Festas

Houve a tentação de beijar
Considere-se beijada
Valeu
Uma rapidinha não vai?
Não sei e se soubesse não faria
Tudo é estrada
É melhor com paixão que compaixão
É pegando o jeito
Há que exercitar
É vantagem é vantagem ter a gata alimentada
A gata é boa a gata é boa
Nós somos os transgressores
Que maravilha a minha vida não fosse o que nos atrapalha
Você me cansa fisicamente e me cansa espiritualmente
Conjugo o verbo te ter
Esqueci a frase
Me deixa nervoso
O povo brasileiro pagou-me para ensinar não para aprender
A minha adesão é um sinal para que vá em frente
Mando queimar e mastigo o galeto até os ossos
Como eu  me sinto bem em casa
Sou contra trabalhar pros outros
Os temperamentos não se ajustam
Vivo em um tempo que é o tempo em que vivo
Enquanto a cultura se requinta o povo padece
Você perde o seu eu aproveito o meu
Não cumpro ordens
Tantas vezes não sei o que está acontecendo
Preciso buscar o que não tenho
Não me abato com o que se abate em mim
Queres a submissão que não tenho
Lindinha e docemente tirânica
O teu amar é espasmódico o meu gostar é constante
A televisão devia se restringir a fazer novela porque seus noticiosos são piores que qualquer enredo
Gosto de ver minha casa funcionando
E tu é o quê são?
Eu sou um clássico nativo não sou um pós-muderno
Não sou uma extensão da tua vontade
Não sou uma sombra em teu caminho
A mulher interessante tem que ter um espaço em que caiba uma mão.

Comments are closed.