Farrapos

O que é mais depois vira menos
O vento diz quem é feliz
O que dá certo é o que não dá errado
Presidentes, Governadores e Prefeitos porque eleitos não tem o direito de decidir a vida e a morte dos cidadãos
É direito ocupar o que não está
Meu querer beira o impossível
Bota a rabuda no táxi
O meio é o caminho do fim
Se cansar descanse
Abstenha-se se não puder escolher
O direito de moradia precede o de propriedade
A bacalhoa é de primeira qualidade
As boas dão
Às vezes tem que engolir
Só quero o acesso irrestrito ao que me cabe
Mais faz quem mais fez
Não deixo de perguntar mesmo se não há ninguém pra responder
Tão tão tão tão
Não posso falhar mas posso faltar
O que mal começa pior fica
Nascer traz mais vida
Pensar bem dá prejuízo
Melhor sorrir que chorar
É dever do estado proteger seu povo
Eu sou da branquinha
A metade de um pão é melhor que um pão inteiro
Bocão peitão bundão
De dentro é melhor que de fora
Recompenso quem me achar
Platônico como?
Se já tá bom arrisca melhorar
Raio de sol não tem trovão
Perna de chuva molha a rua
Ontem foi dia de esperar pelo amanhã
Exemplos não faltam
Por que por que?
Acertar é não ter medo de errar
Perdi-me na estrada
Mais com menos dá menos
O que se parte não fica

Comments are closed.