Precários

Asnos asneiras bestas besteiras
Quando alguma sapiência me ocorrer aviso
Orgulho de longas batalhas
O país borbulha
O país lateja
Lutando para extirpar essa coisa ruim que sobre nós se abateu
Aos que querem matar é preciso avisar que ninguém quer morrer
Quem se destaca em alguma coisa certamente não se destaca em outras
Não se deve nomear o inimigo
Nomeá-lo é dar-lhe voz
O que mais vale o aumento dos meios de pagamento nas mãos de todos ou a retórica tardia dos doutrinadores
Os bancos roubam-nos dinheiro
Abaixo o divisionismo
Ninguém aguenta uma notícia mais que uma semana
Com esse conjunto de obra por que não impixa?
Pré-impixaram o Dirceu
Impixaram a Dilma
Pré-impixaram o Lula
Quer mais o quê?
Um militar não pode ser presidente do Brasil
Porque a presidência é um cargo civil
Assim como um civil não pode comandar um batalhão
Roubaram a mãe do golpista que traiu o imperador
E tu acha que não era ditadura os marechais primeiros presidentes republicanos?
E cadê o decoro?
E quem deu o couro?
E quem deu o côro?
E quem deu o quórum?
Nada é mais anacrônico que fardas e medalharia no peito
Se engane quem gosta
A mídia golpista nem vai querer dar golpe nos cramulhão?
E o pibinho? Pibíssimo
Como me dizia o Glauber: “Você cuida da infra que eu cuido da superestrutura”
É difícil e muito ler a história
Pobres soldados a serviço de seus inimigos de classe
Doido não convive com maluco
Até a burguesia é atacada por seus gendarmes
E a polícia sempre tem seu dia de milícia
O Brasil precisa livrar-se de todas as milícias em todas as áreas políticas econômicas e sociais
Ou vai ficar ainda muito mais pior de ruim

Comments are closed.