepender como traidores da pátria nesse pacto de apologia à violência e à tortura
São crimes imprescritíveis contra a humanidade
E entregar o país à destruição imperialista
Todos os seus eleitores vão se arrepender
Ainda é tempo não à guerra paz na nossa terra
Anula tudo!
Entregará a aeronáutica a Embraer à Boeing?
Entregará a quem a marinha o submarino nuclear?
Aos desvairados vândalos do golpe eleitoral?
Um país assaltado pelos baixos cleros
Colonizado pelos degredados que devastaram as terras e os seus
Elite desonrada explorando o povo
Países não precisam de exemplos
Pela autodeterminação dos povos
O capital de um país é o trabalho de quem nele trabalha
Não são os 30 soldos dos traíras
Vive o país uma situação terminal
Entregue ao desastre pelos golpes de estado o país soçobra de encalhe à encalhe
A cada dia é mais tenebroso o jogo dos falsários no poder
As armadas mantém preso o favorito para eleger o renegado fraudador?

Escândalos

novembro 12th, 2018

Fraudada a eleição pelo jurídico pelo golpe cibernético e pelo abuso do poder econômico o novo ilegítimo será o governo do bananão
O que fazer quando o jurídico é réu confesso de tramoia e fraude eleitoral para eleger o fascista e ser premiado na propina de cargos
Quem pagou o golpe do bannonsim?
É golpe é o AI-5 do golpe de 16
Não foi a maioria que elegeu o fascismo apenas mais um golpe das elites contra a inclusão social
A bala a bíblia o boi o brasil?
A sociedade brasileira vai aceitar o novo golpe civil militar eleitoral imperialista pelos fascistas confessada e abertamente?
Por que a multidão de escravos não consegue se libertar?
Por que os nativos precisam ser destruídos?
Enlouquecida a bozolândia fabricou o fascista e agora tem que se haver com ele
Para acabar com o tráfico de drogas e armas só liberando as primeiras e não as últimas
É o bannanão!
Traido por metade do país que botou pra frente
Atraiçoado pelos que botou pra frente dos destinos do país
O peão não pode ser refém do imperialismo
Surpreendente é a tragédia que se abateu sobre o país
O Brasil é a prova dos nove mundial em que o imperialismo vai levando
E como é de seu costume fraudando e subornando com seus asseclas do topo à base
Fascistas golpeiam as eleições e vai ficar por isso mesmo?
Um amotinado tenente beldroegas que quis arrastar o exército para a infâmia de um outro Riocentro é dele expelido e vai receber continência dos milhares de oficiais e soldados cumpridores de seu dever até com a própria vida?
Diz que nos Isteits a eleição foi fraudada pela cibernética e até combinada com os russos
Aqui foi fraudada pelo jurídico pela cibernética e promovida pelos Isteits
Tudo que é líquido desmancha-se no ar
A história resolveu dar uma de caprichosa
Quis ser bajulada cortejada e … comida
A tecnologia resolve todos os problemas da humanidade por que não?
Porque é monopolizada pelo império
E prendem o cara sem provas para fraudar a eleição e confessam
E até os merdas dos bem intencionados repetem o bordão do imperialismo PT não!
Bando de fascistas!
Confirmada pelos próprios a fraude eleitoral como fazer se ignorada pelos tribunais?
A sociedade brasileira vai se identificar com o culto à violência e à tortura pelo fraudador das eleições?
Um país sem burguesia nem capitalista é é colônia
Isto só se resolve à bala?
O golpe e os golpes e agora o fascismo é porque são contra o desenvolvimento com inclusão social
Antecipar a diplomação sem transito em julgado no TSE e no STF? É golpe!
Quero ver quem vai usurpar a liderança da esquerda que continua na solitária
Militar não serve para função civil assim como civil não serve para a militar
A culpa nunca é do povo
Abaixo a ditadura militar

