Archive for abril, 2016

Eras

terça-feira, abril 26th, 2016

Ainda não agora
A cada dia retomar a vida
A frase precisa ajudar-nos ao que fazer
Quando as coisas estão ruins é preciso torcer pra que não piorem
Se eu quiser eu vou buscar
Afetos necessàriamente não se perdem
O pensamento é anàrquico
Temos que ir botando-lhe peias
A expiação nacional pode fazer muito mal
De tanto aceitar o inaceitàvel o inaceitàvel não nos aceita
Interêsses paroquiais prejudicam os gerais
Quantas vezes teremos de voltar aos pontos de partida
E não vamos conseguir domar o progresso?
Pensar um pensamento pròprio seu é difìcil
Mas é preciso
E o fazemos pelo menos o mìnimo ou não sobrevivemos
Temos que atravessar as ruas
O cinema é um divertimento não hà como não ser
A tela por ser magnética nos abre um intervalo em quem a assiste
A vida é então vivida nas imagens que vemos
Encasulado é mais tranquilo
Demorou melou
Errando a entrada não se encontra a saìda
Às vezes ficamos em beiradas opostas
O outro é o outro não é você
Sòzinhos nascemos sòzinhos morremos
Como lidar com o mundo enorme que nos cerca
A intolerancia a intransigência a insolvência
È preciso parar o golpe legislativo e judicial contra o Executivo
È uma revanche burguesa atentando contra o paìs
È um complô burguês que se serve da classe média como massa   de manobra
E pensar que se pode morrer à   tôa
Se não erradicar-se o golpismo o paìs ainda vai sofrer muito mais
Derrubar o governo por vìs motivos é tràgico
Antes que seja tarde é preciso destituir o Legislativo e o Judiciàrio
Legislativo e Judiciàrio unidos no golpe contra o Executivo para entregar de vêz o paìs ao imperialismo.
Que o 1o. de Maio não seja dos golpistas
O golpe burguês é anti-popular e anti-nacional
O que serà do paìs com a vitòria do golpe imperialista em marcha?
Por uma frente popular de libertação nacional

Atrações

terça-feira, abril 19th, 2016

A única pesquisa que presta é a das urnas
Este absurdo justicialismo vem desde a 470 acusando e condenando sem provas
Quem acha que o governo é impopular então ganhe nas urnas
Delação não é denuncia e premiada é o mais abjeto dos subornos
Muitos falares e poucos agires
Não reajo bem aos comandos do destino
Aconteceu tem que encarar
A cada dia fica mais claro é esquerda ou direita
Prévia ou não constrangido ou não se o congresso aprovou e fôr crime então é cúmplice
Enquanto o Supremo não se redimir da 470 a baderna não acaba
Quando moleque aprendi na rua: faz um risco com o pé no chão quem estiver do lado de lá é inimigo
Atenção com a malandragem jurídica
Não ponha os bois na frente do carro
As gerações não se comunicam elas se intercalam
De qual lado vês o futuro
O brasileiro nos diz mais que o estrangeiro
Sofisticado demais para poucas palavras
Nem sempre as palavras aparecem
Agoniado não sabe o que   fazer
Não faz marola
É só mesmo a minha burrice que me põe nos piores momentos da minha vida
Não basta querer tem que conseguir
Se jogar pro outro o outro leva a bola
O golpe pode ser a véspera da revolução
E se os golpistas perderam na Câmara?
O dia que será nunca será o dia que foi
Aguardar o que não se aguarda
Recomeços são inevitáveis
Sai da reta porque a vida faz curva
Meus humores vão-se pelos ares
Mura o mar
Nunca diga não diga talvez
O embaraço quer parar o vôo
O derretido perde a consistência
Quem não sabe jogar não carrega baralho
Quem não sabe o que faz faz o que não sabe
Não pode ter golpe
Um monte de urubu esperando a carniça que não vem
Não é possìvel que o paìs inteiro fique refém da bandidagem
Outros tempos virão.

