Pétalas

Não dê trela pra direita ela se engole sozinha
Atacaram o atacante
O país ansioso aguarda ouvir a voz da solitária
Governos personalistas não são democráticos
Alçados à magistratura o que fizeram?
A data é vênia
A data é falha
A falha é falha
Hostilizado fujo para dentro de mim mesmo
A dívida?
No capitalismo dívida é poupança é investimento
A escrita é o lugar em que o escritor fala com o leitor
Não há como responder
Quando os violentos se encontram
A burguesia brasileira é burra
É 13 no 1o.
Não haverá segundo é 13 no 1o.
E não é só ele tem a vice que é de primeira
O país doidin pra sair do precipício e ôceis brincando na beirada
Não se pode aceitar a guerra
É preciso construir a paz
Não se pode conviver com a violência
A violência é a morte
A revolução é sempre mais lenta que os golpes?
Depois de um trauma ou de uma perda serei o mesmo?
Serei eu mesmo?
Serei
Nascemos pra ser quem somos
E somos
E de repente a esquerda e a direita atacadas pela patologia de indivíduos
Vidas ameaçadas ou perdidas
Para avançar é preciso saber recuar
Resolve logo no 1o.
Porque o segundo vai ser guerra
O morro subiu
A pesquisa manipula os pesquisados
A mídia manipula os midiotas
O delator manipula as delações
Não se deixe manipular
Lula vai a plenário

Comments are closed.