Dilémais

Quando o amanhã chegar será hoje

O país que podia ter sido não fosse o 1o.de Abril

Questão indígena prioridade nacional

Tu faz charme de lá e eu de cá até parece fazer amor

Ando meio destampado

Estranho mundo tantos se arrependem de tantos malfeitos por tanto tempo e ainda querem levar o mundo consigo

Eu me preocupo tanto com dinheiro que é melhor nem preocupar-me

O problema é que os arrebatados acabam arrebatados

Você é como se depois de uma lauta refeição alguém me palitasse os dentes

Só caço borboletas que atravessem minha janela

Por que os policiais negros ou pobres são tão agressivos com a comunidade negra ou pobre

Num carece já esbanja o conteúdo

Você faz tanta bagunça que eu só quero saber o que fazer

Sinta-me à vontade

Minhas verdades são impublicáveis até pra mim

Bonobos

A maior vitória é estar vivo

Gosto da tua rebeldia servil

Bom mesmo não é bater é encher

Não é uma questão de ser só é de só ser

Como sabe todo mundo os recursos hoje existentes resolveriam todos os problemas do mundo falta o quê

É só dar corda e cada um que se garanta

Brasileiro tem preguiça de pegar onda fica só na marola

Nem sei se vou engolir você com a minha boca

Não tô aí pra nenhum xorôrô eu quero é resultado

Brilha pro mundo e ajoelha pra mim

Economia é atender às necessidades da população e não inventá-las

Não quero estar onde não queiram que esteja

Eu dou tudo pra você

Não me ufano porque ao povo afanam

Uma visita inesperada não pode ser tratada como rainha

O triste da vida é depender de terceiros

Você virou um pasto generoso

É bonito brincar com a fêmea é como faz o leão com a leoa

Quem pasta e repasta fica com a melhor pasta

O governo da inclusão social precisa também promover a inclusão cultural

Mulher é um problema de difícil solução melhor deixar por conta delas

O que falta é álcool na comida que sou proibido de usar

Não dá não dá pra revirar o mar

Ela deixa tudo ela não deixa nada

Comments are closed.