Nesgas

Se violada então é causo de viola
Cada tempo sua fala
Lampião que não cultivo só foi filmado por um cineasta ambulante o cinema é ambulante
Se confessar que sou não vão me levar a sério
As eleições municipais são uma boa hora para o protesto
Ao vencer o golpe uma realidade se impõe ao país é continuar vencendo o golpe
Carisma é coisa caprichosa antes não tinha agora tem
Os mais velhos a nossa ambição deve ser contribuir para o processo
A vida é um processo social
Cada um no seu pedaço juntando para ficar maior
Golpes não prosperam sempre
Vivemos o ciclo do fanfarrão
A boca e a coisa é boa mas o outro é bom
Não se bula com a caserna
O cara tá brincando de casinha
Pra se mostrar pra patroa
Maldita a língua de mil e um sentidos
Bendita a língua de mil e um sentidos
O cinema brasileiro veio de algo messiânico para algo existencial
O que há com o Brasil?
Por que se permite esse vergonhoso assalto pela quadrilha legislativa grudada à quadrilha judiciária para botar essa quadrilha no poder?
Às vezes eu erro mas desta vez não errei
O que acontece se há uma entropia revolucionária?
Paladinos no passado promovem o golpe?
O golpe é fruto da inveja e os invejosos acorrem aos milhares
Como uma pessoa pode querer impor-se dessa maneira tão desastrada
Operações contábeis cassam mandatos
Cata a lata vira a lata chuta a lata
O genro do genro do genro
Tudo o que se ouviu no Supremo e na Câmara é que o golpe é golpe
Chego a propor uma anistia ampla e geral
É preciso acreditar-se no voto
Discutir comigo na minha área de interesse é ruim
Sou pelo cinema de empolgação
Tu vê um filme e fica empolgado
E empolgação na avenida é fundamental
E pode tudo menos violência
Cada passo é um problema
Esfriou

Comments are closed.