Archive for novembro, 2010

FÓRUM DE CULTURA DIGITAL 2010

segunda-feira, novembro 15th, 2010

EDITAL XPTA.LAB APRESENTA PRIMEIROS RESULTADOS

DURANTE O FÓRUM DE CULTURA DIGITAL


Criado com o objetivo de apoiar laboratórios voltados para a pesquisa e experimentação em tecnologias audiovisuais, o Programa Laboratórios de Experimentação e Pesquisa em Tecnologias Audiovisuais – XPTA.LAB contemplou quatro laboratórios, que propuseram projetos de excelência  nas áreas de plataformas digitais e tecnologias audiovisuais. Cada laboratório é responsável por um projeto de excelência e mais doze projetos consorciados, resultando em um total de 52 protótipos apoiados pelo Edital XPTA.LAB. Em março de 2011 acontece a Feira Nacional de Inovação, que apresenta os 52 protótipos desenvolvidos.

O processo de realização desses projetos pode ser avaliado durante a segunda edição do Fórum da Cultura Digital Brasileira, a ser realizada entre os dias 14 e 17 de novembro de 2010, na Cinemateca Brasileira, em São Paulo, evento que pretende congregar, conforme ocorreu em 2009, as iniciativas de cultura e comunicação existentes no país que estão conectadas pela rede social CulturaDigital.br, lançada em julho de 2009.

Durante o Fórum estão em demonstração os seguintes projetos do XPTA.LAB:

– Wikinarua, da Universidade de Brasília e consorciados

Trata-se de uma rede social e também um software para celular que usa GPS e bússola para dizer onde você está e para qual direção o celular está apontando. Ele baixa informações dos bancos de dados do Wikinarua, Wikipédia, Myspace, entre outros, apresentando informações sobre o seu meio ambiente e monumentos históricos. Resumidamente, imagine-se apontando seu celular para um monumento histórico da sua cidade, no Brasil, para acessar o Wikinarua. Recorrendo à tecnologia da realidade aumentada (RA), o Wikinarua funde numa mesma imagem, imagens do real e informações computacionais, em tempo real. Os projetos consorciados envolvem a rede social Wikinarua com blogmaps, ciberrádio, realidade aumentada para dispositivo móvel, gamearte, aplicativo para Cibertv, game ecológico com celular, dispositivo não convencional de interação para cibertv, entre outros.

– Estação-Escola de TV Digital, da Universidade Federal da Paraíba e consorciados

A Estação-Escola de Televisão Digital é um laboratório que usa uma infra-estrutura de transmissão e recepção de TV Digital real, a estação-escola, para criar um laboratório virtual para testes a distância de conteúdos interativos (VirtuaLabTV). O projeto reúne a produção de 11 programas interativos, um portal de intercâmbio e distribuição de vídeo (RNA) e uma ferramenta virtual de testes de conteúdos interativos (VirtuaLabTV). Os programas produzidos tem 26 minutos cada, abordando os seguintes temas: turismo; jogos interativos; ensino a distância; governo eletrônico; segurança pública e entretenimento.

– Virtualidade Imersiva e Interatividade Baseada em Cloud Computing, da Universidade Federal de São Carlos e consorciados

Trata-se de uma plataforma para virtualidade imersiva e interativa baseada em cloud computing, isto é, do desenvolvimento de um framework básico de comunicação em nuvem com suporte e desenvolvimento de conteúdos distribuídos multiusuários de realidade virtual e aumentada para TV digital, dispositivos móveis (smartphones, PDAs) e computadores pessoais, incluindo, além do código, documentação e exemplos básicos do emprego deste framework, através de projetos específicos, e também suporte a seu uso pelos laboratórios consorciados.

– Laboratório de Excelência em Desenvolvimento de Aplicativos para Produção, Edição e Difusão de Conteúdo Audiovisual pela Internet e TV Digital, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte e Consorciados

O projeto visa o desenvolvimento de um arcabouço de técnicas para a produção e difusão de conteúdos culturais audiovisuais, em formatos dos mais diversos, compatibilizando para que sejam acessíveis pelos mais diversos meios, tais como difusão pela Internet, em TV Digital, celulares e outros dispositivos de exibição. Através deste ferramenta, é possível mixar conteúdos distintos, sendo produzidos de forma distinta e remotamente, num único conteúdo para ser disseminado ao público em geral através dos meios citados.

Parte ainda da programação do Fórum de Cultura Digital, está previsto um encontro com os coordenadores dos projetos em desenvolvimento pelo Edital XPTA.LAB. Agendado para o dia 15 de novembro, segunda-feira, às 19h00, também na Cinemateca Brasileira, nela vão estar reunidos Aquiles Burlamaqui, da UFRN/Natalnet, Luiz Carlos Trevelin, da UFSCar, Guido Lemos de Souza Filho, da UFPB/Lavid e Suzete Venturelli, da UnB.