Orações

Melhor é quando eu aproveito

Tem que ser que nem barro que se molda

A mulherada usa tarja só para esconder o que tem de melhor

São as palavras que se contradizem

Não adianta ficar de olho na merenda do colega

É a precariedade que me faz feliz

Um ser acompanhado não é um desacompanhado

O que falamos é parte do que esquecemos

É o tal com o qual

Os mais novos devem precedência aos mais velhos

Tanta produção pra como sempre pífio resultado

Tô na campana dos próximos pra cultura

O capitalismo não dá nó sem prego

Brasileiros só podem aspirar a um pedaço do ar que respiram

No mundo de zebedeu cada um defende o seu

Bebi à tarde e aí não deu pra sair de casa

O que é socialmente criado não pode ser individualmente apropriado

As palavras não querem dizer quem quer é quem as usa

Não deixe que a cobra chegue perto

Quem não fez não fará

Sem contradição não há fogo

Nem tudo que se repete enjoa

Como se carrega a arma eu boto um maço na cartucheira

Alguém já imaginou um banco falido na presidência de uma república?

Ter e professar idéias

A vida universitária é só mais uma passagem em que a gente firma pé em alguma direção

Vê se não esquece a vassoura

Ninguém sabe de nada quanto mais de tudo

Traição não é conversa de casal

Abaixo o imperialismo: se o petróleo é nosso por que a cultura não é?

Cultura se acha na esquina nem precisa cavar brota

As meninas são inocentes ao atrair o desejo dos homens?

Só me mexo se me mexem

A religião o capital e o trabalho

Pés-quisas servem nem pra vender sabonete

Nada como uma boa noite

Talvez fosse o que eu queria

Não sei o que é melhor a simetria ou a assimetria

Além dos representantes as eleições indicam os desejos do país

Quem hoje não foi amanhã pode ser.

Comments are closed.