Manhãs

novembro 6th, 2018

É golpe senhoras e senhores
Juiz de instrução fabrica processos tortura delatores e condena sem provas
E aí sequestra o campeão de votos tornado insufragável
Depois de tanto esperarmos por elas a direita fascista consegue golpear as eleições
Mais de um terço pra lá menos de um terço pra cá e um terço fora
Louvor à violência e à tortura
As milícias no poder nas ruas e nos campos vão provocar uma guerra civil
E no botim jurídico da vitória vai toda a corja fascista promover-se ao supremo
É o AI-5 do golpe de 16
Mais que nunca é dever preservar o bem sob o domínio do mal
O bem é a vida o mal é a morte
Armas não
Como a natureza ensina a vida supera a morte
Pelo andar da carruagem até quando vai durar o neo-fascismo
Quanto vale quanto custa o pastoreio nas tevês
E paga todo mundo o dízimo na luz?
Quem o ódio prega com o ódio será pregado
Fascista odeia povo
Vamos ter que entender como esse boquirroto fascista teve essa espantosa votação
Mil mentiras mil ardís mil calúnias mil robôs mil dinheiros
E a expansão de um certo fundamentalismo de direita
As forças ocultas no tal de mercado manejado pelo imperialismo puseram-se a agir
O golpe no Brasil é sempre o do baixo clero
Emerge sem que se o perceba em todas as frentes da vida social
O imperialismo exulta
Ganhou o território nacional sem nada mais que as ilegalidades de praxe
A bolsa subiu? O dólar caiu?
E agora sim é temer pelo choque ultraliberal
É rifar o país de cima a baixo
Unidos no 1º. os que afinal uniram-se no 2º. não haveria os fascistas no poder
O que será e como será o assalto da milícia ao poder
E de repente a república tropeça e sai tropeçando vida afora
Ninguém individualmente pode fazer coisa alguma a não ser proteger-se
Jamais exponham-se como vítimas à sanha dos fascistas
Os mais velhos recomendam evitar confrontos
Não se cutuca a onça com o dedo
Ninguém se arrisque o inimigo é mortal
O público americanizado os machões de rua os tutelados pela mídia os crentes descrentes os pastores venais 1 terço + 1 entronizaram o fascismo no país
O anti-petismo foi a arma do imperialismo para derrubar o Brasil

O cinema e a aldeia

outubro 30th, 2018

Desde o início o cinema é um modo de olhar o que está à frente da câmera que é um só olho é o plano que a cada vêz é único não pode ser outro
Na sucessão dos planos é que se monta o contar o que se vê e cada contar é também único não há dois iguais
O cineasta com seu modo de ver expõe a quem assiste o seu modo de contar
Quem assiste procura criar o seu modo de ver procurando identidades entre o que vê no filme e o que vê na vida
Só se pode ver se pode filmar se pode assistir o que se tem diante dos olhos
E como os rolos de filme rolam podem ir pra qualquer lugar que não onde o filme foi filmado sempre buscando-se as identidades entre uns e outros
As imagens de onde foi filmado as imagens da aldeia são determinantes e como todo mundo vive em aldeias podem ser identificadas em todos os lugares universalmente
Seja ao natural seja no posado o cinema não tem como se construir sem as imagens do lugar as imagens da aldeia por mais ou menos fantasiosas que sejam
O cinema é como um rito de aldeia ao redor do fogo procuremos identificar-nos

