Archive for agosto, 2016

Juizos

segunda-feira, agosto 29th, 2016

Escrevo antecipadamente no sábado por óbvio nao sei o que irá acontecer
À juízo
A origem remota do golpe não tenho dúvida é o imperialismo fustigando permanentemente os países alheios
Desde aí sua ilegitimidade é flagrante
Enquanto isto internamente os conflitos sociais mascarados se intensificam para favorecer o inimigo comum
Não creio que possa alguém ou meia dúzia arquitetar uma conspiração de tal calibre apenas aproveitam-se das circunstâncias e conveniências
Parece que o país está a passar por um ritual de expiação da legalidade como em 64. Será diferente? Está sendo diferente?
No dia seguinte a 54 em ares e clima de 64 o destino joga-se do pais em 16
Vamos ouvir de novo dos golpistas as acusações vagas e variadas já desmontadas no processo que não se sabe como ainda prossegue.
Mas no cipoal da farsa jurídica implantada como uma ditadura no pais o processo prossegue
Aos apoiadores da Presidenta neste momento no entanto não queiram se pôr na berlinda mais que ela
É preciso não acirrar os ânimos e deixar sua estrela brilhar.
Ouvimos e vemos os combates não é preciso repeti-los
A palavra da Presidenta basta
E nem importa tanto um veredito sua defesa da democracia é imortal
Devolva-se o mandato à Presidenta pacifiquem-se os ânimos disputemos as eleiçoes municipais e logo mais em 18 acertem-se todas as contas nas urnas senão é golpe
A história começa a cada manhã
Não é possivel que alguns senadores consagrem o golpe no pais
O que acontece quando dos tres poderes da republica dois se juntam para derrubar o terceiro
Os golpistas não acompanham o julgamento e são juizes?
Devia era anular esse vexame
A presidenta é a maior autoridade publica do pais eleita pela maioria ate 18
Espero que nao tenhamos que repetir como o avô do neto: “Canalhas! Canalhas! Canalhas!”

Chatices

segunda-feira, agosto 22nd, 2016

Do que te ufanas bárbaro?
Não nos podem roubar os tucanos das florestas nem o verde em nossas matas e nem o ouro em nosso sol
Não lhes dou de presente nossa terra
Olimpíadas 2016 Parabéns Lula Parabéns Dilma
O artista que se esmere em seduzir os públicos
Não sou bom de discussão vou logo apelando
Gestão se discute na eleição
Se não for explícito não dá barato
O maior espetáculo da terra naquele momento é de Lula e Dilma
Alô senado da República a que horas Ela volta?
Depois do abre-alas da Olimpíada do Sol só falta a apoteose na apoteose
Quero confiar no meu voto e no voto dxs senhorxs
Ser velho não é problema o pior é ser servil
O barato da barata é o barato
O barato do barato é a barata
Cuidado com as provocações elas querem o mal
Deixa eu entender a justiça não acata uma escritura de propriedade?
O procurador não acha?
Alô senado podia ser hoje
A menina não briga com o velho
Os imperialistas acham que Sudamerica é o oriente médio da vez
A pira vira o sol
Soldados são gente como a gente que expõem a própria vida e a nossa para defender os patrões
Espero que sem vítimas a operação militar da olimpíada é também um espetáculo
Sem esquecer da logística igualmente notável
Se a situação do país é tão péssima como alardeiam os golpistas por que tanta infâmia para presidi-lo
Se cada um viver sua vida será melhor para todos
Não há de ser 40 ladrões que vão expulsar o país do país
Não é verdade que a educação seja um desastre e que o país seja um desastre
Desastre é esse golpe de bandidos que assaltam o poder
Arte é o que seu autor afirma que é
Mania de brasileiro milhões de técnicos de futebol
Inocenta é um achado poético de 1a. Grandeza
Dimira muito o sinhô num sabê portuguê
Não sei se vou até a hora que fui
E se não fosse inventa
Um governo ilegitimo precipita o caos
O que estamos assistindo é uma recolonização do mundo pelo imperialismo
O Brasil é estratégico
O Brasil náo pode ceder.

