Vexames

E assistir no Supremo mais um espetáculo de blindagem do governo
O primeiro voto levou quatro horas
O Supremo em conluio com a milícia no poder
E vem aí coisa pior
Cultura é tudo o que os humanos fazem excluída a natureza que se faz ela mesma
A natureza se disputa pela sobrevivência
A cultura se disputa pela sobrevivência
Podemos apenas ser fruto de uma enzima cósmica que chocou-se com a terra
Ih! Pode?
Em todo o mundo o povo rebela-se contra os governos
Deve ser fraude não é possível que essa montanha de anônimos tenha tido tanto voto
Se o USA reclama de invasão virtual russa na eleição deles imagina a deles aqui na nossa
Libertadores da América é só no futebol
Não há povo há povos
O povo que vota na direita é um o que vota na esquerda é outro
Nem precisa ser de direita ou de esquerda é só o voto
Que autoriza o vencedor a empolgar o poder
Mas fraude não pode
O celerado ameaça invadir o campo Canudos?
Esporte é esporte e política é política
O curta é uma espécie de salário mínimo
Um três ou cinco juízes o condenaram 50 milhões o aplaudem
Quanto custa e quem paga as massacrantes propagandas nas tevês?
Um país inteiro a mercê de fanáticos
E o que mais surpreende é a quantidade de mestiço perdido no tiroteio
Nem neoliberal é
É fascista
Não seria um AI-5 seria um AI-13
Velho com gripe não deve ir além da esquina
A vida é o que se faz dela
O cara só atende no balcão
E aí vem os foca ganhar sardinha pro jornal
O Supremo ou se redime ou se enterra
Devia anular o golpe e convocar diretas já
Suprema-se ou suprima-se
Seus colegas militares ainda não perceberam que ele está só se vingando da caserna expondo as armadas ao ridículo e à morte
O militarismo é uma fantasia de um império que precisa ocupar o mundo inteiro
Aqui só temos um pedaço
Não temos o mundo inteiro
Vai militar no quê?

Comments are closed.