Jogos

outubro 30th, 2018

Nós os bilhões de humanos no planeta somos todos absolutamente iguais mas únicos
Ninguém é melhor que ninguém merece mais que ninguém
Coitada da burguesia e da pequena se acham que o fascismo é a seu favor
Não é possível que com tantas multidões nas ruas a ameaça fascista nos ameace
Quem vota nos fascistas não sabe a pemba que é
O mal do capitalismo no Brasil é que aqui os capitalistas se comprazem em fazer o jogo do imperialismo
A bêsta do empresário brasileiro acha o máximo o mero escambo financeiro
E aí vem o impostor e decreta a falência da economia brasileira por mais vinte anos
E quem o industria é o gerente do Bank of Boston ao que consta investigado pela polícia federal em propinas internacionais
A justiça tarda e por tardar é falha é injusta
Tão ágil em certos casos tão lenta em muitos outros
E o que dizer com o arraial da primeira entrância em Curitiba?
Nunca se viu um rábula provinciano com tanto poder
Mantém em prisão prévia e ilegal por anos os maiores empreiteiros do país e a maior corporação brasileira da construção civil
Quebram as nossas para favorecer as dos patrões deles
E descobrem grande descoberta que o capitalismo só se move por propinas
O que é o lucro senão propina e no caso para os estrangeiros
Se é verdade que os irmãos são os maiores vendedores de proteína animal no mundo por que destruir-lhes o negócio?
Ah é que se favorecem de privilégios de governos
Como os auxílios-moradia dos trambiqueiros jurídicos?
A quem interessa tal desordem senão aos interesses estrangeiros para cada vez mais se apossarem do país e suas riquezas
Vamos ter que esperar 50 anos para ouvir as desculpas dos golpistas e seus apoiadores de agora?
Robô é roubo
Se a delação é premiada quanto ganha o dito cujo
Entre os tantos delitos da direita nesta eleição a apologia à violência e à tortura ficaram como indeléveis em sua ação nefasta
A pequena burguesia urbana ensandecida ao longo dos anos pela comunicação às massas manifesta seu delírio no apoio ao fascista
O anti-petismo insuflado pelo imperialismo foi um devastador desastre
Enquanto isto ao nosso maior enxadrista político impede-se até o voto e até impõe-se um voto de silêncio
Como todo mundo sabe o xadrez se joga no tempo e no espaço do tabuleiro
E o tabuleiro qualquer tabuleiro não é nada mais que um tabuleiro
Impávido o campeão protege-se como um peão
O seu legado é inexpugnável
A atrocidade do jurídico ilegal é inaceitável
Condenar sem provas é o cúmulo da injustiça então imagina o que é fabricar provas para condenar
E no que resulta essa justiça ilegal?
Em que até o supremo conservador é alvo da sanha fascista
Tomem tino
Solta o velho
Escrevo na manhã de 27 de outubro
#Lulalivre

Vésperas

outubro 30th, 2018

A nossa capacidade individual no geral é muito pequena mas na nossa bolha ainda vale um bom bocado
Na mitologia brasileira quem não bate é fraco
Não há povo há povos
É pra ser sim no 13 e não ao não
Que se unam os democratas de onde vierem contra as milícias da direita
A militância por todos os meios é imprescindível
Não é hora de somenos é de somarmos
O logo diz pro algo volta que deu dízima
Acorda burguês a direita é também contra vocês
Cada um diga o que pensa pra não só repetir o que os outros dizem
Um fascista alimenta o outro e os dois se alimentam de nós
Não é possível explicar o mundo com um abraço mas é possível com ele procurar a paz
O Brasil em transe a barbárie das milícias da direita no estado e no país ou a construção da paz melhor para todos
Capital expande capital retrai capital espalha capital recolhe
Fundamental é socializar o capital
A única vantagem da direita deve-se à criminosa exclusão do campeão e à desunião da esquerda vê se aprende
E o que dizer da sonegação fiscal do empresariado da mídia golpista e de seus patrões estrangeiros
Suprimindo os privilégios nem precisa tocar na previdência
Acusação sem prova é calúnia
Afobado perde a janta
O que o fascista quer é botar no bolso
Se até lá na matriz o golpe deu certo teremos que encharcar ainda mais as nossas barbas
Em qual descaminho na curva a vaca ao brejo foi
Lá não é aqui que a cana dá
E por que não um parlamentarismo com presidente para 2019 como nas democracias modernas?
É de baixo pra cima não é de cima pra baixo
O país não sabe o que é fascismo
Sempre houve violência mas quando se anuncia como política de governo não se pode tolerar
A convivência entre todos é uma necessidade da sobrevivência de qualquer sociedade
Não se sai de dedo em riste apontando e acusando quem não é igual a si
As grandes potências sempre usam a guerra e a morte como domínio sobre os povos
Com a ajuda de todos o Brasil será a grande potencia que merece ser
A grande chance é agora e vai ser na paz a retomada do desenvolvimento com inclusão social
A última e grande guerra contra a guerra
E o voto é a única arma que desarma as armas do mal
Não creia e não vote em quem propague a agressão
Esmorecer jamais
A frente progressista vencerá as eleições
Com o voto de quem é do bem
Sejamos todos e para todos felizes

