Faltas

O Brasil não pode ser racista
Tem negro índio e branco em todos nós
Salvo os que não os tenham
E que dizer de governos favorecendo o invasor
Nem invadir precisa
É só assoviar
Flores! Flor és! Flor esta!
Senão devastam
Arrastam
Molestam
Nem é preciso ir mais longe
Como pode alguém agredir uma pessoa indefesa
E o capitalismo o que é?
Eu sou legal boto a cama e as plantas no sol
Nem todas tem as que não gostam
Fazer como? A turma gosta do bagulho
Bom era o tempo em que sobrava sempre um pernil pra logo mais
Enquanto o supremo se espreme com o senado o ilegítimo arrasa o país
O professor só emula a menos que seja a própria
Encaro a vida como uma vitória dia a dia
Esqueço pelo menos metade do que queria dizer
É preciso acabar com este cinema de guetos
A briga é contra o invasor não entre nós
Ninguém deve ser sincero em público
Deixa fluir deixa rolar
Ninguém imaginou essa rapina dos ratos
Bastou o da justiça empinar o rabo e decretar prisão à tôa sem nada
E isto foi antes na 470
Abismante assistir pela tevê uma perseguição obstinada a vingar-se não se sabe porque da vingança sabe-se porque do delator confesso
Desde então mergulhamos nesse terror do estado
Sobrevivamos
Suprimam-se as sutilezas
Ou é esquerda ou é direita
É plebiscito: é Brasil ou é USA
Há de haver algum espaço na cabeça do megaempresário pra saber do poderoso investimento que pode fazer ao aceitar a proposta do Zé
Que São Paulo e o Rio aprendam: se a esquerda em 18 não se unir vai perder democráticamente no voto
Proponho um acordo mundial aos USA: cada um recue até suas fronteiras
Com a geopolítica bipolar ideológica os povos foram dominados pelos países
Ou a esquerda se une ou
Dividiu perdeu

Comments are closed.