A abertura da Rio 2016

sábado, agosto 20th, 2016

Nada mal:
o da Viola,
o do abraço o do abraçaço e a abraçada,
o das Neves solfejando os do samba,
o muleque quicando,
Elsa,
a Construção,
o pagodinho,
o dos 2,
as mina da esquina,
Tom,
Vina,
a moça do “Trate-me Leão”,
Big Ben Jor,
a permanente orquestra
e a louraça da pista a caminho do Sol
que seja eterno posto que é chama.

Razões

sábado, agosto 20th, 2016

Às senhoras e aos senhores senadores da Republica
Certamente muitos de vocês têm inarredavel posição nesse julgamento.
Vejo tantos de vocês políticos experientes de longa vida pública e em cargos de governo eleitos legítimos representantes do eleitorado brasileiro.
E vejo muitos outros mais jovens inexperientes mais afoitos também legítimos.
Querem ganhar no grito?
O senado federal por interpretações escusas da constituição se arrogou julgar. Legisladores ao invés de legislar querem julgar.
Acolhem acusações genéricas e toscas de 3 pessoas acolhidas em pública e flagrante chantagem pelo então presidente da Câmara instantaneamente envolvido em mil malfeitos.
4 pessoas.
Não é possível que insistam nessa absurda pretensão de cassar 54 milhões de votos por mínimas operações de gestão rotineiras em qualquer governo.
Muitos de vocês que foram governantes inclusive o relator sabem e praticam e praticaram coisas semelhantes ou piores.
E vocês também como a Presidenta foram e tem sido eleitos no que é o principal princípio político: o voto popular.
Esse julgamento espúrio por mais que se revista de pretensa legalidade não é contra a Presidenta ou seu partido é contra o país.
Pode ser que muitos de vocês não se incomodem com a pecha de golpista.
Mas não é possível que a maioria dos senadores eleitos do país não se incomode com a inapagavel confissão de golpista.
E também pra que a pressa?
Querem condenar a gestão legitima da Presidenta?
Aguardem 2018 logo ali quando muitos de vocês igualmente serão novamente legitimados pelo voto popular.
Não permitam que esse maldito golpe corte a cabeça de 54 milhões de eleitores.
A nação saberá agradecer o seu voto na defesa do voto popular
Alô golpistas!
Já não está de bom tamanho?
Já mostraram a que vieram já mostraram o tamanho do desastre que promovem
Valem-se da versão imperialista de que estamos no fundo do poço e temos que repassar-lhes todas as vales do país
Mentira!
Somos possivelmente o único país auto-sustentável do planeta
É só não devastar física e espiritualmente que a coisa anda
Temos que confiar no nosso taco
Ninguém entende o Brasil como os brasileiros
Deixa eles jogarem as bombas deles no raio que os parta
Eles querem a guerra
Deixa o país viver sua festa em paz

Quantas

terça-feira, agosto 16th, 2016

Vejo o que acontece a meu ver

Bons tempos não trazem arrependimentos

Dilma vence no senado

Melhora sempre melhora

A presidenta reeleita é a maior autoridade do país!

Todo golpista será golpeado

O modelo capitalista não é modelo pra ninguém

E o que dizer do nosso dependente

Aqui reina a bandalha

Vamu lá senado liquida o golpe

Não se deixe levar para o ralo

E se ela quiser que venha o plebiscito com Dilma

Volta Presidenta a quadrilha no poder não pode continuar

A noite

Um tanto fria pro meu gosto

Ela reclama

Desde 64 tudo foi resistência

Ofereço a minha casa não é bastante?

O real é que determina o filme tanto o natural como o posado

Com essa energia toda ninguém aguenta

Se é cartel pra que propina?

Por que não prende quem sonega?

Delator atira no próprio pé e no dos outros

Até a Olimpíada o cara usurpe

Os interinos precisam ser mais comedidos

Não abocanhem com tanta gana o botim

A esfinge: decifra-me ou devoro-te

Não caio em silvo de serpente

Sabe como faz com a esfinge ignore-a!

Estrada que começa a 40 graus

Eu tenho quem toque por mim

Precisa refundar a República

Quanto nos custará essa custódia

A medalha é 30 dinheiros

Qual o porque de tanta sanha!

