Archive for setembro, 2016

Outubro

sexta-feira, setembro 23rd, 2016

Estamos com Claudio Salles que vimos evoluindo sua energia desde os palcos da música e sua Pop Goiaba até os da ação política em nossa cidade
Sou municipalista onde moramos e vivemos é que se precisa criar uma base sólida de convívio e paz
Sou da cultura e fico feliz de ver um dos nossos assumir essa missão de fazer a cidade nosso lar melhor
Sou da educação ou melhor fui agora aposentado no ainda atual limite de 70 anos para a expulsória e afinal 40 anos de magistério publico na minha querida UFF a universidade fluminense sei como é importante a ação municipal integrada que é o papel da administração publica prefeitura e vereança
Na minha opinião cada um contribui mais com o que faz com o que sabe
Nem bairrismo nem corporação nesse país gigante atribulado atropelado ameaçado um bom caminho é retomar o pedaço de cada uma das células da nação a cidade o município
Quem se garante se garante na cidade
Niterói, a cidade sorriso, a fundação vermelha, a capital fluminense evolui e evoluiu nas marcas de nosso canhestro capitalismo
Mas há de ser nessas marcas que ainda se pode estender a melhoria de vida para toda a população
Há quem diga não há como atender a todos
Não há verba
Ué mas todos não pagamos impostos diretos e indiretos a dar com pau?
E pra que serve a gestão?
Infelizmente vivemos nessa bagunça de estado e nação que pelo menos possamos fazer aqui mais perto de cada um de nós o que estão a nos atrapalhar de longe
Ao município sobra pouco do assalto fiscal e seus encargos são muitos atender suas necessidades fica além de suas possibilidades
Bem sei um vereador não é o executivo mas pode e deve repercutir as nossas demandas e acompanhar nas decisões que afetam a comunidade
Acho que não é hora de ficar disputando opiniões e palpites
Arregaçem-se as mangas
Crescer com a cidade deve ser a meta de todos nós cada um escolha em quem confia
Não é preciso repetir a minha escolha é 13001

Mamões

terça-feira, setembro 20th, 2016

Não somos formigas que atravessam a água pisando nos cadáveres que nos precedem
Poderia dizer que sim poderia dizer que não
A ilegitimidade é como os parasitas na árvore
Todo trabalhador é o único dono de seu trabalho
E em qualquer sociedade tem que negociar o seu valor
É injusto que algum trabalho valha mais que outro
O timoneiro se assusta com o jeito da maré mas tem que suplantá-la
Não sei se a carestia é inflação ou mera pilantragem burguesa
Medo que as patrulhas militares olímpicas se tornem milícias fascistas
Pedala senado!
Aprecio o bom gosto
Recuso-me a ser bucha de canhão
Nada me fará dar a cara a tapa
Esta coisa estava para votar no senado e ninguém viu?
O estado devia promover uma forma de flexibilizar as dívidas dos cidadãos
A cada centavo gasto com políticos um centavo para o fundo de quitação público
Devia ser obrigatória a declaração de propina à receita
Afinal é um ganho de capital
Eleições só com Dilma
A PM age sob as ordens do governador de estado
Que é civil e eleito portanto enquadrável democraticamente
A ele deveria-se dirigir os protestos e responsabilidade pela violência de seus subordinados
Não adianta ir pra rua se a liderança não faz política
Aceito o que me dás
A droga nos excita
A vida nos provoca
A questão do estado
O estado é um pacto entre elites para manter a dominação de classe
Apoderar-se do estado no voto
Porque na marra morre muita gente
É preciso criar uma situação em que ninguém se fira
Não se deu muita atenção implantaram a inquisição
Não fosse minha terra este país é tristemente pândego
O que fazer quando a laranja cai no esterco?
A grama do vizinho não fui eu que plantei
Por que comemorar-se o 7 de setembro?
A vida continua um insondável mistério
De onde veio para onde vai
Saber quem há de?
E sem saber delira-se

