Placas

Estamos assistindo a um torneio medieval
De um lado o campeão das elites
Do outro o campeão do povo
Façam suas apostas
Algum dia se há de revelar o que foi o cinema brasileiro e o que o poder fêz conosco
O que tem sido a luta pela sobrevivência
O critério da esquerda deve ser o antes mais votado
Não é possível que se troque a imortalidade por meia duzia de espigão
A vida é um minifúndio
Só de preservá-la terá valido a pena
O trabalho é um minifúndio
Só de preservá-lo terá valido a pena
As palavras buscam os significados
Os significados buscam as palavras
Pode ser que eu tenha razão
Pode ser que não
Por que não se respeita os nativos?
Nunca se respeitou
Os degredados da metrópole aqui chegaram a ferro e fogo massacrando tudo
O novo mundo a vala comum e coletiva de seus povos
Cultuo a emergência
Gentes afazeres saberes
O mundo inventando-se
Não se deve perder as estribeiras
Muito custa refazê-las
Não acredito em ninguém que não acredita em ninguém
Não acredito em alguém que não acredita em alguém
O que me serve não te serve
O que te serve não me serve
Os dois querem a mesma coisa
Só que parte está com o outro
À espera de que aconteça o melhor
À espera de que não aconteça o pior
Se legaliza acaba a violência
A rede é lisérgica
Lisérgica é a rede
A única coisa quanto ao passado é afastar-se dêle
O retrocesso de 64 foi fabuloso
Tão fabuloso como o de agora
Não precisa ser a favor mas ser contra a estrada do Lula é coisa de fascista

Comments are closed.