Quantas

Vejo o que acontece a meu ver

Bons tempos não trazem arrependimentos

Dilma vence no senado

Melhora sempre melhora

A presidenta reeleita é a maior autoridade do país!

Todo golpista será golpeado

O modelo capitalista não é modelo pra ninguém

E o que dizer do nosso dependente

Aqui reina a bandalha

Vamu lá senado liquida o golpe

Não se deixe levar para o ralo

E se ela quiser que venha o plebiscito com Dilma

Volta Presidenta a quadrilha no poder não pode continuar

A noite

Um tanto fria pro meu gosto

Ela reclama

Desde 64 tudo foi resistência

Ofereço a minha casa não é bastante?

O real é que determina o filme tanto o natural como o posado

Com essa energia toda ninguém aguenta

Se é cartel pra que propina?

Por que não prende quem sonega?

Delator atira no próprio pé e no dos outros

Até a Olimpíada o cara usurpe

Os interinos precisam ser mais comedidos

Não abocanhem com tanta gana o botim

A esfinge: decifra-me ou devoro-te

Não caio em silvo de serpente

Sabe como faz com a esfinge ignore-a!

Estrada que começa a 40 graus

Eu tenho quem toque por mim

Precisa refundar a República

Quanto nos custará essa custódia

A medalha é 30 dinheiros

Qual o porque de tanta sanha!

Sou crítico não sou crente

Dez anos depois todo filme é documento de seu tempo

Se não for ela quem nos salvará da farra interina

Eles não valem o que pesam

Os do golpe

Comments are closed.