Regalias

Disse o gato pra coroa
Qualquer criação humana é um diálogo com seu tempo
Se a vida quer tirar-me o sono viro pro outro lado e durmo
Sòmente ao imperialismo interessa destruir o capitalismo nativo e parar o país
O país consentiu na transição pacífica para o socialismo
Se pedir jejuo até você chegar
No meio da encrenca entra um pivete saltitante
“Por que as multinacionais brasileiras têm conta no exterior?”
E as estrangeiras aqui barbarizando o país
O pior canalha é o complacente
As turbulências favorecem a direita
Delação só prova o interêsse de quem delata
Delação é abominável é coisa de fascista
Nunca tive mulheres minhas parceiras são papa fina
O que move o capitalismo é o espírito de guerra
Permanente
Tô cheio de si
Não sei
Não quero saltos nem sobressaltos
Comigo até o chão
Viva os pré-cabralinos
Acaba não durante
Faz tudo bunitinho
Geralmente acatam você esperneia
Mas dá o que importa
É belo vê-la sair toda lindinha
A esquerda desunida elege a direita
Desativa as urgências
A fazeres
Abespinhou-se
Fiz alguns percursos
Vou se espalhanu
Especialistas em fazer perguntas irrespondíveis
A esquerda devia unir-se em torno de seus candidatos mais votados
Não entrega meu segredo
Agora é só passado
Com mais ou menos puta dor
Ao meu carinho respondes com raiva?
O mundo precisa de uma revolução humanista
Ou acaba.

Comments are closed.