Sou crítico não sou crente

Dez anos depois todo filme é documento de seu tempo

Se não for ela quem nos salvará da farra interina

Eles não valem o que pesam

Os do golpe

Sacos

segunda-feira, agosto 8th, 2016

Alguma incompatibilidade há de haver
Não se deve chatear o próximo
Nada é fácil
Não é preciso ser cordato
Fanáticos pelo que não é seu
Povo nas ruas a luta continua
Quero ver o supremo endossar a farsa golpista
A terra natal dá poder
E ainda mais esse golpe é machista e misógino incrível algumas senadoras acumpliciadas com ele
Como é que a moça do sexo na tv me dá uma dessa
Como é que a desviante em sua prefeitura local talvez por isso se exalta com o desvio que não há
O fichuja vai ainda mais sujar seu relatório?
O diabo é ver o país ou pelo menos os 54 milhões assistirmos inertes à degola de seus direitos e seu futuro pelos ratos do sistema
Quando fico um pouco doente eu fico muito doente
E tenho que me curar sozinho pela força do pensamento
Quando dá
Senão tem que apelar pra remédio
E sua colateralidade que geralmente ataca o estômago
Não é uma boa
Louro ou loura o imperialismo é que é o bode
Alguém precisa explicar pra esses meninos do jurídico que a vida não é brinquedo
Não importa o veiculo o noticiário é todo igual
Provavelmente de alguma agência imperialista
E pouco se sabe do que vai no país
A não ser os desmandos de seus intrusos golpistas
Os norteamericanos só merecerão crédito o dia em que desinvadirem as terras alheias
O porcochauvinismo tomou conta da república a principal objeção senão a única é porque ela é mulher
Os pretextos para acusá-la são atos de rotina de qualquer governo
Não é possível que o país assista impávido a consumar-se mais um golpe que ao contrário de 64 náo nos pega de surpresa
Já não basta ir às ruas já é hora de tomar os palácios de inverno
Cada um com seus perrengues
A esquerda mundial também marca touca
Sabotados os Brics deviam abandonar e denunciar as olimpíadas sequestradas pelo imperialismo golpista
E o Mercosul também
Um golpe não é uma potência
É a incapacidade de conviver com a diferença
E aí aplastra-se o mundo para que atenda à vontade dos golpistas
Não sei alhures mas aqui a politica não é da vida diária das pessoas
Então permite-se um vai e vem de arbitrios surpresas e traições
Mas a força é inimiga do bem viver

Pontos

segunda-feira, agosto 1st, 2016

Os bem falantes escondem os mal falares
Quando esqueço a curva dou de cara com a parede
Sei que não é só mas é também
Não serei forçado a pensar o que não penso
Não tenho tempo para acertar meus erros
É um atrás do outro
Prossigamos
Quando encontrar a trilha eu conto pra vocês
O erro só não pode ser maior que a dúvida
Agora só falta saber se errei a porta
Quando o dia acabar vou lembrar de você
Acorde-me ou deixa-me dormir
Digo pra mim o que não digo pra ninguém
Em tudo sou mediano
Até nas crenças
O que mais vale é o testemunho
Faz sentido alguém expor seus pensamentos?
Nós cada um igual a bilhões de outros só que diferentes cada um de nós
Indivíduos
Certamente com iguais direitos e deveres
Cada um com seu papel na deplorável ordem mundial
E nacional estadual municipal
Um indivíduo quanto vale? Quanto pode? Quanto faz?
A alguém ou tantos alguens cabe anotar o que observa
No campo científico no campo político no campo cultural no campo existencial
E no emaranhado do que esses tantos alguens observam o tempo avança
Morre-se à toa enquanto a nave espacial rasga o universo
Não se consegue viver em paz aqui embaixo e já vão bagunçar tudo lá em cima
Enquanto não se resolver os problemas no planeta é melhor parar com essa exibição calhorda
É preciso frear o carro da tal civilização
Ou é pra todos ou é pra ninguém
Em algum momento é preciso quebrar a história para que não se repita
Ainda é possível atender às necessidades de todos os humanos
Apesar da destruição que a civilização promove
Ainda resta-nos suficientes recursos para todos
Antes que algum boçal aumente a guerra
E a guerra é contra os humanos e contra os ambientes
Todas as guerras
Fôssemos iguais em direitos e deveres
Quão feliz seria a humanidade