Sacos

Alguma incompatibilidade há de haver
Não se deve chatear o próximo
Nada é fácil
Não é preciso ser cordato
Fanáticos pelo que não é seu
Povo nas ruas a luta continua
Quero ver o supremo endossar a farsa golpista
A terra natal dá poder
E ainda mais esse golpe é machista e misógino incrível algumas senadoras acumpliciadas com ele
Como é que a moça do sexo na tv me dá uma dessa
Como é que a desviante em sua prefeitura local talvez por isso se exalta com o desvio que não há
O fichuja vai ainda mais sujar seu relatório?
O diabo é ver o país ou pelo menos os 54 milhões assistirmos inertes à degola de seus direitos e seu futuro pelos ratos do sistema
Quando fico um pouco doente eu fico muito doente
E tenho que me curar sozinho pela força do pensamento
Quando dá
Senão tem que apelar pra remédio
E sua colateralidade que geralmente ataca o estômago
Não é uma boa
Louro ou loura o imperialismo é que é o bode
Alguém precisa explicar pra esses meninos do jurídico que a vida não é brinquedo
Não importa o veiculo o noticiário é todo igual
Provavelmente de alguma agência imperialista
E pouco se sabe do que vai no país
A não ser os desmandos de seus intrusos golpistas
Os norteamericanos só merecerão crédito o dia em que desinvadirem as terras alheias
O porcochauvinismo tomou conta da república a principal objeção senão a única é porque ela é mulher
Os pretextos para acusá-la são atos de rotina de qualquer governo
Não é possível que o país assista impávido a consumar-se mais um golpe que ao contrário de 64 náo nos pega de surpresa
Já não basta ir às ruas já é hora de tomar os palácios de inverno
Cada um com seus perrengues
A esquerda mundial também marca touca
Sabotados os Brics deviam abandonar e denunciar as olimpíadas sequestradas pelo imperialismo golpista
E o Mercosul também
Um golpe não é uma potência
É a incapacidade de conviver com a diferença
E aí aplastra-se o mundo para que atenda à vontade dos golpistas
Não sei alhures mas aqui a politica não é da vida diária das pessoas
Então permite-se um vai e vem de arbitrios surpresas e traições
Mas a força é inimiga do bem viver

Comments are closed.