Maneiras

Já que eu não sou um alguém pra ninguém

Ou você tinha algum motivo ou não tinha motivo algum

Nem que fosses a ultima pessoa na terra

Não entro em bola trividida

Uma é uma outra é outra

Burro velho nunca volta no mesmo caminho

Quem com ferro ferra com ferro será ferrado

Antecipando esse momento ontem lhe fiz uma homenagem

Segue a boca

Dá-me o que quero e toma-me o que queres

Nem sei se vale a pena

O falo nem sempre faz

Se não se perder não tem como se encontrar

Ser velho é quando você chupa os dentes depois de um simples sanduiche

Se der deu

Vagabunda melhor a de casa

A vida é incrível só pode mesmo ser sorte do acaso

Eu me acostumo com as entranhas da coisa

Você não me deu tudo que disse que ia me dar

Só as neuróticas reclamam

Quem perde não ganha

Quem por ultimo gargalha é mais hiena

O cúmulo da sorte é não se perder

Sonhei um pesadelo

Não sei se tive alta ou se dei baixa

Se combinarmos o vão de nossas células com o das paredes podemos atravessá-las

Você precisa fazer tudo de melhor para acolher  o que virá

Precisamos criar a Tudobrás

Eu quero que os governos não me encham o saco

Menos é ruim mais é melhor

A crase caiu-me à cabeça

Andar nú pela minha casa não tem preço

O ar da noite é mais forte que qualquer ilusão feminina

Celibatário dou-as todas de presente

Procurei você  amanhã não te achei

Estou mais lento do que nunca

Não é o que tu quer é tudo o que tu tens

Escapou tantas vezes que não pensei que fosse a ultima

Ela inventa afetos e fabrica  desafetos

Tens um jeito interessante de corpo. Tá me chamando de gostosa? Pode!?

Estás na minha lista

Por que não abres a boca sem emitir som algum

Eu vou onde você não vai

A humildade é um poderoso instrumento do humano

Sou mais não

Não é crédito é débito

É a tal da sabiduria

Comments are closed.