Semprices

O problema é que os lá de fora continuam a colonizar o país blindados por nossa pífia elite que prefere ser testa de ferro
E lá como cá massacres sempre houve e há
O pirado não é falta de consciência é que a tem em excesso
A inclusão social é sem duvida um maior mérito do governo mas usar ou tolerar a violência contra o povo é inaceitável
Não se condene o todo pela parte
Não é pra mandar tropa contra é pra mandar a favor
O que o outro diz não te faz feliz
De vez em quando é bom
Você tão cristã e eu tão pagão
Como é que faz
Nós que sempre fomos tão burgueses
Eu pensei que você fosse levantar e tomar uma atitude
Diga-me antes que eu diga-te
Saber quando você ganha e perde
Agora manda um teu
Mas pensa bem antes de fazer o pedido
Encontro a palavra fácil na busca da difícil
Ah o linguajar funesto
Não existe industria cultural é só a industria apoderando-se da cultura
E não existe economia criativa é só a economia apoderando-se da criação
Cada um faz o que acha melhor mesmo que seja o pior
É preciso encontrar soluções para os problemas e não problemas para as soluções
Não se deve julgar os mais velhos
Às vezes muitas vezes nada
O que está aqui não vai pra lá
Desculpe o comentário mas teus sapatos me enlouquecem
Nunca lhe disse não quero você
Eu vou sim ver se tá legal
Tenho prazer em ter prazer
Só vim dizer que não venho
Só vou dizer que não vou
Ninguém ouve ninguém
O físsil é fácil
Tudo é filme mas nem tudo é cinema
Nada se passa mas o tempo passa
O prefeito que é passageiro não pode alienar um bem publico permanente
E se trata de um monumento ao cinema da lavra do Niemeyer sem ônus para o município
Entende-se que não há orçamento para a prefeitura mantê-lo e que qualquer orçamento para mantê-lo quem quer que o assuma será construido por recursos públicos audiovisuais no BNDES, na Sav, no MinC e no FSA da Ancine
Reitero minha proposta de confiar a nós a gestão do Centro Petrobras de Cinema
Quando digo nós refiro-me a uma cooperativa do audiovisual de Niterói que poderá congregar todos os interessados
Pode confiar

Comments are closed.