Prévias

Aos jovens conclamo
Fica esperto estás vivendo tua primeira ditadura
E é mais leve
Não dispersa
Em todo o mundo o imperialismo ataca a emergência social dos povos
Vão-se os dentes ficam as gengivas dentadure-se
Aprendi com o imperador da Cantareira
O meu prazer é ver o senhor por aí
A quem dediquei o meu filme Antigamente
Não gosto das mazelas prefiro as procelas
O meu computador anda como eu
Eu ando muito bem
Desde que não seja longe
Besteira a orgia dazelite melhor seria o bem comum
O Brasil anseia por nove dedos
O vendedor me encheu de banana
O que eu faço? Um doce de banana
A vida é maior do que pensamos
Então deixa viver
Adoro encostar no teu lombo
Odeio encostar na tua bronca
Um país com tantas frutas não pode ser infeliz
O Brasil que vivíamos não era tão mal
Tanto que despertou a fúria da direita
Que é muito pior
Cumpadi firme na trincheira que é chumbo grosso
Ao que tudo indica o eleito é o velho meia dúzia do jurídico vai mantê-lo refém?
Ninguém tem que pedir licença pra se manifestar
A maioria vote feliz o resto não se apoquente ainda não é a revolução
Quanto mais demorardes maior será vossa culpa
Nascemos da troca de gases no universo
Água vira pedra vira água
Quem veio primeiro o homem ou a pedra?
Quem vai primeiro o homem ou a pedra?
Quem vai ficar o homem ou a pedra?
A nuvem de gases no universo
Não me lembro de tudo
E nem quero
Só me lembro
Do que quero

Comments are closed.