Cismas

Nem quero tanto menos já tá bom
O povo que não se liberta do seu tirano não tem solução
Muita coisa não fica
Ouvir mulher gozando no vizinho não tem preço
Um gerente de cooperativa é um empresário legal
Não sei o que fazer com o que eu não sei o que fazer
O meu prazer é ser modesto indigesto carne e osso
O barato é gozar
Adiada centenariamente a reforma agrária tem que acontecer
Tem que ser tribo não dá pra ser grande
Esperei um tempo enorme quando chegou era passado
Acabar com a pirataria comercial americana?
Ninguém ajuda um pobre velho que tem problemas de locomoção midiática?
O que você quer que eu diga
O setor de humanas anda mal
Cada caixa é uma surpresa!
O negócio é o orbital
A economia permite palavras menores
Pára com essa mania
Quem fala alto nem a si mesmo convence
O povo produz e consome toda a cultura de que necessita
As disputas se dão em todos os níveis
Mascarado na minha época era aquele cara que se achava o tal
Você não queria? Agora pode
Um corpo em fogo vira cinza
Só não pode é andar mascarado
Nada pede licença para existir
Pode mas não deve
Pra eles muito dinheiro e pouco talento pra nós muito talento e pouco dinheiro
O que é perto é perto o que é longe é longe
Meia palavra ofende tanto quanto a palavra inteira
Nada me impede de gozar os bons momentos da vida
E nada me obriga a mantê-los
Quando alguém me desrespeita eu fico torcendo pelo pior
Ninguém é mais feliz que eu
Panela no fogo é melhor que mulher
Talvez não seja como você quer vai ser como eu quero
Não serei quem diz serei quem ouve
Só não botei no teu
Quem mostra a chata é chatinha!

Comments are closed.