Notícias

Mamar na gata todo mundo quer
Pouco importa o resultado nunca se viu tanta festa
A gata deixa a gata gosta
Em guerra não se pode ser desviado por afetos
A rebeldia anarco juvenil nunca deu certo
Quero te ter sem te reter
Pouco importa o resultado o talento é brasileiro
Pouco importa o resultado Brasil joga bonito
Urgências são neurogênicas
Estar presente é a melhor forma de não ser ausente
Quando quiser avisa
Uma trégua é maravilha recolhe-se as perdas e talvez descobre-se que não vale a pena brigar
Não se anda bêbado na noite
O pior não foi na Copa
Em hipótese alguma pode o estado atacar a população como virou mania dos governos civis eleitos
O negócio é levar a vida na flauta se não a gente morre mais cedo
Melhor a panela fervendo que o fogo morto
Se os governadores não mandarem reprimir a polícia não reprimirá
O mundo não é uniforme
É disforme
Numa gentileza diplomática podiam deixar fumar nos jogos do Uruguai
Só não vale pra Colômbia
Enquanto vivo a gente vai fazendo depois que morre não pode mais
Beijos mais velhos mais maduros
Meninas frágeis indefesas sempre foram meu melhor quinhão
Entre nós não pode haver nada além de uma trepada
Não converso com máquinas
Não me negue o tempo que preciso
Ah que vontade que dá
Já estava mesmo de saída
Nada que gera ferida é bom
Adoro andar trôpego em casa não gosto de andar trôpego na rua
O problema não foi a Copa é a pós-Copa
Quem disse que tinha que ganhar no campo no resto já ganhou
Imagino você aqui dando mole pra mim
O barato é a pós-Copa
O que falta à seleção é o mesmo que falta ao país: conjunto
E pelo mesmo motivo: treino
Cada um joga sozinho porque não sabe direito como o colega vai se comportar
Mas só nós é penta.

Comments are closed.