Noites

Tocou-me o coração
Por que?
Estilhaços espalham-se
Mergulhos sôbre a mesa
Fiquem firmes poupem-se não se deixem atingir pela repressão vamos mais tarde precisar de todos para a reconstrução
Cuidado com a poesia incendiària ela incendeia
O atual estàgio do golpe burguês imperialista é o ressurgimento do fascismo resista-se
Não mando recado não dou exemplo apenas penso
A pobre trincheira apesar de pobre é trincheira
Agora não hà mais duvida é o fascismo
Ir é não voltar
Quando a violência se alastra é perigo
A vida não se esconde
Revoga o golpe
A vida cada uma é uma sò
Ninguém vive mais que uma
Então por que hà fulanos que acumulam mais do que jamais poderão gastar
E com isto privam outras vidas até de viver
Têm medo do amanhã?
Que lhes falte o minimo?
E a grande maioria dos humanos mal tem o minimo pra viver
Direis que é a ganância
Sim que é apenas um sentimento abstrato
Como tantos outros menos perigosos
E não devia ser socialmente tolerado
Que direito pode   ter o meu viver
Se o meu viver prejudica o viver alheio
Tive e tenho amigos de um lado e do outro da vida
Sou medianeiro mas se bobear caio pra baixo
Não tenho como cair pra cima
Tenho pouca ou nenhuma ambição
Pode haver ambição maior?
Vejo os muito pobres nas ruas
Que posso fazer?
Voto nos meus candidatos de fé
Mas como acreditar na politica?
Como acreditar no poder?
A esta altura da vida que nunca imaginei atingir
Resta-me o consolo de encher pàginas
E acho que isto é o meu melhor

Comments are closed.