Bananas

Estamos sendo chantageados pelo que não existe: o dinheiro
O trabalho é que gera o capital
Não há outra opção senão a vida
Sou uma ilha cercado de contas por todo lado
Ah se o mundo fosse uma olimpíada
Se eu achasse que não sirvo pra nada não serviria pra nada
A riqueza e a pobreza podem ser iguais para todos
Ele não! Ela!
Cuidado com o belfilmismo
O golpe começou na 470
A ficção olha o céu o documentário olha a terra
A vida não é um joguinho
As coisas se passam como se ficassem
Quando se está com problemas não se começa outros
Equilibrar-se no duro fio da navalha
E além de tudo os golpistas forjaram uma forma de liquidar o país a toque de caixa
É preciso agir como se fossemos algum tipo de poder
Enquanto a olimpíada de Lula e Dilma mostra o que há de melhor no mundo em Brasília os golpistas mostram o que há de pior
E eis que ressurge a direita raivosa e golpista
E vai passando a valorosa
E vai passando a temperamental
E vai passando a poderosa
E vai passando a melindrada
E vai passando a garotada
Só não vai passando a generosa
A gente arrudeia arrudeia num pára de arrudiar
Não foi politico não foi jurídico foi julgamento de exceção
A quadrilha golpista é engraçada manda os bagrinhos repetirem as mesmas besteiras enquanto os coronéis sonham com o botim
Se é sim é não se é não é sim
E o Brasil estertora nas garras dos golpistas
Senado sem sen é ado senado sem ado é sen se tirar o sen do senado senado fica sem sen
O golpe ilegitima ainda mais o ineligitimo
O que fazer com essa nossa cara digital
É digital porque digita-se porque é uma impressão digital ou porque são dígitos
Neguinho não se conforma com o sucesso alheio
Como pode o cara que descolou publicamente um troco com o impostor presidir a impostura do senado?
Vai pra casa levando!
Quanto ao interino lave-se-o a jato
Lava a lava-jato a jato
O que atrapalha o povo é o polvo

Comments are closed.