Bens

Bem …
Parece que nunca acaba
E vai desdobrando desdobrando
É um mal alastra-se insaciável
Antes em 64 foi a burguesia civil que empurrou a militar para o golpe
E aí tomaram gosto e ficaram a chacinar o país por muito tempo
Não são as forças armadas
Graças a um regime de disciplina e hierarquia
O que vigora é a voz de comando
O comando manda a tropa obedece
Milhares e milhares de formigas a cumprir a função
Formigas não são do mal são necessárias
E sobre os milhares e milhares de militares proletários ergue-se a pirâmide que vai dar no comando
Agora em 16 o que vimos?
A burguesia civil insufla a jurídica
E enrola-se nela
Não são as forças jurídicas
É só um vindo do nada que fabrica processos indícios provas delações
Mas uma frota de semelhantes logo se agita
E vão ganhar seus tempos nas tevês
Quem sabe fãs-clubes
E imperam contra a maioria das forças jurídicas
E nem servem à burguesia fabril a tal que seria líder no crescimento
Servem aos financistas
Surgidos no bojo da ditadura anterior nas especulações da bolsa
A nossa a burguesia brasileira é servil
Quer servir aos interesses do imperialismo
Infiltra-se e dissemina-se na sociedade
Planeja e executa golpes financeiros e jurídicos
E inverte o que é justo o ônus da prova é do acusado
O acusador desdobra-se
Inclui notas fiscais fabricadas a induzir sentenças
Dispara e afunda para o gáudio das corporações estrangeiras as nossas maiores corporações nacionais
Bem sei há um fluxo de capitais
Quem vai domá-los?
A batalha é agora
Ou vigoram os golpes ou vamos derrotá-los nas urnas
O que é decisivo é a inclusão social
Que foi o que fizeram os últimos governos legítimos
Ponto saudações

Comments are closed.