Custos

Pra quem gosta de autocrítica o prato está cheio

Uns vestem verde outros vestem rosa mas há quem vista verde e rosa

Como explicar a súbita aparição eleitoral de um monte de anônimos

A deforma é só dele monocrática ninguém concorda

Ninguém nasceu pra isso aí!

Por que deixamos devastarem nossas terras

Por que deixamos devastarem nossas gentes

Do verde oliva azeite ao verde gafanhoto praga

Os militares deviam pensar duas vezes antes de botar as armadas contra o povo

O resgate do cinema brasileiro tem que começar por cumprir-se a lei do curta

E agora na educação “os irmãos metralha”

As pragas naturais vamos ter que aturar mas as sociais não

O primeiro problema é que é muita gente

Não adianta discutir o varejo tem que atacar o atacado

Por que alguém se alista como soldado

A cada dia assumindo o risco de matar ou morrer

Geralmente ao que se saiba ninguém gosta de correr esse risco

Faz por necessidade sem outra opção na vida?

Quem furou o feijão furadinho?

A fascistada toda agora vai virar estrela nas tevês

Enquanto a esquerda não se unir o golpe continua

A globalização do mal

Caiu o Brasil agora quem cai é a América Latina

A rede de interesses imperialista consegue uma coincidência de acidentes inesperados

A emergência em todos os países de uma reação ao que se viveu na década passada de progresso social

A pequena burguesia local toma o poder

E entrega todos de mão beijada e de graça ao império ianque

Ficamos à mercê dos carreiristas civis e militares que infestam as repúblicas

Uma onda antipopular varre não só um país mas o continente e o mundo

A história avança inevitavelmente avança mas será que em ciclos de ascensão e queda?

Isso estará parecendo às políticas de anexação que antecedem as grandes guerras

E se a vida fôr um castelo de cartas

Uns tombam sobre os outros

Mas a grande guerra não tem jeito de estourar

Seria talvez a derradeira

E por isso não há de acontecer

Vamos ter que encarar as pequenas internas

Em que as populações de cada terra irão sofrer

E é pra isso que se mantém o velho prêso?

#LulaLivre!

Comments are closed.