Sabenças

terça-feira, abril 12th, 2016

Se parar vou enferrujar
Ela aparece
Meu filho você precisa falar mais devagar mais baixo e menos
Depois que cada brasileiro tiver um teto e três refeições pode-se pensar no que vem de fora
Diz que apenas 3 cardeais é o que sustenta a tirania no cinema
O que eu quero é ninguém azarando a minha sorte
Comer   quem tanta gente jà comeu não deixa de ser uma facilidade
Quando deus não quer ninguém briga
Ela deu as cartas
Devia ser proibido achacar devedores
Hà quem diga que eu sou uma mulher sem problemas
Cada povo tem direito à sua terra ancestral
A partir daì desenhem-se os mapas
As forças armadas precisam deixar de ser bélicas
Elas tem enorme capacidade cientìfica e tecnològica
Podiam substituir com vantagem as empreiteiras
A forma é a mensagem
Respeitai os sentimentos
Bom é o limão que custa 2 real a penca
Incrìvel que depois de tudo ainda se acredita em burguesia nacional
Ninguém pode erguer a mão contra seu semelhante todos nòs
A comida orgânica é a ùnica que o governo devia oferecer à população à boca e aos olhos
Com essa chuva ganhei uma cachoeira aqui no morro atràs
Quem conhece sabe
Faço o melhor que posso para que eu possa
Eu vivo em um outro registro que você
Por que desculpas pediria?
È sò   botar a mão que você fica mais fàcil
Se cuidar das derrotas ao invés das conquistas vais acabar derrotado
Não fortaleça os obstàculos
Sò fico esperando cair na minha àrea
O que se vive nunca mais se vai viver
Agora abre
E quando eu causar?
Em volta à lua vejo um halo
Antes sò que muito acompanhado
Mirìades de corpos celestes
Estranhos mundos construimos
Não se precisa de tanto
Quem mora sòzinho não tranca a porta

Perdidas

terça-feira, abril 5th, 2016

O problema é que o congresso não legisla
Vive de fofoca
A não ser que leve algum
Pior não é roubar é ser roubado
Acabancine
Quem não mente?
É consentido grampear?
Impixe é golpe
O bom é a paz com o fim da guerra
O de cima não conhece o de baixo que não conhece o de cima
Neste momento da vida não dou conta nem de mim
É curioso no Supremo o ressentimento contra quem os nomeou
Só 18 não é golpe e não vai ter golpe!
Constituinte com Dilma até 18 aproveita as municipais e elege os constituintes
O único barato destas comichões na Câmara é saber quem são os golpistas
Esquerda ó esquerda se não juntar esfarela
Exercícios de ex-futurologia
E se houver … alguém quer ensinar a presidenta a clandestinidade?
É preciso acabar com o condenancismo no país
Olhei mas não comi
Cheirei mas não provei
Bebi e não cuspi
Não existe meio golpe interromper o mandato popular da Presidenta é golpe e consentir também é
Cabe à Câmara barrar o golpe senão é golpista também como em 64
Estou lento e fagueiro
Quando a música acabar todo mundo pára de dançar
Se não tiver certezas não terá valido a pena viver
Depende de que lado você está da coisa
O fracasso de Cristo é que lhe deu a glória
O estado nacional quer um pacto com os índios vocês cedem o que ocupamos e nós garantimos o que lhes resta e nem isso cumpre
A esquerda no poder não tem margem de manobra
Quem tem biografia a concorrer com a Presidenta?
O Brasil não é a fofoca de Brasília
Depois da Câmara tem o Senado depois o Supremo e depois o povo
Contra princípios não há argumentos
Desarmado enfrento nada
Quem vive intensamente a vida sabe que de repente pode tudo acabar
Quando era mais menino acreditava em tudo
Mel e sal não se rejeita
Ninguém està obrigado a acatar um golpe de estado.