Loucuras

segunda-feira, setembro 12th, 2016

É que o povo não tem poder
Subornado publicamente pelo interino o senado não tem direito a caçar o mandato popular da Presidenta
Anule-se o golpe!
Começa como chantagem e segue como suborno
A banda corrupta e subornada do senado aprova o golpe
A Presidenta mantém seus direitos públicos
Descanse presidenta e eleja-se em 18 para o senado da Republica
O senado golpista promoveu o interino a tirano
Se pedalou fez muito bem pedalar não faz mal a ninguém
Deixa estar tem as municipais agora e 18 é logo ali o problema é a lambança
Se quiser fazer bonito o PT devia recuar e apoiar a jovem esquerda
A questão era alienado ou engajado
A violência jurídica insufla a violência social
Se é difícil saber o que fazer aqui imagina em outros países
A política tem a obrigação moral de abrir espaço para a jovem esquerda que tem a obrigação moral de ficar unida
O golpe é fruto da divisão da esquerda
É preciso que se pense como a repressão constrói-se
Não se recomende a revolução nas ruas morre muita gente
A revolução tem que ser política
Resistência civil pacífica eleitora
A repressão é implacável e sinistra
Seus mentores são da elite mas seus agentes de base são do povo
Em qualquer batalha os soldados são do povo
E os confrontos só favorecem aos da elite
É preciso entender como se dá a luta de classes no seio da repressão
A condição de soldado lhe dá o soldo seu salário
No capitalismo um salário privado ou público é a condição primeira da cidadania
Os demais os sem salário são o exército de reserva da mão de obra mas sobrevivem nas bordas do sistema
Como representante da lei o soldado é legítimo
Mas se for o executor da opressão da elite contra o povo vai estar contra si mesmo
A lei não é álibi
Assisti uma patrulha contra o terrorismo em jipe de guerra quatro soldados negros fortes armados até os dentes acossando um mendigo negro alto e magro talvez catando uma xêpa na feira ao lado
Afastei-me sou covarde?
Cumprem ordens
Ordens que legitimamos com os nossos códigos de leis de elite
E jogamos setores do povo uns contra os outros apenas para manter nossos privilégios de elite
E confundem-se os ódios de classe
Abel mata Caim
A indignação basta?

Bananas

segunda-feira, setembro 5th, 2016

Estamos sendo chantageados pelo que não existe: o dinheiro
O trabalho é que gera o capital
Não há outra opção senão a vida
Sou uma ilha cercado de contas por todo lado
Ah se o mundo fosse uma olimpíada
Se eu achasse que não sirvo pra nada não serviria pra nada
A riqueza e a pobreza podem ser iguais para todos
Ele não! Ela!
Cuidado com o belfilmismo
O golpe começou na 470
A ficção olha o céu o documentário olha a terra
A vida não é um joguinho
As coisas se passam como se ficassem
Quando se está com problemas não se começa outros
Equilibrar-se no duro fio da navalha
E além de tudo os golpistas forjaram uma forma de liquidar o país a toque de caixa
É preciso agir como se fossemos algum tipo de poder
Enquanto a olimpíada de Lula e Dilma mostra o que há de melhor no mundo em Brasília os golpistas mostram o que há de pior
E eis que ressurge a direita raivosa e golpista
E vai passando a valorosa
E vai passando a temperamental
E vai passando a poderosa
E vai passando a melindrada
E vai passando a garotada
Só não vai passando a generosa
A gente arrudeia arrudeia num pára de arrudiar
Não foi politico não foi jurídico foi julgamento de exceção
A quadrilha golpista é engraçada manda os bagrinhos repetirem as mesmas besteiras enquanto os coronéis sonham com o botim
Se é sim é não se é não é sim
E o Brasil estertora nas garras dos golpistas
Senado sem sen é ado senado sem ado é sen se tirar o sen do senado senado fica sem sen
O golpe ilegitima ainda mais o ineligitimo
O que fazer com essa nossa cara digital
É digital porque digita-se porque é uma impressão digital ou porque são dígitos
Neguinho não se conforma com o sucesso alheio
Como pode o cara que descolou publicamente um troco com o impostor presidir a impostura do senado?
Vai pra casa levando!
Quanto ao interino lave-se-o a jato
Lava a lava-jato a jato
O que atrapalha o povo é o polvo