Horas

outubro 30th, 2018

É pra acender agora
Contra o poder das milícias
Contra as milícias no poder
E o que não havia agora há a questão militar
Não é possível alienar os militares aos vândalos do mercado
E nem é mercado
Mercado é onde os produtores se encontram com as populações para oferecer seus produtos
Isto que a direita chama de mercado é a agiotagem das bolsas e dos câmbios
E saem rifando o que não é deles
É nosso do povo brasileiro
E quando a isso se entregam não são os militares
É apenas um grupo deles que vai se apoderando da máquina que é como chamam as armas
O mal do Brasil é o assassinato
Desarmadas as forças são um notável manancial de disciplina logística competência em todos os ramos da vida
Armadas para guerrear quem?
Quem vai nos invadir?
Por ser o poder o poder do estado é suficiente para desfazer qualquer ataque
Não precisamos de soldados do mal precisamos de soldados do bem
Que são milhares e não essa meia dúzia de provocadores fanfarrões
A culpa nunca é do povo
O erro é nosso de não nos fazermos entender
A vantagem da direita é o cartel da comunicação golpista
A questão religiosa é grave e complicada mas há e em grande número os evangélicos do bem
Acontece que os do mal são bancados pelos 30 dinheiros
O problema é a propina do dízimo e do auxílio-moradia
A verdade vai andando nós é que temos que sair-lhe atrás
As verdades vão andando nós é que temos de sair-lhes atrás
Queria ser um passista na avenida evoluindo sempre sem parar
Se sou fraco por que vou me fingir de forte
O pensamento não quer parar de ter razão
O problema é que no geral quem é do bem é crédulo
A redundância é o caminho da descoberta
O que fazes? Planto frases e com isso julgo lutar pela nação
Durmo para repor as energias gastas na esperança
Bicho tonto só sei o caminho da comida e da alegria
Em tempo de guerra campal contra a direita não é positivo divergências na esquerda depois se vê
O PT não é Marx é Adam Smith o primeiro metalúrgico da história
E a saída contra a violência é votar #Haddad13 e no Rio #PAES25

Vidas

outubro 9th, 2018

Gosto de ver os passantes na rua
Cumprimentá-los responder cumprimentos
Os meninos no cangote do pai
As meninas correndo à frente das mães
Os meninos também
Quem já viveu sabe que não há depois à direita
Quem recua não avança
Quem avança não recua
O Brasil tão grande não pode deixar o povo pra trás
Povos honrados trabalhadores e da paz
A tudo resistem
Este país o único autossustentável do mundo
Apesar de violentamente atacado e despojado
Ainda detém forças da natureza capazes de alimentar e abrigar todos os seus habitantes
Todos são donos 1/208 milhões de avos do produto interno bruto nacional
Não se pode roubá-los
O estado o poder não pode mais ser o que tem sido
Não se pode andar nas ruas com sua população maltratada
Não por desprezo mas por vergonha
O abrir das urnas revela o retrato do país
É isto o que queremos?
Sim queremos um retrato do país
Para corrigí-lo acertá-lo não permitir desastres
Não permitir nenhuma violência onde quer que se esteja
Violência armada violência desarmada qualquer tipo de violência
Violência da omissão
Violência do silencio
Os 208 milhões de brasileiros cabemos com folga nos 8 milhões e meio de quilômetros quadrados em que vivemos
E sabendo usar não vai faltar
Não precisa sair devastando tudo por míseros dinheiros
Não precisa de corporações explorando a todos
Precisa como sempre precisou de uma simples reforma agrária
A terra para quem produz
A agricultura familiar sem envenenar o chão
Sem envenenar as águas
Sem envenenar as comidas
Sem envenenar as pessoas
Não se dê chance a quem sabota o povo
A quem sonegue sua liberdade
L sim