Outrancias

Tarado só com consentimento
Falta o fogo incontido da paixão
Eu não gosto dessa coisa doce
Tô vendo
Mas mostra a tua
Não posso lembrar o que não conheço
É jeitosa é manhosa ou as duas coisas
Tudo e mais um pouco
Na medida das minhas forças
Vou gastar tudo o que puder
Só quero ver
Vamu vê
E será que vai gostar?
Você é gostadeira?
Eu sou gostador
Mas posso cansar?
Homem quando acaba não serve mais pra nada
Aceita?
E a Aldeia e a Escola ó gajo!
Vamos dormir?
A noite avança a carência aumenta
Vou babar nessa coisa
A coisa quentinha
Mas ela vai complicar
Vai dizer que eu tô chapado
Vai dizer que eu tô de porre
E o pior ela nem sabe
Nenhum risco
Os de antes não são os de agora
Quem acha que assim é que lhe seja
Eu quero ela a rela
Quem bebe baba
Se não fizer por onde o melhor não virá
O trêfego não inspira confiança
Aquilo não é o que parece
Como uma mão
Quem deixou a banana estragar não fui eu
Quem deixou os tomates secarem
Quem deixou estragarem os ovos
Quem deixou o palmito explodir

Comments are closed.